segunda-feira, 11 de junho de 2018

Compartilhe

 

O livro de jogadas ofensivas dos times da NFL é um verdadeiro manual estratégico de guerra com uma série de jogadas que visam a vitória na disputa pelo território do campo do adversário, a caminho da End Zone. As jogadas de passe, que hoje são predominantes nas chamadas dos coordenadores ofensivos, possuem uma série de combinações de rotas, dando origem a conceitos que visam levar vantagem nos matchups com a marcação da defesa adversária.

Um dos conceitos mais usados, presente no playbook de todos os times, é o Mesh. Ele é formado por duas rotas drag, onde um recebedor do lado esquerdo e outro do lado direito avançam poucas jardas e cortam para o centro, correndo paralelos e próximos à linha de scrimmage, explorando o campo horizontalmente, visando ganhar jardas após a recepção.

No Madden esse conceito é muito usado pelos jogadores ao redor do mundo e hoje estreio essa série sobre conceitos ofensivos falando do Mesh e sua eficácia em conseguir jardas importantes para o ataque.

Conceito básico

Como descrito acima, o Mesh é um conjunto de duas rotas drag, onde os recebedores, correndo para o lado oposto, próximos à linha de scrimmage, visam explorar o campo horizontalmente, procurando uma oportunidade para receber a bola e ganhar jardas após a recepção. Melhor executado por recebedores ágeis e velozes. Para conseguir esse espaço, essas rotas são combinadas com outras verticais, que visam “empurrar” a defesa para o fundo do campo, desviando a atenção das rotas mais curtas.

Exemplo do conceito Mesh: Rotas drag se cruzando e rotas verticais para espalhar a defesa

Até por esse motivo, muitas vezes a rota drag não representa a primeira leitura do QB, onde o mesmo visa, primeiramente, um passe longo, voltando sua atenção para a drag, caso a defesa recue.

Abaixo mostrarei alguns exemplos dessa jogada contra sistemas de marcação diferentes, para ajuda-los a levar vantagem nas partidas do Madden.

LEIA MAIS: O quão dificil é manter uma dinastia na NFL

Atacando uma marcação individual

Esse conceito é um dos melhores contra marcação homem a homem, pois o rápido corte para o centro do campo dificulta que o defensor acompanhe o recebedor sem ceder algum tipo de separação. Com outros defensores também marcando individualmente os demais recebedores, um na rota drag que conseguir receber a bola, terá grandes chances de conquistar uma boa quantidade de jardas.

Jogadores na rota drag conseguindo separação da marcaçao idividual adversária

Atacando uma Cover 2

Contra marcações em zona, o Mesh se aproveita da movimentação dos defensores para criar espaço para passes curtos. Ao enfrentar uma defesa Cover 2, uma rota vertical de um Tight End pode fazer um Linebacker recuar, abrindo espaço para um passe rápido na rota drag. Na lateral do campo também poderemos ter espaço para o recebedor em uma rota drag receber a bola, caso o Cornerback não esteja em uma Hard Flat (leia sobre as zonas de marcação aqui) e acompanhe um Wide Receiver numa rota longa.

A rota longa do Bennett faz recuar os LBs, abrindo espaço para o Nelson na drag

Atacando uma Cover 3

O conceito Mesh é ainda mais eficaz contra esse tipo de marcação que, naturalmente, já é para marcar mais recuado. Linebackers em zona Hook Curl e Defensive Backs em Curl ou Seam Flat iram se preocupar, prioritariamente, com rotas mais profundas, abrindo espaço para os recebedores na drag conquistarem suas jardas com as pernas.

Rotas longas recuando LB e CB, deixando um bom espaço para o recebedor na rota drag

OUÇA TAMBÉM: Podcast Ep #137 – As melhores e piores defesas da NFL hoje

Atacando uma Cover 4

Mais um sistema defensivo que é um paraíso para o conceito Mesh. Aqui temos um esquema ainda mais conservador com quatro defensores no fundo e, geralmente, três no meio campo dando bastante espaço para os recebedores em rotas curtas.

Defesa em Cover 4 bem recuada. Gronkowski no conceito Mesh agradece

Atacando Zone Blitz

Caso a defesa faça pressão com um quinto (ou mais) jogador, uma boa identificação do QB poderá explorar esse espaço deixado pelo blitzer.

O cornerback (marcado com a letra M) é reconhecido como um blitzer e Ertz aproveita o espaço vazio

Com passes rápidos e leituras simples, o uso do conceito Mesh fará você avançar pelo campo em suas partidas do Madden NFL.

Compartilhe