terça-feira, 19 de maio de 2020

Compartilhe

Em tempos pandêmicos que o caos e medo tomam conta das pessoas tanto no Brasil quanto no mundo frente à pandemia do novo coronavírus, qualquer sinal de normalização das atividades ao redor do globo é motivo de comemoração. Claro que tendo em mente a crítica necessidade de segurança e saúde da população global, vemos como forma de alento e esperança que, por exemplo, o campeonato alemão de futebol retornou no último final de semana e que outras ligas planejam o mesmo para as próximas semanas.

Na NFL não é diferente – e os primeiros times deram o primeiro passo para a reabertura de suas atividades de offseason. Indianapolis Colts, Pittsburgh Steelers, Arizona Cardinals e Atlanta Falcons anunciaram que começarão a permitir, a partir de 19/05, que pessoas voltem a circular pelos centros das equipes, após chegar a um acordo com a NFL, as respectivas cidads

Leia Mais: Briga de quarterbacks por cadeira cativa deve agitar intertemporada da NFL

Leia Também: Os melhores “segredos escondidos” da NFL – AFC

A atitude da franquia vem após um memorando da NFL enviado para todas as 32 equipes, avisando da possibilidade de preparação para tal atividade. O Colts, segundo um porta-voz, se preparou durante toda a quarentena para estar pronto à receber funcionários e alguns jogadores quando permitido, claro que com todas as medidas de segurança possíveis que o momento exige. Vale destacar tudo estava  fechado desde 13 de Março, em virtude de um decreto para evitar a propagação do coronavírus.

Outros times, localizados em estados norte-americanos onde a quarentena é mais frouxa neste momento, parecem caminhar na mesma rota de reabertura gradual de seus espaço. Arizona Cardinals, Atlanta Falcons e Pittsburgh Steelers também permitirão o acesso de empregados e alguns jogadores, obedecendo todas as medidas de segurança possíveis e imagináveis neste período tão complicado para toda a população. As medidas incluem medição de temperaturas, acesso único para entradas e saídas e EPIs para todos os envolvidos.

A volta será gradual e deliberada e não significa que todos os jogadores podem ir correndo para as salas de musculação e de vídeo se preparar para a próxima temporada. Devido ao acordo trabalhista assinado entre atletas e liga, somente jogadores que necessitam de cuidados médicos, isto é, retornam de lesão é que poderão retornar e se recuperar dentro do centro de treinamento.

Ao que tudo indica, as equipes deverão esperar até o Training Camp em Agosto para reunir todos os jogadores em um ambiente mais parecido com o que foi visto nos últimos anos. O memorando publicado pela NFL deixa claro que técnicos e todos os jogadores só poderão retornar até que as 32 equipes estejam liberadas e preparadas para tal, ou seja, envolve decisões federais e estaduais para liberação de atividades do tipo. Vale o destaque que muitos estados dos EUA ainda estão com uma rigorosa quarentena.

Mesmo que cheio de pormenores e regras normativas (como por exemplo não pode have mais de 75 pessoas e/ou 50% do número total de funcionários, o que for menor), a abertura por parte de Colts, Cardinals, Falcons e Steelers representa um alento frente à tempos conturbados que estamos todos vivendo. A equipe, assim como toda a NFL, baseou todos os processos de offseason em encontros virtuais e sem contato – mesmo o Draft, principal evento da época, teve grande parte de seus processos feitos sem nenhum contato entre equipes e jogadores nesta importante fase.

Vale destacar que vários pro-days, que simbolizam a data que os prospectos fazem, nos campus das universidades, exercícios iguais ou parecidos com os realizados no Combine e que envolvem milhares de jogadores disponíveis, foram cancelados e muitos olheiros foram impedidos de viajar o país para entrevistas e testes físicos com os próximos candidatos à estrelas das franquias.

Um fato bastante interessante sobre um possível atraso no calendário da liga foi visto lá em 2011.

Neste ano, foi assinado o penúltimo acordo trabalhista entre sindicato de atletas e os proprietários das franquias (substituído pelo último assinado recententemente). Para você que acompanha a NFL há mais tempo, deve-se lembrar que foram longas e intensas conversas que se arrastaram até o começo da Agosto de 2011 – data esta que já adentrava o training camp, ou seja, todos os processos postergados até agora para a temporada de 2020 e todos os seguintes até adentrar o training camp foram cancelados em virtude da falta de acordo para o contrato.

Naquele ano, a temporada aconteceu praticamente em sua normalidade, a única exceção é que não houve o tradicional Hall of Fame Game, aquela primeira partida de pré-temporada onde a classe imortalizada no Hall da Fama é homenageada – e para os jogadores representa basicamente uma partida a mais na preparação para a longa e desgastante temporada regular. Fora isto, não houve nenhum atraso nem nas partidas de pré-temporada, muito menos durante a temporada regular daquele ano.

Ainda são tempos difíceis, mas começamos a ver uma luz de normalidade mesmo que não de maneira total mas ei, já é melhor que nada, certo?!


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.