segunda-feira, 23 de julho de 2018

Compartilhe

O final de semana acabou triste para os fãs do Minessota Vikings e do futebol americano em geral. De maneira completamente inesperada Tony Sparano, técnico da linha ofensiva do Vikings, morreu na manhã deste domingo, aos 56 anos de idade. De acordo com Chris Mortensen (ESPN.com), Sparano reclamou de dores no peito e foi para o hospital na quinta-feira, sendo liberado no dia seguinte. Neste domingo, Sparano se preparava para ir à igreja quando sua esposa o encontrou inconsciente na cozinha. Todas as tentativas de revivê-lo infelizmente foram em vão.

Nascido em West Haven, Connecticut em 7 de outubro de 1961, seu relacionamento com o futebol americano começou na Universidade de New Haven, onde jogou como center pelo time da universidade entre 1978 e 1981, ajudando em 1979 seu time a conquistar sua primeira campanha invicta na segunda divisão da NCAA. Ele se graduou bacharel em Justiça Criminal em 1984 e é membro do Hall da Fama do Futebol Americano da universidade. Em 84 começou sua carreira como técnico ainda em New Haven, treinando o ataque da universidade até 87, quando assumiu a coordenação da linha ofensiva da Universidade de Boston. Após seu primeiro ano, assumiu a coordenação ofensiva e ficou em Boston até 1993, quando retornou para New Haven para seu último trabalho em universidades, como técnico do time.

Seu primeiro trabalho na NFL foi no Cleveland Browns, auxiliando no comando do ataque do time em 1999 e assumindo o treinamento da linha ofensiva em 2000. Depois disso assumiu diferentes posições passando por diversos times na liga, como Redskins, Jaguars e Cowboys. Em 2008, assumiu como técnico um Miami Dolphins que vinha de uma temporada 1-15, fazendo o time alcançar uma campanha 11-5 com liderança da AFC Leste em seu primeiro ano no comando, se tornando o primeiro treinador na história da liga a levar para pós temporada um time com apenas uma vitória na temporada anterior. Nos quatro anos que ficou no time, teve 29 vitórias e 32 derrotas.

Após 2 anos no Raiders (sendo 2014 como técnico interino) e mais um como técnico de tight ends do 49ers, assumiu em 2016 como técnico da linha ofensiva do Vikings.  Com seu auxílio, o ataque do time ficou entre os melhores da liga em 2017, ano no qual o time parou apenas para o Philadelphia Eagles na final da NFC. A empolgação sobre o ataque da equipe para esta temporada estava grande, especialmente com a contratação de Kirk Cousins. O falecimento do coordenador foi dois dias antes dos inícios dos trabalhos no training camp do Vikings.

“Estou sem palavras com o repentino falecimento de Tony. Ele amava o esporte e seus jogadores. Mais importante, ele era um homem forte e de fé que guardava sua família. Meu coração está com os Sparanos hoje. Como organização nós os apoiaremos de todas as formas que tiverem ao nosso alcance.” disse em declaração oficial Rick Spielman, general manager do Vikings.

Mike Zimmer, técnico da equipe também ofereceu suas condolências pela perda de Sparano.

“Eu amo Tony Sparano. Ele foi um grande professor, um trabalhador duro e tinha um espírito forte e lutador que transparecia em nossos jogadores de linha. Ele foi um grande marido, pai e avô, e um grande amigo para mim. A ficha ainda está caindo para nós, porém Tony fará muita falta para todos.”

Por toda a liga, franquias e jogadores deixaram suas mensagens de apoio e condolências à família do ex-coordenador.

Sparano deixa sua esposa Jeanette, seus filhos Tony e Andrew, sua filha Ryan Leigh e 4 netos. A equipe do Lance/Liga dos 32 envia suas condolências à familia Sparano e ao Minnesota Vikings.

 

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Leave A Reply