terça-feira, 10 de setembro de 2019

Compartilhe

A partida defensiva do San Francisco 49ers encheu os torcedores de esperança. Nem mesmo o mais otimista imaginaria uma atuação tão dominante quanto à que o Niners demonstrou na vitória por 31-17 no último domingo diante do Tampa Bay Buccaneers. 

O setor mais aguardado da unidade defensiva brilhou. A linha defensiva correspondeu às expectativas criadas em torno dos nomes que compõem a unidade e um show foi visto.

Leia Mais: Destaques e Decepções: Da hype a realidade apenas na 1ª semana

Leia Mais: Conheça as habilidades Superstars ofensivas do Madden 20

Diferentemente do pass rush apático ao qual os fãs da franquia da Califórnia estavam acostumados a acompanhar nos domingos dos últimos anos, a primeira partida da temporada de 2019 mostrou que novos ares podem estar chegando.

Um início espetacular por parte de Nick Bosa, contando com seis pressões ao quarterback adversário, três contatos com o QB e um sack à Jameis Winston, fizeram do camisa 97 um dos grandes destaques dessa vitória.

Resultado de imagem para nick bosa 49ers 1200x800

Além dele, o pass rusher do lado oposto também fez seu papel. Dee Ford apareceu em situações cruciais, mostrando o motivo de ter uma valor tão alto numa unidade defensiva. Além de um strip sack – jogada em que o defensor força um fumble no quarterback, e mesmo recuperado pelo ataque, é contabilizado como sack – em Jameis Winston, uma de suas pressões gerou a interceptação retornada para touchdown do cornerback Akhello Witherspoon.

Em falar de interceptação, foram três no total, sendo que duas foram retornadas para a casa. Uma atuação dominante, mesmo que tenha sido muito em torno da má atuação do quarterback adversário. Contudo, se aproveitar de situações favoráveis é mérito, então pontos para essa unidade.

Para termos de comparação do impacto que foi essa partida, na temporada passada inteira, o San Francisco 49ers teve um total de duas interceptações. Só nesse jogo foram três. E se ainda for somado o número total de turnovers, cinco (ao levar em consideração os dois fumbles forçados), quase se chega ao número total da temporada passada, sete.

Dessa maneira, entende-se que, embora o ataque do Buccaneers tenha contribuído, é significante a melhora vista de um ano para o outro com a adição de algumas peças pontuais, mas que eram em pontos fundamentais de déficit da equipe.

Resultado de imagem para richard sherman 1200x800

Além disso, o cornerback Richard Sherman anotou sua primeira interceptação com a camisa do 49ers – também retornada para touchdown, o que pode ser um crescimento na moral do veterano e capitão do time. Mike Nzocha, LB reserva e bom nome do ST anotou a outra interceptação do time. Nzocha foi à campo após o outro jogador impactante recém chegado, Kown Alexander, ser ejetado após uma falta de uso ilegal do capacete para fazer um tackle. Somado ao fumble forçado por Fred Warner e recuperado por Ronald Blair, foi a primeira vez desde 2016 que a equipe californiana tem quatro ou mais turnovers forçados.

Qualquer partida em que a defesa marca mais touchdowns que o ataque deve ser vista com bons olhos, mas com cautela. Apesar do setor defensivo ter carregado o time, não é sempre que isso irá ocorrer. Por isso, o ataque precisa se mostrar mais eficiente, tendo em vista a unidimensionalidade não dá certo na NFL, e isso já foi provado inúmeras vezes.

Cabe ao torcedor do 49ers aguardar uma melhora ofensiva, uma vez que um crescimento nesse lado da bola somado a um possível mantimento do nível defensivo, pode gerar bons frutos ao decorrer da temporada.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui. 

Compartilhe

Comments are closed.