quarta-feira, 25 de Abril de 2018

Compartilhe

Faltando apenas um dia para o tão esperado Draft 2018, os rumores e as especulações estão cada vez mais fortes. Dentre estas “notícias” que, neste momento, são um tanto quanto imprecisas, um fato é que algumas equipes esperam sair com o seu futuro QB do recrutamento deste ano. Neste contexto, a AFC Leste é uma divisão que possui as suas quatro equipes sendo apontadas como destinos prováveis para alguns dos principais QBs desta classe. Considerando que Tom Brady deve se aposentar em breve, este draft pode ser o ponto de partida para mudanças importantes dentro da divisão.

LEIA MAIS: O que esperar da classe de WRs de 2018?

Começando pelo Jets, a equipe verde de Nova Iorque – que está na 3ª posição geral do draft após uma troca com o Colts – será, sem dúvidas, o destino de um dos principais QBs da classe. Após uma campanha surpreendente (positivamente) na última temporada, o Jets chega neste draft buscando o jogador para ser o rosto da franquia na próxima década. A chegada de Teddy Bridgewater, e a renovação com o veterano Josh McCown, demonstram que a equipe, apesar de buscar um QB, pretende trabalhar com paciência no desenvolvimento do novo talento, enquanto o mesmo se adapta a nova realidade entre os profissionais.

Leia textos exclusivos a cada semana sobre todos os times da NFL. Seja um assinante L32

Algo interessante a ser relembrado é que, mesmo após ter feito uma troca para subir no board, o Jets fica dependente das escolhas/trocas que acontecerem com Browns e Giants. Será que o QB preferido estará disponível na escolha da equipe? Considerando que estamos no draft mais imprevisível dos últimos anos, o Jets, certamente, possui mais de uma opção satisfatória entre os QBs para esta pick. Em relação a esta situação, vale relembrar que, no último draft, tivemos um movimento inesperado envolvendo o Bears que fez uma troca para subir apenas uma posição e garantir o QB Mitch Trubisky. Descartando esta possibilidade (que é realmente remota), em nosso mock de 4 rodadas, que pode ser acessado neste link , Baker Mayfield foi o escolhido do Jets. No entanto, até pela imprevisibilidade que cerca as duas primeiras escolhas, é comum encontrarmos outros nomes nos mais diversos Mocks na internet como escolhas possíveis para o Jets.

Em Buffalo, a situação é de incerteza. O Bills já deu todas as mostras que pretende buscar um QB, entretanto, até o momento, a equipe não parece ter chegado a um acordo com algum time disposto a descer no draft. O que nós temos de concreto é que, com as duas escolhas de 1ª rodada que possui, o Bills une o desejo, com a munição necessária para tentar uma troca que garanta a escolha de um dos principais QBs da classe. Contudo, neste momento, como uma troca para a 1ª escolha geral é bastante improvável, faz sentido para o Bills ficar no aguardo do desenrolar do recrutamento.

Como dito acima em relação ao Jets, não seria interessante para o Bills buscar uma troca pré-draft que não garanta um jogador específico para equipe. No texto sobre as opções atuais da equipe no draft, que pode ser acessado neste link, debatemos, inclusive, se a troca seria o melhor caminho para a equipe de Buffalo em razão das outras necessidades do roster. Vale destacar que, na Free Agency, o QB AJ McCarron foi contratado e deve ser o titular na semana 1 da temporada 2018. Reserva por quatro anos de Andy Dalton no Bengals, McCarron é visto como um jogador capaz de conduzir a equipe neste momento de transição, porém está longe de ser um nome confiável para guiar a equipe por muitos anos. Por isto, inclusive, todos os principais QBs desta classe já foram cogitados em algum momento como possíveis escolhas do Bills.

Falando do atual campeão da divisão, o Patriots, que selecionou dois QBs nos últimos quatro drafts, deve, mais uma vez, buscar o substituto para Tom Brady. Com as trocas de Jimmy Garoppolo e Jacoby Brissett, a escolha de um novo QB é, praticamente, uma certeza em New England. Com Brady caminhando para o final de sua carreira, e tendo Brian Hoyer como reserva, a necessidade de um projeto de sucessão é evidente. Porém, diferente dos dois adversários citados anteriormente, não existe uma expectativa tão forte que o Patriots selecione um QB ainda na primeira rodada; apesar de também possuir duas escolhas entre as 32 primeiras do draft.

LEIA MAIS: Shaquem Griffin só precisa de uma oportunidade

A maioria dos Mocks tem colocado defensores (principalmente EDGEs e LBs), e OTs nas escolhas do Patriots, o que faz todo o sentido tendo em vista as necessidades da equipe. Em relação aos QBs, mesmo que uma escolha na rodada inicial não seja provável, alguns QBs tiveram seus nomes ligados ao Patriots recentemente. Dentre eles, Lamar Jackson, que foi bastante elogiado após um treino privado com a equipe, e Josh Rosen, que, ao que parece, pode cair mais do que o esperado no draft, foram nomes importantes ventilados. A verdade é que a escolha de um desses jogadores seria uma surpresa, mas, como sabemos, Bill Belichick é completamente imprevisível, principalmente, em relação ao draft. Outro nome associado ao Patriots em algumas simulações é o de Mason Rudolph. Jogador com características semelhantes às de Jimmy Garoppolo, Rudolph poderia ser uma opção, em teoria, após a 1ª rodada.

O Dolphins, por sua vez, é a equipe com menos expectativa em relação à escolha de um QB dentro da divisão. A situação da equipe de Miami é semelhante a do Chiefs no último draft. Sem comparar o talento dos jogadores, O Dolphins, assim como ocorria com a equipe de Kansas City, possui um QB titular de bom nível, no entanto, a sensação é que este jogador não tem a capacidade para dar o passo seguinte, ou seja, levar a equipe a um novo patamar. Além disto, após perder toda a temporada 2017 por lesão, Tannehill entra na temporada atual cercado por mais algumas incertezas, além de ter um aumento significativo em relação ao cap hit de seu contrato a partir de 2019.

Com a 11ª escolha do draft, o Dolphins está em uma posição privilegiada. Com a opção de draftar um jogador para uma necessidade do elenco como, por exemplo, um LB ou um DT, a equipe ainda pode cogitar a possibilidade de um QB, caso um dos quatro melhores da posição chegue em sua escolha. Como dito anteriormente, até pelas necessidades da equipe, um QB é uma opção pouco provável. De toda forma, ela existe, e vale a pena ser considerada.

Olhando a divisão como um todo, é provável que, ao final das sete rodadas do draft, todas as quatro equipes tenham escolhido um QB. Levando em conta apenas a 1ª rodada, Jets e Bills são prováveis destinos, tendo Patriots e Dolphins com possibilidades menores. Dito isto, podemos estar diante de um recrutamento histórico para uma divisão dominada por muito tempo pela mesma equipe. Contando com uma classe bastante talentosa na principal posição do esporte, e com o grande QB da conferência na reta final de sua carreira, a equipe que acertar na escolha de seu futuro Franchise QB larga na frente na disputa pelo trono da divisão nas próximas temporadas. A partir de amanhã veremos o começo desta nova história.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

 

Compartilhe