sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Compartilhe

Chegamos a semana 10 da NFL e cada rodada é cada vez mais decisiva para chegar aos playoffs. Vamos a alguns destaques da última semana:

  • Com os 4 passes para TD contra o Rams, o QB Drew Brees empatou com Tom Brady (22 jogos) para o maior número de jogos com pelo menos 4 TDs e nenhuma interceptação na história.
  • Com a partida contra o Seahawks, o QB Philip Rivers se tornou o quarto QB da história da NFL a ter pelo menos 200 jogos consecutivos. Os outros são Brett Favre (297), Eli Manning (210) e Peyton Manning (208).
  • Com as 375 jardas contra o Browns, o QB Patrick Mahomes empatou com Andrew Luck com 8 partidas consecutivas com pelo menos 300 jardas. A melhor marca da história da liga.
  • Com 107 jardas terrestres, 56 jardas de recepção e 1 TD contra o Ravens, o RB James Conner chegou ao quarto jogo na temporada com pelo menos 100 jardas terrestres, 50 jardas de recepção e pelo menos 1 TD, é o maior número de jogos para um jogador em uma única temporada da NFL.
  • Com 3,5 sacks e 1 TD contra o Lions, o DE Danielle Hunter se tornou o único jogador da história com pelo menos 3,5 sacks e 1 TD em um único jogo.
  • Com 350 jardas contra o Redskins, o QB Matt Ryan se juntou a Drew Brees (57) como os únicos jogadores com pelo menos 50 jogos na carreira com pelo menos 300 jardas nas primeiras 11 temporadas da carreira.

A Semana 10 da NFL começou ontem com a fácil vitória do Pittsburgh Steelers sobre o Carolina Panthers por 52 x 21. Nessa rodada folgam o Baltimore Ravens, Denver Broncos, Houston Texans e Minnesota Vikings. Confira nosso guia e não perca nada.

Seattle Seahawks (4-4) @ Los Angeles Rams (8-1) – Domingo, 11/11, 19:25 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN

Confronto de divisão de uma equipe praticamente garantida nos playoffs e outra lutando para isso. O Los Angeles Rams vem da sua primeira derrota na temporada em um jogo espetacular contra o Saints e, por isso, perdeu a melhor campanha da NFC para o adversário que o derrotou. O Rams, mesmo com a derrota, não deve ter tanto problema para vencer sua divisão e ter uma folga na primeira semana dos playoffs. A equipe tem um ataque espetacular com Jared Goff jogando muito bem, Todd Gurley em mais uma temporada de MVP e vários ótimos recebedores, com um técnico espetacular nas chamadas ofensivas. A defesa é boa, apesar de não ter conseguido parar o ataque de New Orleans, mas ainda precisa melhorar. A volta de Aqib Talib seria uma boa para conseguir essa melhora.

O Seattle Seahawks perdeu uma partida em casa contra o Los Angeles Chargers, uma coisa que não poderia acontecer para a equipe continuar com boas chances para chegar aos playoffs por meio de Wild Card. O ataque da equipe melhorou bem, com Russell Wilson ainda fazendo uma ótima temporada, o jogo terrestre melhorando e a linha ofensiva conseguindo fazer um trabalho melhor do que vinha fazendo. A defesa não é aquela que conseguiu levar a equipe a dois Super Bowls, mas tem qualidade e pode ajudar o time a chegar a pós-temporada.

É um jogo de duas equipes da mesma divisão que pode decidir a divisão. Se o Rams vencer, a divisão está garantida e só restaria o Wild Card para Seattle, o que já ficaria difícil pela campanha a essa altura da temporada. As franquias já se enfrentaram na temporada e o Seahawks conseguiu endurecer o confronto, sendo a partida mais dura de Los Angeles até aquele momento. Para vencer, Seattle precisa jogar naquele mesmo nível e conseguir terminar bem o final do jogo e tentar aproveitar esse primeiro momento de instabilidade do Rams, já que vem da primeira derrota no ano. O Seahawks lidera na história com 23 vitórias e 17 derrotas, porém o Rams venceu os últimos 2 duelos.

