segunda-feira, 18 de junho de 2018

Compartilhe

Polêmico. A palavra que define o texto de hoje. Irei falar sobre times que devem fracassar na temporada que se aproxima. Antes de tudo queria deixar bem claro o seguinte, o que estou falando aqui pode não virar realidade, uma equipe que tinha tudo para não ir bem, consegue fazer uma boa campanha por diversos motivos. O importante é entender que isto não se trata de ser “anti” de uma franquia, é uma análise levando em conta inúmeros fatores. Mas afinal, quais são esses fatores? 

Montagem de elenco, comando técnico, qualidade dos jogadores são os principais, mas existem outros. O objetivo aqui é principalmente alertar os torcedores, para que quando chegue a temporada ninguém se espante com os resultados ruins de sua respectiva equipe. Hoje falarei dos possíveis fracassos da AFC e amanhã os da NFC. Então deixando de enrolação vamos ao que interessa, quais times fracassarão em 2018?

1 – Cincinnati Bengals 

Desculpa, mas com Marvin Lewis como treinador a franquia continuará no fundo do poço. Desde a última aparição em pós-temporada no ano de 2015, a equipe de Ohio vem amargurando péssimas campanhas, sendo a da última temporada 4-12, quatro vitórias e doze derrotas. Cincinnati só não foi a pior na divisão pois o Cleveland Browns também joga na AFC Norte, mas com a melhora eminente de Cleveland, o Bengals tem tudo para ocupar a última posição da divisão norte da AFC. Mesmo que AJ Green, Andy Dalton e Carlos Dunlap ainda estejam lá, o elenco está longe de ser bom, mais ainda se falarmos em chances de playoffs.

2 – Indianápolis Colts

Calma torcedor do Colts, ainda não é a hora desse time vingar. Depois de anos em completa bagunça liderada por Ruan Grigson, a franquia de Indiana tem um novo treinador e novo – e muito bom – General Manager, Frank Reich e Chris Ballard. Ballard chegou no ano passado e chegou colocando ordem na casa, reformulou o elenco para amparar Andrew Luck de bons jogadores, pois essa é a chave para Indianápolis, Luck sozinho não conseguirá levar o time à nenhum título. 

Reich foi campeão do Super Bowl 52 com o Philadelphia Eagles como coordenador ofensivo, sendo chave para a boa performance de Nick Foles e Carson Wentz. Frank certamente ajudará Luck, podendo gerar uma excelente parceria, que poderá – no futuro – ser comparada com a aliança Brady/Belichick. Porém, por agora esse time não deve ir à lugar algum, muito por causa de uma pequena, mas ainda existente influência do período Grigson-Pagano. 

3 – Oakland

Alguém avisa ao Jon Gruden que estamos em 2018, não em 1998 como ele pensa estar? Após ficar 10 anos fora das sidelines, Gruden retorna para tentar reviver o Oakland Raiders, mas ele já começou errado. As escolhas no Draft foram bastante questionáveis, apesar da contratação – via Free Agency – de Jordy Nelson, as outras foram bem fracas. A franquia precisa adicionar peças de maior valor, pois Derek Carr e Khalil Mack não levarão o time nas costas e vou além, esse time amargará resultados pífios, que colocarão o Raiders como pior time da AFC Oeste e por que não da conferência? Para alcançar uma melhora – mesmo que pequena – esse comando precisa mudar, tanto na parte de Jon, como na parte de Reggie Mackzenie – GM da franquia. Daqui a dois anos a franquia se mudará para Las Vegas e é esperado que não haja uma grande torcida na cidade, por isso é FUNDAMENTAL que a franquia atraia o maior número de torcedores possíveis, se não, acontecerá o mesmo que aconteceu com o Chargers. 

A franquia de Los Angeles não conseguiu lotar o estádio durante toda temporada, vale ressaltar que a capacidade da arena é de 30 mil pessoas, mas mesmo assim não houve um jogo com 100% de lotação. No fim, será interessante ver o desempenho de Carr e Mack sobre o comando de Gruden, mas infelizmente tenho que dizer, Oakland precisa melhorar ou ocupará a última posição em sua divisão.

E para você, esqueci de algum time? Existe outra franquia que merece estar nessa indesejada lista? Deixa aí o seu comentário.

Compartilhe

Leave A Reply