quarta-feira, 16 de Maio de 2018

Compartilhe

Como é normal em todos os anos, as equipes da NFL passam por várias mudanças durante a offseason. Por toda a questão que envolve o Salary Cap da liga, e também pela forma como são estruturados os contratos dos atletas, é normal que ocorram mudanças em todos os elencos a cada nova temporada. Considerando ainda o Draft, que é parte fundamental neste processo, é normal acompanharmos transformações importantes em algumas franquias em um pequeno espaço de tempo; algumas vezes, em apenas um ano. Dito isto, resolvemos listar alguns QBs que, devido a estas mudanças ou a falta delas, provavelmente, estão muito decepcionados com a offseason de 2018.

LEIA MAIS: Os QBs mais felizes com a offseason de 2018

Nick Foles

Começamos com um caso especial. Reserva durante boa parte da última temporada, Foles se tornou titular com a lesão de Carson Wentz, e entrou para a história do Eagles. Com uma trajetória das mais improváveis, Nick se tornou campeão e MVP do Super Bowl. No entanto, apesar de muitas especulações em torno de seu futuro, ao que parece, Foles continuará como um reserva na temporada 2018. O título deste texto fala de decepcionados e, obviamente, pode não ser este o caso de Foles, porém a verdade é que todo jogador gosta de estar em campo; imagine o atual MVP do Super Bowl. No texto que pode ser acessado neste link, discutíamos qual seria o valor do QB após a brilhante conquista. Caso nenhum imprevisto aconteça, Foles passará mais um ano como reserva e recebendo muito menos do que poderia caso estivesse no mercado. Olhando pelo lado profissional, isto é, sem dúvidas, um cenário decepcionante para quem chegou na glória máxima na temporada anterior. Nick Foles fará 30 anos em janeiro de 2019 e, certamente, ainda poderá assinar um bom contrato como Free Agent, contudo, caso nada absurdamente anormal aconteça nesta temporada, dificilmente Foles terá um momento tão favorável para negociar um novo acordo como o teve nesta offseason.

LEIA MAIS: 5 jogadores da AFC que podem explodir em 2018

Russell Wilson

Um dos times mais competitivos dos últimos anos, vencedor do Super Bowl, e figura recorrente nos playoffs, o Seahawks viu boa parte de seu fortíssimo elenco deixar Seattle nesta offseason. As saídas de jogadores que fizeram história na franquia, além de alguns outros que tiveram um papel relevante na última temporada, tornam o Seahawks uma incógnita em 2018. Com poucas picks no Draft, e muitas necessidades a suprir, a equipe ainda fez algumas escolhas, no mínino, questionáveis durante o recrutamento. Somando todo este cenário, a situação de Wilson não parece nada animadora. Mesmo com a chegada do bom RB, Rashaad Penny – que, provavelmente, será muito útil – sua Linha Ofensiva, praticamente, não recebeu reforços e, entre seus alvos, as saídas de Jimmy Graham e Paul Richardson certamente serão sentidas. A próxima temporada será de reconstrução em Seattle, talvez, apenas o início de uma reestruturação que pode levar algum tempo. A pior parte disto é que um jogador com a qualidade de Wilson, acostumado com as vitórias, ao que tudo indica, terá, ao menos, uma temporada sem chances reais de disputar algo maior no campeonato. Com um êxodo considerável, e pouquíssima reposição à altura, Russel Wilson precisará fazer ainda mais de suas “mágicas” na próxima temporada.

Sam Bradford

É provável que Sam Bradford tenha ficado feliz e decepcionado durante a última offseason. Em primeiro lugar, a alegria é fácil de ser explicada, pois, quando foi contratado pelo Cardinals, para, em teoria, substituir Carson Palmer, o QB estaria de volta à posição de QB principal em uma equipe da NFL. No entanto, quando o Cardinals conseguiu a troca improvável e, de certa forma, com baixo custo, para selecionar o bom QB, Josh Rosen, as expectativas de Bradford baixaram consideravelmente. No caso do novo QB do Cardinals, este momento pode ter sido ainda mais traumático, visto que, o mesmo Bradford, passou por uma situação semelhante no Eagles. Vale lembrar ainda que, quando ocorreu a troca do Eagles para subir no draft, Bradford ficou extremamente insatisfeito chegando ao ponto de solicitar que fosse negociado. Obviamente que o momento é outro, e Bradford, mais uma vez, vem de uma lesão. Entretanto, principalmente, considerando que não havia nenhuma garantia que o Cardinals conseguiria um dos principais QB do Draft, a situação de Bradford é bastante decepcionante. Além de não ter a posição de titular garantida, o QB ainda estará na incomoda situação de ser, na melhor das hipóteses, uma ponte de uma temporada até Rosen assumir a equipe.

Leia textos exclusivos a cada semana sobre todos os times da NFL. Seja um assinante L32

Tyrod Taylor

Aqui temos um caso com algumas semelhanças ao anterior, no entanto, como uma diferença básica, Taylor sabia que o Browns buscaria um QB no draft. A situação de Tyrod, todavia, não deixa de ser frustrante. O ex-QB do Bills foi titular nas ultimas três temporadas com a equipe de Buffalo, levou o time de volta aos playoffs após uma seca gigantesca, mas, mesmo assim, acabou como um QB de transição em outra equipe. Trocado nesta offseason, Tyrod tem visto o Browns se reforçando em todas as posições ofensivas, mas, infelizmente para Taylor, também na principal posição do jogo. A escolha de Baker Mayfield no Draft evidenciou a forma como o Browns e, quem sabe, toda a liga enxerga o seu talento. Para um jogador que foi titular por este considerável período de tempo, e que acabou de levar uma equipe aos playoffs após muitos anos, é bem decepcionante ver a sua carreira, de certa forma, regredir. Agora em Cleveland, a sensação pode ser, por todo este cenário, até de desmotivação. Tentando trazer para nossa realidade, qual seria a motivação que teríamos para fazer nosso trabalho se soubéssemos que, em pouco tempo, seríamos trocados por outra pessoa? E, vale destacar, que isto estaria ocorrendo após o melhor ano de nossa carreira em termos de resultado.

AJ McCarron

Escolhido para ser o “substituto” de Taylor no Bills, McCarron acabou ficando em uma situação semelhante ao seu antecessor. Como era previsto, o Bills buscou o seu QB do futuro no Draft e adicionou Josh Allen ao seu elenco. No entanto, McCarron está nesta lista também por outros motivos. Para quem não se recorda, o Browns tentou uma troca pelo ex-QB do Bengals enviando, inclusive, uma escolha de 2ª rodada durante a última temporada. Em um episódio dos mais ridículos, o Browns acabou perdendo (ou deixou passar de propósito?) o prazo para comunicar a NFL sobre a troca no fechamento da janela e, desta forma, McCarron acabou permanecendo no Bengals. Para efeito deste texto, esta história é relevante, pois a sensação era de que algumas equipes da liga enxergavam McCarron como um potencial titular. No caso do atleta, após uma tentativa de troca com valores consideráveis, a expectativa, certamente, era de um futuro animador. Entretanto, com a abertura da Free Agency, o que se viu foi algo diferente. Sem despertar grande demanda, o QB acabou assinando um contrato baixo e sem muitas garantias com o Bills que, obviamente, não o considera o futuro da franquia. Para um jogador que chegou a ser cogitado como uma possível solução, AJ McCarron acabou em uma situação de ponte para Josh Allen após esta offseason; e este é um posto, inegavelmente, decepcionante.

Estes foram os QBs mais decepcionados com a offseason de 2018. Faltou alguém? Comentem!


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe