quarta-feira, 2 de Maio de 2018

Compartilhe

Após a Free agency e o Draft, chegamos a um momento de poucas atividades na NFL. No entanto, esta fase, que é um tanto quanto monótona pela falta de jogos ou grandes eventos, também é propícia para análises de elenco e algumas previsões. Como pode ser observado nos textos destacados abaixo, nossa equipe já deu suas notas e fez as avaliações sobre o draft das 32 equipes. Somando isto as movimentações que ocorreram na Free Agency, decidimos selecionar três times que não se classificaram aos playoffs da última temporada, mas que fizeram boas aquisições e possuem condições para surpreender em 2018. Sem mais delongas, vamos aos times escolhidos.

LEIA MAIS: Notas e Análises do Draft 2018 – NFC

New York Jets

Antes do início da última temporada, o Jets era apontado por muitos como forte candidato a ter a primeira escolha no draft 2018. Como sabemos, esta previsão estava equivocada e, mesmo após uma renovação do elenco, com direito a saída de vários nomes importantes, o Jets teve uma temporada digna, encerrando a mesma com 5 vitórias. Na Free Agency, a equipe adicionou jogadores interessantes como o RB Isaiah Crowell, os LBs Avery Williamson e Kevin Pierre-Louis, o CB Trumaine Johnson, o QB Teddy Bridgewater, além do Kicker brasileiro Cairo Santos. O destaque dessas movimentações da equipe de Nova Iorque é que todos estes jogadores são de posições carentes no elenco e com grandes possibilidades – exceção, talvez, para Bridgewater – de contribuir de forma importante na próxima temporada.

LEIA MAIS: Notas e Análises do Draft 2018 – AFC

Em relação ao Draft, o Jets é, sem dúvidas, um dos grandes vencedores do evento. Quando uma equipe consegue selecionar, na 3ª pick, o melhor jogador da posição mais importante do jogo, não há o que contestar. Como já discutimos no texto que pode ser acessado neste link, o draft 2018 pode ser um ponto de virada dentro da AFC Leste dominada pelo Patriots há bastante tempo. Outro jogador interessante escolhido pelo Jets é o DT Nathan Shepherd que possui qualidades para contribuir de imediato na DL da equipe. Considerando o tema deste texto, como uma possível surpresa já em 2018, após uma campanha 5-11 e a adição de importantes peças na offseason, o Jets tem chances reais de chegar aos playoffs na monótona AFC já na próxima temporada. Indo um pouco além, caso Darnold seja o jogador que se espera, o Jets tem condições de, em um futuro próximo, se recolocar como um candidato real dentro da Conferência Americana.

Chicago Bears

Nosso segundo time vem da NFC Norte. Com a mesma campanha do Jets citado anteriormente, o Bears também é candidato a surpresa nesta temporada. Em uma divisão bem complicada onde enfrenta, duas vezes, Vikings, Lions e Packers, o Bears tem feito um trabalho muito interessante, principalmente, nesta offseason. No draft 2017, a equipe foi criticada pelo movimento surpreendente que trouxe o QB Mitchell Trubisky para Chicago. No entanto, por mais que seja impossível fazer qualquer avaliação após apenas uma temporada, o Bears parece estar no caminho correto para, enfim, conseguir seu Franchise QB. Na intenção de otimizar a evolução de seu jogador mais importante, a equipe adicionou jogadores de qualidade que ajudarão Trubisky neste processo. Dentre eles, os WRs Allen Robinson e Taylor Gabriel, e o TE Trey Burton, merecem destaque.

No Draft, a chegada de Roquan Smith é cirúrgica para uma posição carente. Além dele, o C/OG James Daniels tem condições de contribuir imediatamente na OL, e o ótimo WR, Anthony Miller, também chega para ser mais um alvo neste que, em teoria, é um ataque bastante versátil. Considerando que Trubisky continue a sua evolução, uma unidade ofensiva composta ainda por Jordan Howard, Tarik Cohen, Allen Robinson, Antony Miller, Taylor Gabriel,  Trey Burton e, quem sabe, Kevin White, possui totais condições de fazer barulho em 2018. O calendário da equipe pode ser um empecilho para esta evolução, pois, além de jogar em uma divisão dificílima, o Bears terá confrontos contra times que foram aos playoffs na última temporada; Patriots, Bills e Rams são alguns deles. A defesa da equipe, que foi a 9ª melhor em pontos cedidos em 2017, carece de mais força no pass rush mesmo com a chegada de Aaron Lynch, no entanto, caso mantenha o bom nível, dará o suporte necessário para a evolução deste jovem e talentoso ataque; olho no Bears.

Leia textos exclusivos a cada semana sobre todos os times da NFL. Seja um assinante L32

Cleveland Browns

Nós sabemos, é bem difícil apostar no Browns. Entretanto, considerando as constantes decisões positivas nos últimos anos, é impossível que, em algum momento, o Browns não reaja. Olhando para o roster atual da equipe, a quantidade de talento é muito superior ao de vários times da liga. O Browns possui uma boa OL, opções na posição de QB, dois bons RBs, um ótimo grupo de recebedores, e um Front Seven digno dos melhores times da NFL. A secundária, no entanto, é o setor mais frágil da equipe, porém, com os bons reforços que chegaram, possui condições de evoluir, consideravelmente, em 2018.

Na Free Agency, a equipe trouxe jogadores importantes para todos os setores carentes. Nomes como Jarvis Landry, Tyrod Taylor, Damarious Randall, Chris Hubbard, Terrance Mitchel e Carlos Hyde, possuem condições de trazer uma melhora instantânea para os seus respectivos setores. Em relação ao Draft, a equipe foi ousada na primeira escolha geral com a opção pelo QB Baker Mayfield, e surpreendeu na escolha do CB Denzel Ward na 4ª posição geral. O ex-jogador de Ohio State deve ser titular desde a semana 1, enquanto Baker, possivelmente, será reserva em sua primeira temporada. Na sequência, a chegada, principalmente, do RB Nick Chubb, é outra adição que tem tudo para causar um impacto positivo já na temporada 2018.

Olhando toda a qualidade deste elenco é, acima de tudo, inaceitável uma nova campanha como a das últimas duas temporadas. Agora, pensando no tema deste texto, o Browns tem condições reais de surpreender nesta temporada? Sem dúvidas. A instabilidade na posição de QB na última temporada acabou por minar qualquer possibilidade de crescimento de um grupo talentoso, porém inexperiente. Neste contexto, caso cumpra o que disse, e mantenha Tyrod Taylor como titular durante a temporada, Hue Jackson dará o passo mais importante para tirar o Browns deste estágio deprimente. Mesmo longe de ser um QB brilhante, Tyrod é seguro e comete pouquíssimos turnovers. Com ótimos alvos a sua disposição, com o auxílio de uma boa OL, além de bons RBs, o novo QB do Browns será figura importante neste período de transição. Não seremos tão ousados em falar de classificação à pós-temporada, mas, na próxima temporada, o Browns deixará de ser a decepção da liga.

Para finalizar, eu pergunto a vocês: quais equipes poderiam estar neste texto como potenciais surpresas para a próxima temporada?  Algum dos citados no texto não merecia estar aqui? Comentem!


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

 

 

Compartilhe