terça-feira, 21 de agosto de 2018

Compartilhe

O Washington Redskins é uma das equipes que vem com maiores mudanças ofensivas para a temporada 2018. Após não renovar com Kirk Cousins, sólido QB a ocupar a posição nos últimos anos, a equipe trocou pelo mediano Alex Smith, porém, vindo da melhor temporada de sua carreira. Buscando dar um salto de qualidade na busca por playoffs em uma das divisões mais complicadas da NFL, o time decidiu investir em seu jogo corrido para esta temporada. Derrius Guice, escolha de segunda rodada e visto por muitos como segundo melhor RB do Draft chegou na equipe, mas infelizmente se lesionou durante o primeiro jogo da pré-temporada, deixando um vazio no inconsistente backfield do time. Como solução, o GM da equipe, Bruce Allen, decidiu contratar o veteraníssimo Adrian Peterson, um dos grandes nomes da posição dos últimos anos. No entanto, longe do auge de sua forma física queremos saber, essa contratação dará certo?

Leia textos exclusivos a cada semana sobre todos os times da NFL. Seja um assinante L32.

Primeiro temos que ter em mente que AP já não é o mesmo de antes. O fenômeno físico que assombrou as defesas da NFL nas últimas temporadas agora tem 33 anos e tende a ter uma queda vertiginosa de desempenho cedo ou tarde. No ano passado, assinou com os Saints, mas devido ao sistema implementado por Sean Payton a Drew Brees e seu ataque, além da famosa dupla de RBs da equipe, Mark Ingram e Alvin Kamara, o jogador acabou sendo trocado para o Arizona Cardinals após a lesão de David Johnson. Atrás de uma linha ofensiva péssima e um ataque inoperante após a lesão do QB Carson Palmer, AP ainda conseguiu produzir, mesmo que minimamente. É claro, com todas as ressalvas. O jogador já não tem mais como ser um atleta de 3 descidas, muito menos carregar sozinho o backfield, no entanto, se usado da maneira correta, ainda pode contribuir.

Leia mais: A situação dos Quarterbacks do Buffalo Bills

Leia também: Para o QB Aaron Rodgers e o Packers, o tempo é agora

Chegando no Washington Redskins, Adrian Peterson encontrará uma das melhores linhas ofensivas da NFL. Com um indiscutível top 5 LT em Trent Williams, um Guard acima da média em Brandon Scherff e um sólido RT em Morgan Moses, definitivamente o RB terá uma vida mais fácil em 2018. Capazes de abrir espaço de forma consistente, AP terá pela frente a possibilidade de mostrar que ainda tem gasolina em seu tanque para queimar. Outro ponto importante que se deve destacar é com relação ao encaixe do RB com o QB da equipe, Alex Smith. Peterson tem sua formação preferida para seu jogo na “I”, onde o Quarterback fica Under Center e o Running algumas jardas atrás. Esse esquema pode ser facilmente aplicado no Redskins uma vez que Smith é um QB comprovadamente eficiente em formações profissionais, como são chamadas.

No entanto, é com relação a sua previsibilidade que o torcedor do Redskins tem que se preocupar. Com uma Liga cada vez mais voltada para o jogo aéreo, Running Backs que não recebem passes acabam tornando ataques unidimensionais, perdendo espaço. É o caso de AP. O jogador não tem nenhum dinamismo saindo para rotas e recebendo passes de seu QB. Fundamento que combina com o jogo de Alex Smith, que ama lançar para seus RBs saindo do backfield. Desta forma, quando vermos Samaje Perine e principalmente Chris Thompson alinhados como RB, podemos esperar um dinamismo maior do que com AP, que deve servir prioritariamente como “carregador de piano” no jogo corrido.

É preciso enxergar que a contratação de Peterson não é o melhor dos mundos para o torcedor da capital americana, no entanto, está longe de ser o fim. AP ainda tem gasolina no tanque para contribuir a um ataque na Liga e conseguirá achar seu espaço em situações especificas. O que não significa que o RB conseguirá chegar consistentemente a marca de 100 jardas por jogo. Em uma Liga que presa tanto por quantidade e qualidade em seu elenco devido a tantas lesões como vemos todos os anos, Peterson chegará pronto para exercer seu papel de veterano e contribuir para que o Washington Redskins alcance seus tão sonhados voos mais longos.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

 

Compartilhe

Leave A Reply