segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Compartilhe

 

Reconhecer o sistema defensivo adversário e saber quais suas fraquezas é um dos pontos fundamentais para conseguir avançar o ataque rumo à End Zone, nas partidas virtuais de Madden.

Os sistemas defensivos são determinados através do número de jogadores que irão cobrir o fundo do campo, como foi explicado em um texto passado, e as chances de sucesso na jogada aumentam quando conseguimos perceber a intenção da defesa, para que possamos atacar as regiões mais frágeis do sistema.

Leia Mais: Mais um brasileiro pode chegar à NFL em 2019

Leia Também: Visão Aérea: Kansas City Chiefs x Los Angeles Chargers

Em outro texto já expliquei como atacar um sistema Cover 2 e no texto de hoje dou dicas para reconhecer e combater o sistema Cover 3, muito usado atualmente pelos jogadores de Madden ao redor do mundo.

Reconhecendo uma Cover 3

Um sistema Cover 3 é caracterizado por três jogadores da secundária cobrindo em zona o fundo do campo. Dois cornerbacks são responsáveis pelas laterais profundas e um safety cobre a parte central. Um indício pré-snap que pode significar que o adversário selecionou uma Cover 3 é um safety posicionado mais recuado, centralizado e o outro safety mais avançado, próximo ao box. Além disso, os dois cornebacks externos também se posicionam um pouco mais afastados da linha de scrimmage.

Um safety sozinho no fundo e dois CBs recuados: característica de uma Cover 3

Como a defesa pode disfarçar a sua real intenção, existem casos em que temos dois safeties ao fundo, como se fosse uma Cover 2 ou Cover 4 e, após o snap, um deles avança e o outro centraliza no fundo do campo. Portanto, só saberemos realmente o sistema escolhido após a jogada ter se iniciado.

Zonas de marcação de uma Cover 3

Em uma jogada tradicional deste sistema, além de três defensores marcando o fundo do campo, temos dois marcando as laterais em zonas Curl Flat ou Seam Flat e outros dois no centro do campo em uma Hook Curl.

Regiões frágeis do sistema Cover 3

As principais regiões deste sistema que podem ser exploradas pelo ataque estão localizadas nas laterais do campo, à frente (em amarelo na imagem abaixo) ou atrás (em azul) dos defensores das zonas roxas. A movimentação deles irá definir qual espaço irá ficar livre.

Como explorar estas regiões

Duas rotas que vizam o mesmo lado do campo são uma boa para causar uma vantagem no matchup com os defensores da zona roxa. Um exemplo é a utilização do conceito Smash ou Flood, onde geralmente temos um recebedor partindo em rota Corner ou Out e outro em rota Flat. Se o defensor recuar para marcar a rota mais longa, abrirá espaço para um passe curto na Flat.

Já se ele avançar para a zona Flat, abrirá espaço na zona entre ele e o CB no fundo.

Outras rotas que podem explorar a região marcada em amarelo na imagem acima são: Quick Out, Drag e Swing. Uma corrida lateral também pode ser uma boa escolha.

Já a região marcada em azul também pode ser explorada por uma Comeback ou Out, por exemplo.

Outras regiões que podem ser exploradas

Neste sistema temos apenas dois defensores designados para cobrir a região intermediária do centro do campo (Hook Curl). Podemos explorá-los com corridas internas ou com rotas cruzadas combinadas que exploram a região central do campo em níveis diferentes. Isto pode acabar abrindo espaço na região entre os esses dois jogadores e a linha defensiva, ou entre eles e o safety recuado.

Rotas cruzadas causam um bom matchup no centro do campo

Outra área do campo que podemos causar uma superioridade numérica é no fundo do campo. Uma Four Verticals, onde quatro recebedores partem em rotas longas, pode fazer com que um dos três defensores do setor tenha que se preocupar com dois recebedores. O quarterback com tempo no pocket pode transformar a jogada em uma Big Play.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.