terça-feira, 7 de agosto de 2018

Compartilhe

Acabou a espera. Seis meses depois do Super Bowl, finalmente vimos a bola oval voar com o tradicional jogo do Hall da Fama, que abre a pré-temporada do futebol americano. Mas se, por ser o primeiro jogo após tanto tempo, o duelo entre Baltimore Ravens e Chicago Bears tinha alguma expectativa e teve uma audiência respeitável, é notório que de agora até o fim da pré-temporada o interesse geral nos jogos diminui bastante. Contribui para isso a presença limitada (quando não a ausência total) das grandes estrelas, o que inegavelmente contribui para uma queda no nível técnico das partidas.

LEIA MAIS: A indecisão do Bills pode prejudicar sua temporada

Mas futebol americano não se resume aos maiores astros. Os jogos da pré-temporada podem, sim, ser bem legais de acompanhar, se você souber olhar essas partidas por um outro ângulo. O texto de hoje tem o intuito de te ajudar nessa missão e tornar o seu mês de agosto um pouco mais divertido.

Primeiro, lembre-se que o resultado final não importa. Claro que todo torcedor quer ganhar sempre até no cara ou coroa, mas se o seu time levou uma virada no final, OK. Em agosto, os jogos são decididos por jogadores que a partir de setembro estarão espalhados pelos practice squads da NFL (ou talvez nem isso). Então, não se preocupe tanto com a atuação coletiva de um grupo que não voltará a atuar junto quando o bicho pegar de verdade, e tente focar mais em atuações individuais. E não me refiro tanto aos titulares. Os técnicos já sabem como podem tirar o melhor deles, e os observam mais durante o training camp, quando há menos gente observando. O foco aqui é naqueles que de fato brigam por um espaço no elenco final e jogam essas partidas amistosas como se fossem um Super Bowl. Seguem alguns exemplos para te ajudar na empreitada.

O training camp e as partidas da pré-temporada são a primeira oportunidade dos calouros mostrarem serviço. Especialmente para aqueles que foram selecionados nas últimas rodadas no draft, e também para os que passaram batidos durante o recrutamento, boas exibições em agosto podem ser a diferença entre passar os próximos meses empregados por uma franquia da NFL ou não. Fique de olho nos novatos e tente reparar se aquele jogador que você gostou mais tem características similares às de algum jogador titular e assim poderia lhe dar algum descanso, ou se ele possui alguma habilidade que complementa as dos melhores da posição. São detalhes assim que fazem a diferença para jogadores nesse nível.

Raciocínio parecido é válido também para os veteranos, claro. Mas há algo que diferencia um pouco na forma de vê-los jogar. Quem está chegando agora na NFL ainda está aprendendo as nuances de sua posição, as diferenças do jogo universitário para o profissional, um processo que as vezes pode ser demorado. Para atletas mais experientes e que não são titulares, a versatilidade é uma arma importante para se garantir em um elenco, especialmente para os jogadores de linha, tanto ofensiva quanto defensiva. Os técnicos geralmente gostam de levar mais jogadores para as posições de habilidade (RB, WR e TE) e para a secundária, de forma a ter mais opções de matchups durante os jogos, o que faz com que nas trincheiras não haja um reserva para cada posição. Assim, se você notar que um OL pode jogar tanto de guard como de center, por exemplo, saiba que esse jogador está em vantagem na disputa por uma vaga entre os 53.

Mas a forma mais comum de um jogador desconhecido para a maioria dos torcedores conseguir se estabelecer em um elenco é através dos Special Teams. OK, muitas vezes nessas jogadas nem as câmeras de TV ajudam a prestar atenção em algum jogador que não seja o retornador, mas se você se se pergunta como que aquele jogador que já está no time faz um bom tempo, mas que nunca impressiona quando tem a chance de jogar no ataque ou na defesa, certamente é por causa dos Special Teams, que são também a porta de entrada mais comum para quem acabou de chegar na equipe.

Leia textos exclusivos a cada semana sobre todos os times da NFL. Seja um assinante L32


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe