sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Compartilhe

Todo início de temporada chovem previsões de campanhas e desempenhos dos times e essa não foi diferente. Muitos torcedores estavam esperançosos com suas equipes seja por seu desempenho no ano passado ou pelas peças que foram adicionadas. É natural que grande parte do que foi previsto não se concretize, afinal esse esporte que tanto amamos é uma caixinha de surpresas. Mas existem times em situações que nem o mais pessimista dos torcedores (ou o rival mais secador) poderia imaginar. Abaixo vou listar quatro grandes decepções na temporada de 2018.

Green Bay Packers

E se eu lhe falasse no início da temporada que o Packers de Aaron Rodgers teria, adentrando na semana 14, a mesma campanha do Cleveland Browns? Parecia um cenário completamente impensável em setembro. Mas esta é a realidade do time hoje, atualmente com a décima pior campanha geral na liga. Desculpas poderiam ser usadas, como uma forte NFC em 2018 e com evolução dos principais rivais de divisão, mas o fato é que nada disso justifica o time estar com uma campanha 4-7-1.

Leia Mais: Visão Aérea: Green Bay Packers x Arizona Cardinals

Leia Também: Mesa Redonda: Reconstrução do Cardinals, QBs reservas ganhando importância, Dan Quinn com emprego ameaçado e mais!

Mesmo sem o time jogar tão bem em outras temporadas, o talento singular de Aaron Rodgers acabava mascarando os problemas existentes. O problema é que Rodgers não está bem neste ano, o que expôs as deficiências da equipe. A linha ofensiva está péssima, os recebedores falham em conseguir separação e a defesa sofreu com lesões e inexperiência. Tudo isso, somado a chamadas de jogadas no mínimo duvidosas, culminou na demissão de Mike McCarthy. Definitivamente um desempenho que não estava nos planos.

Jacksonville Jaguars

“Sacksonville” entrou no modo empolgou ano passado e, apesar do time contar com Blake Bortles under center, muita expectativa se formou para 2018. O problema, ou pelo menos um deles, é que Bortles se provou neste ano ser aquilo que já sabíamos: um quarterback incapaz de conduzir um ataque em alto nível. O fato de Leonard Fournette (estrela absoluta no ataque) ter perdido mais da metade das partidas até o momento piora ainda mais a situação.

Ao contrário da temporada passada onde conseguiu se manter saudável, o time sofreu com lesões especialmente na linha ofensiva. Nem mesmo a 5ª melhor defesa em jardas cedidas por jogo conseguiu salvar o time, que após a derrota ontem para o Titans tem campanha 4-9. O Jaguars ocupa a amarga lanterna da AFC Sul, que conta com um Texans que venceu 8 jogos seguidos e um Colts impressionante para a temporada além de um Titans vivo na corrida por playoffs. As esperanças de pós-temporada são virtualmente nulas.

Atlanta Falcons

Ricardo Allen, Devonta Freeman, Brandon Fusco, Keanu Neal, Andy Levitre e Derrick Shelby. Estes são jogadores que estão hoje na Injured Reserve do Atlanta Falcons. Além disso, o time contou com lesões de Grady Jarrett, Calvin Ridley, Matt Bryant, Mohamed Sanu e Deion Jones durante a temporada. Isso ajuda um pouco a explicar o porquê do time estar com uma campanha 4-8 e ocupar a lanterna da NFC Sul. Fica difícil de jogar quando se conta com praticamente metade de seus titulares passando pelo departamento médico.

O time tem contado com um trabalho ruim de sua linha defensiva, além de uma temporada decepcionante de Vic Beasley. A segunda linha de defesa tem sido instável, com inconsistência dos linebackers e o problema da lesão de Jones. A secundária tem dois titulares na IR e não conseguiu se recuperar deste baque. A linha ofensiva, sem Fusco e Levitre, tem falhado em proteger Matt Ryan e em abrir buracos para o jogo corrido. E por falar em jogo corrido, ele não é nem de perto o mesmo que seria com Devonta Freeman, por mais que  Tevin Coleman e Ito Smith estejam se esforçando.

Philadelphia Eagles

Se esperava muito, mas muito mais do atual campeão do Super Bowl, título que quase colocou a cidade de Philadelphia abaixo (literalmente). Mesmo com Carson Wentz vindo da lesão que interrompeu sua temporada de MVP, as expectativas eram grandes e pelo menos o título da NFC Leste era esperado. Porém no momento o time não tem mostrado futebol americano o suficiente para isso. Mesmo que sua campanha 6-6 ainda tenha salvação tendo apenas uma vitória atrás do líder Cowboys, o Eagles não tem jogado de forma a merecer pós temporada.

A defesa, que figurava no topo da liga na temporada passada, agora ocupa a metade de baixo, prejudicada por lesões. A secundária, por exemplo, terminou a partida contra o Saints com Chandon Sullivan e De’Vante Bausby como cornerbacks. Carson Wentz (com exceção à partida contra o Saints) está consistente, mas não é o mesmo que nos encantou ano passado. O ataque tem começado lento nos jogos e o time, de forma geral, é apenas uma sombra do que foi na temporada passada. Estamos na semana 14 e a ressaca do título ainda não passou. E parece que não vai passar.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.