Principais jogadores:

Los Angeles Rams:

QB Jared Goff é 1 de 2 jogadores (Patrick Mahomes) da NFL com 2.800+ (2.816) jardas e 20+ (20) passes para TD em 2018. RB Todd Gurley lidera a NFL com 1.230 jardas de scrimmage e 16 TDs em 2018. WR Brandin Cooks teve 6 recepções para 114 jardas e TD na semana passada. DT Aaron Donald lidera a NFL com 13 tackles para perdas de jardas e está em segundo com 10 sacks em 2018. DT Ndamukong Suh tem 2 sacks e 1 passe desviado nos últimos 2 jogos contra o Seahawks.

Seattle Seahawks:

QB Russell Wilson tenta o quinto jogo seguido com 2+ passes para TD. RB Mike Davis teve 75 jardas de scrimmage e TD terrestre no encontro da semana 5. WR Doug Baldwin liderou a equipe com 77 jardas de recepção na semana passada. LB Bobby Wagner liderou a equipe com 13 tackles e teve 3 passes desviados na semana 9. DE Frank Clark teve 4.5 sacks, 3 fumbles forçados, fumble recuperado e interceptação nos últimos 4 jogos.

Leia Mais: Rastreando Draftados; Darnold decepciona novamente

Leia Também: Dicas de Fantasy Football; Semana 10

New Orleans Saints (7-1) @ Cincinnati Bengals (5-3) – Domingo, 11/11, 16:00 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN 2

Duelo de dois times que ainda lutam pelas suas divisões, já que tem outros times também bem no ano. O Cincinnati Bengals vem de sua semana de folga depois de ter uma vitória contra o Bucs que parecia fácil no jogo inteiro, mas terminou sendo por apenas 3 pontos. O Bengals vem fazendo um bom ano, na cola do Steelers, que é o líder da sua divisão, mas ainda tem um grave problema, que é vencer Pittsburgh. O ataque terrestre ainda precisa melhorar com Joe Mixon, até porque no passe A.J. Green vem em ótima temporada. A defesa não é top da liga em nenhum aspecto, mas também não é horrível, conseguindo alternar entre bons jogos e outros bem ruins, principalmente quando enfrenta grandes ataques.

O New Orleans Saints parece ter tomado o título de grande time da NFC depois da grande vitória contra o Rams na última semana. O ataque da equipe é um avião, com Drew Brees jogando em seu mais alto nível, Alvin Kamara fazendo TD jogo sim e jogo também e Michael Thomas se mostrando cada vez mais como um dos grandes recebedores da liga. A defesa não é espetacular, mas finalmente conseguiram dar uma defesa competente para Brees. Com isso, ele consegue fazer o ataque funcionar muito bem e a equipe tem chances de vencer o Super Bowl. Com tudo que o time mostrou na semana passada e vem mostrando durante todo o ano, tudo leva a crer que vencerá sua divisão, apesar do Panthers só ter uma derrota a mais.

É um confronto que pode ser equilibrado se o ataque do Bengals colaborar. O time precisa correr muito bem com a bola e deixar Brees e companhia fora do campo o máximo possível, conseguindo controlar o relógio. É quase impossível, com toda essa potência que tem o ataque de New Orleans, a defesa de Cincinnati conseguir diminuir muito a produção, então a chance do Bengals é tirar Brees do campo a maior parte jogo. Vai ser bem difícil conseguir, já que a defesa contra o jogo terrestre do Saints é a melhor da liga, dificultando muito o trabalho de Joe Mixon. O Bengals lidera o confronto histórico com 7 vitórias e 6 derrotas, tendo vencido 2 dos últimos 3 jogos.

Principais jogadores:

Cincinnati Bengals:

QB Andy Dalton passou para 280 jardas com 2 TDs e nenhuma interceptação na semana 8. RB Joe Mixon teve 123 jardas terrestres e 2 TDs na semana 8. WR Tyler Boyd teve 138 jardas com TD de recepção na semana 8. S Jessie Bates teve 6 tackles, 2 passes desviados e interceptação para TD na semana 8. DE Carlos Dunlap teve fumble forçado no último encontro entre os times.

New Orleans Saints:

QB Drew Brees lidera a NFL em porcentagem de passes completos (76.3%) e rating (120.6) em 2018. RB Alvin Kamara teve 126 jardas de scrimmage e 3 TDs na semana passada. WR Michael Thomas teve 211 jardas e TD de recepção na semana 9. DE Cameron Jordan teve 2 sacks e 4 passes desviados nos últimos 3 jogos contra a AFC. LB Alex Anzalone teve interceptação na semana passada.

New England Patriots (7-2) @ Tennessee Titans (4-4) – Domingo, 11/11, 16:00 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN

Duelo de um time que está folgado na liderança da AFC Leste com outro que está correndo atrás em outra divisão. O Tennessee Titans é um dos times mais irregulares de toda a temporada, perdendo jogos que não deveria. Agora está atrás do Texans e tem que correr atrás para ainda ter chance de vencer a divisão. O ataque ainda precisa melhorar bem, Mariota não evoluiu tudo que se esperava dele, a dupla de RBs Dion Lewis e Derrick Henry precisa conseguir estabelecer o jogo terrestre para facilitar a vida de Mariota, o que não aconteceu na última semana contra o Cowboys. A defesa é a melhor coisa da equipe, estando entre as 10 melhores tanto em jardas totais como contra o passe.

O New England Patriots começou a temporada como vem acontecendo nos últimos anos. Um começo mais ou menos para depois conseguir 6 vitórias seguidas, batendo bons times e evoluindo no ano como em toda a temporada. O que impressiona é que a equipe vem convivendo com lesões em jogadores importantes do ataque e mesmo assim consegue vencer jogos. Na última semana a equipe bateu o Packers sem Sony Michel e Rob Gronkowski, dois jogadores muito importantes para o funcionamento do time. O que ainda preocupa é que Brady vem lançando algumas interceptações estranhas, o que não aconteceu na temporada passada, por exemplo.

O Titans vai precisar do seu jogo corrido bem afiado nessa partida, o que não é impossível já que a defesa contra o jogo terrestre de New England não é nada espetacular. Controlar o relógio o máximo possível, deixando Brady fora do campo, é a principal receita para vencer o Patriots, seja em casa ou fora de casa. A defesa já se mostrou em ótimo nível na temporada e precisa jogar em seu melhor para ter alguma chance de bater New England. O Patriots lidera o confronto histórico com 23 vitórias, 15 derrotas e 1 empate, vencendo os últimos 5 jogos.

Principais jogadores:

Tennessee Titans:

QB Marcus Mariota passou para 240 jardas com 2 TDs e nenhuma interceptação e correu para 32 jardas e TD na semana passada. RB Dion Lewis teve 122 jardas de scrimmage e TD de recepção na semana 9. WR Corey Davis lidera a equipe com 36 recepções e 451 jardas de recepção. DT Jurrell Casey teve sack e 2 tackles para perdas de jardas no último encontro entre as equipes. S Kevin Byard teve interceptação na semana 9.

New England Patriots:

QB Tom Brady passou para 294 jardas com TD na semana passada. RB James White teve 103 jardas de scrimmage e 2 TDs terrestres última semana. TE Rob Gronkowski teve TD de recepção no último encontro entre os times. S Devin McCourty teve 7 tackles e 2 passes desviados no último encontro entre as equipes. CB Jason McCourty teve 493 tackles, 73 passes desviados e 13 interceptações nas 8 temporadas em que jogou pelo Titans.

Dallas Cowboys (3-5) @ Philadelphia Eagles (4-4) – Domingo, 11/11, 23:15 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN

Confronto entre times em uma divisão que parece estar muito aberta e esses dois times são dois candidatos. O Philadelphia Eagles vem de uma semana de folga, o que é muito importante para uma equipe se recuperar de jogadores que estão machucados ou sentido alguma dor. O Eagles não parece quase nada com o time que venceu o Super Bowl na temporada passada, mesmo com seu QB reserva atuando. O jogo terrestre não funciona tão bem, já que Jay Ajayi está fora da temporada e a secundária é um desastre, tomando várias big plays. O time vem de vitória na semana 8 e com a grande irregularidade dos times que estão na divisão, ainda tem grande chance de vencer a divisão e tentar defender seu título.

O Dallas Cowboys fez um movimento controverso e foi atrás de um WR que eles entendem ser elite para que supra essa grande necessidade da equipe. Amari Cooper já recebeu um TD na sua primeira partida, mas não evitou a derrota em casa contra o Titans. O ataque ainda é um grande problema da equipe, apesar de ter Ezekiel Elliott jogando em ótimo nível durante a temporada. Dak Prescott ainda não consegue acertar passes longos, o que trava o ataque, também tendo o problema da falta de grandes recebedores. A defesa é um setor a ser elogiado, conseguindo pressionar bem o QB adversário, como fez contra Mariota na última semana.

Duelo de divisão de dois times que lutam para conseguir vencer a NFC Leste, já que o líder que é o Washington Redskins não consegue ser muito confiável. Deve ser um jogo bem disputado, com Dallas usando e muito Elliott tanto como corredor como recebedor para tentar tirar do sufoco o QB Dak Prescott. Se conseguir estabelecer bem o jogo terrestre durante toda a partida, alargar o campo com Allen Hurns e ter a segurança em Cooper, já é meio caminho andado para a chance do Cowboys vencer fora de casa. O Eagles precisa proteger bem o QB Carson Wentz, fazendo com que a pressão de Demarcus Lawrence e companhia não chegue a todo o momento no QB de Philadelphia. O Cowboys lidera na história com 63 vitórias e 51 derrotas, porém o Eagles venceu 2 dos últimos 3 jogos.

Principais jogadores:

Philadelphia Eagles:

QB Carson Wentz passou para 286 jardas com 3 TDs e 1 interceptação na semana 8. RB Wendell Smallwood tem TD em 2 dos últimos 3 jogos em casa. WR Alshon Jeffery tem 3 TDs de recepção nos últimos 5 jogos contra o Cowboys. LB Jordan Hicks liderou a equipe com 13 tackles e teve 1.5 sack na semana 8. DE Chris Long teve 2 sacks na semana 8.

Dallas Cowboys:

QB Dak Prescott tem 5 passes para TD e 1 interceptação e 2 TDs terrestres nos últimos 3 jogos. RB Ezekiel Elliott teve 112 jardas de scrimmage na semana passada. WR Amari Cooper teve 58 jardas e TD na sua estreia pelo Cowboys. DE Demarcus Lawrence teve sack e fumble forçado na última semana. LB Jaylon Smith teve 9 tackles e fumble recuperado na semana 9.

New York Giants (1-7) @ San Francisco 49ers (2-7) – Segunda, 12/11, 23:15 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN

Uma partida que tinha tudo para ser muito boa antes da temporada começar, até por ser de horário nobre, mas agora não tem tantos atrativos. O San Francisco 49ers teve a lesão de Jimmy Garoppolo que acabou totalmente com a chance da equipe brigar para chegar aos playoffs em 2018. Porém, na útlima semana Nick Mullens estreou contra o Raiders e fez uma grande partida, surpreendendo todo mundo e dando a segunda vitória da temporada para San Francisco. Como todo mundo sabe uma equipe da NFL não consegue ser competitiva sem um QB e o 49ers mostrou isso, com a grande diferença que é sem Garoppolo. É um ano apenas experiências para ver quais jogadores podem ser aproveitados na próxima temporada.

O New York Giants é outro time que vinha com boa expectativa antes da temporada começar e agora só pensa em 2019. Essa temporada mostrou que foi um erro não ter draftado um QB para o futuro em 2018, apesar de Saquon Barkley mostrar nesse seu primeiro ano que tem muito talento e deve ser um dos grandes RBs da NFL nas próximas temporadas. Mas a posição mais importante do jogo é a de QB e Eli Manning não tem mais condições de ser titular. Manning já vem muito mal e para piorar a linha ofensiva faz um trabalho terrível, não dando quase tempo nenhum para o QB esperar desenvolver as rotas. Apesar de ter jogadores de talento na defesa, o setor não faz boa temporada, não conseguindo ajudar o time nas partidas.

É uma partida sem grandes atrativos de duas equipes que só esperam ter boas posições no Draft de 2019 para melhorar seus times para a próxima temporada. O 49ers ainda terá Mullens como um jogador que pode ser bem observado e se poderá surpreender como bom QB no futuro, apesar de já ter seu QB de franquia em Garoppolo. O Giants ainda pode continuar a ter mais certeza de que Barkley será um dos melhores RBs da liga nos próximos anos, além de tentar recuperar aquele Odell que a gente acostumou a ver nas últimas temporadas. Na história as duas franquias estão empatadas com 16 vitórias para cada lado, porém o 49ers venceu 2 dos últimos 3 duelos.

Principais jogadores:

San Francisco 49ers:

QB Nick Mullens completou 16 de 22 passes para 262 jardas com 3 TDs e nenhuma interceptação em sua estreia na NFL na semana passada. RB Matt Breida tem 3 TDs nos últimos 5 jogos em casa. TE George Kittle teve 108 jardas e TD na semana 9. DL Cassius Marsh teve 2.5 sacks na semana passada. CB Richard Sherman teve 2 interceptações e 4 passes desviados nas últimas 3 partidas contra o Giants.

New York Giants:

QB Eli Manning tenta a terceira partida seguida fora de casa e a terceira partida seguida com 300+ jardas de passe. RB Saquon Barkley teve 111 jardas de scrimmage na semana 8. WR Odell Beckham Jr. teve 8 recepções para 136 jardas na semana 8. S Landon Collins teve fumble forçado e tackle para perdas de jardas na semana 8. LB Olivier Vernon tem 4 sacks, 2 fumbles forçados e fumble recuperado nas últimas 6 partidas.

  • Com 3 passes para TD contra o Bengals, o QB Drew Brees vai superar Brett Favre (508) para o segundo jogador com mais TDs na história da liga.
  • Com 4 passes para TD contra o Titans, o QB Tom Brady vai superar Brett Favre (508) para o segundo jogador com mais TDs na história da liga.
  • Com os 4 passes para TD, Brady vai superar Peyton Manning (579) para o jogador com mais para TD na história, incluindo a pós-temporada.
  • Com 33 jardas de recepção contra o Chiefs, o WR Larry Fitzgerald vai superar Terrell Owens (15.934) para o segundo jogador com mais jardas de recepção na história.
  • Com 300 jardas e 3 passes para TD contra o Cardinals, o QB Patrick Mahomes vai se juntar a Steve Young como os únicos jogadores da história da NFL com pelo menos 300 jardas e 3 TDs em cinco partidas consecutivas.
  • Com 3 passes para TD contra o Jaguars, o QB Andrew Luck se juntaria a Tom Brady (10) e Peyton Manning (8) como os únicos QBs a conseguir pelo menos 6 jogos consecutivos com pelo menos 3 passes para TD em uma única temporada.
  • Com 1 TD contra o Seahawks, o RB Todd Gurley se juntaria a O.J. Simpson, Lenny Moore e Elroy Hirsch como os únicos jogadores da história da liga a marcar 1 TD em cada um dos 10 primeiros jogos de uma temporada.
  • Com 82 jardas terrestres e 47 jardas de recepção contra o Bengals, o RB Alvin Kamara se juntaria a Herschel Walker como os únicos jogadores com pelo menos 1.300 jardas terrestres e 1.300 jardas de recepção em seus primeiros 25 jogos da carreira.
  • Com 1 recepção contra o Bengals, o WR Michael Thomas vai superar Odell Beckham Jr. (266) para o maior número de recepções em seus primeiros 40 jogos da carreira.
  • Com 3 passes para TD contra o Giants, o QB Nick Mullens se tornaria o quinto jogador da era Super Bowl a lançar pelo menos 3 passes para TD em cada uma de suas duas primeiras partidas como titular.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.