quinta-feira, 9 de maio de 2019

Compartilhe

Dando continuidade à série de análises e avaliações sobre as melhores e mais valiosas escolhas de cada round do NFL Draft desse ano, chegamos na terceira rodada, que, como num efeito cascata, oriundo dos reachs e escolhas de valor questionável iniciados na metade final da primeira rodada, oportunizou com que muito talento considerável estivesse disponível a essa altura do recrutamento.

Mais uma vez, deve-se levar em consideração para elencar uma escolha como boa ou não, a altura e momento em que ocorre, se foi em uma posição posterior, anterior ou conforme se era esperado e projetado, a partir da amostragem do atleta como prospecto e sua projeção de atuação enquanto jogador chegando na NFL. Este é, aliás, o fator preponderante dentro dessa análise, o desempenho e ferramentas de cada jogador apresentadas ao longo de suas carreiras no College, tomando seus tapes como amostras soberanas afim de enxergar o que cada atleta pode proporcionar aos seus times.

Leia Mais: As Melhores Escolhas do 2º Round do Draft 2019

Leia Também: Grandes Vencedores da 1ª Rodada do Draft 2019 

Passemos então a elencar e discorrer um pouco sobre algumas das melhores picks, mais valiosas e que têm tudo para dar um ótimo retorno, dentro da terceira rodada do Draft de 2019:

Pick 68 – EDGE Jachai Polite, Florida – NEW YORK JETS

Ok, talvez não existam tantas garantias assim sobre o retorno dessa escolha, tendo em vista o que o pacote completo que vem junto com Polite pode representar. O jogador era tido como escolha certa de 1º Round até o início de março, mais precisamente até o Combine, quando então começou sua ruína, com o baixo desempenho nos testes físicos e duvidosas declarações públicas, além de possíveis péssimas entrevistas com os times. Seu peso leve para a posição, um dos principais pontos de questionamento sobre si, acabou virando um problema às avessas, já que o jogador ganhou somente peso no processo Pre-Draft e não massa muscular, o que possivelmente contribuiu para as duas lesões sofridas em Combine e Pro-Day.

Em meio a esse caos, que foi a derrocada de Jachai Polite no board, devemos enfatizar que em campo, teve uma temporada de 2018 espetacular. É um jogador que mostrou uma velocidade e explosão impressionante para contornar o arco e bater os OTs, uma das melhores de toda a classe, mas não se limitando a ser um grande speed rusher, possuindo uma vasta e eficaz variedade de movimentos, inclusive para fugir e bater dobras de bloqueio, com um bom e inteligente uso das mãos, movendo sempre com muita agilidade e sagacidade. Seu motor não apaga e é esforçado contra o jogo corrido, embora tenha algumas dificuldades contra bloqueadores em movimento, no segundo nível, o que já havia levantando alguns questionamentos sobre sua força.

Apesar de ter conseguido apenas um ano de produção e desempenho relevante, seu tape em 2018 mostrou um jogador de elite, com valor indiscutivelmente de primeira rodada e com a capacidade de contribuir muito como pass rusher. O Jets, que precisava muito de ajuda na posição, não deixou passar a oportunidade de ter o DT Quinnen Williams no início do Draft e apostou em Polite no início da terceira rodada como uma possível resposta para esse problema, podendo assim, ter um retorno excelente com um jogador que pode e muito produzir, restando ver como a parte extracampo poderá afetá-lo na liga.

EDGE Jachai Polite, Florida

 

Pick 70 – RB Darrel Henderson, Memphis – LOS ANGELES RAMS

Essa escolha levanta ainda mais questionamentos sobre qual é o verdadeiro estado de saúde e da gravidade dos problemas de Todd Gurley, mas de toda forma, pegar a essa altura aquele que para mim era o principal prospecto da posição de Running Back no Draft, é algo extremamente positivo, seja pensando como complemento a Gurley, seja vendo-o como uma “apólice de seguro” para esse.

Henderson é um jogador especial, extremamente explosivo, veloz e ágil, possui uma incrível capacidade de gerar big plays, tendo uma ótima visão tanto no backfield, quanto no segundo nível, onde com o mínimo de espaço é capaz de castigar bastante a defesa adversária. Com quadris muito fluidos e uma excelente movimentação de pés, o jogador faz cortes muito naturais, rápidos e efetivos, tendo uma ótima mudança de direção, sendo isso uma grande parte de seu jogo. Há de se ressaltar que até pelo tamanho, o jogador não foi muito colocado em situações de proteção de passe ao QB, sendo um aspecto a ser mais trabalhado. Com tudo isso, chega para ter espaço desde o início na rotação e com muito potencial de crescimento técnico e de papel.

Pick 75 – TE Jace Sternbeger, Texas A&M – GREEN BAY PACKERS

Escolha que alia ótimo valor posicional com uma necessidade para o Packers. Adicionar Sternberger nesse ponto do Draft é uma vitória, tendo em vista que outros jogadores da posição, sem o mesmo destaque e com menor potencial saíram antes do jogador, como Drew Sample e Josh Oliver.

Jogador de ótimo tamanho e excelente potencial atlético, que chama atenção com sua explosão e fluidez saindo da linha de scrimmage. Teve uma excelente produção no último ano, conseguindo ser um fator tanto na red zone, quanto esticando o campo em big plays. Tem boas mãos, naturais, um ótimo controle corporal e uma excelente capacidade de ganhar jardas após a recepção. Dá para falar que apresenta todos os atributos físicos e atléticos necessários da posição, ainda que seu desempenho no combine não tenha sido tão forte, o tape é revelador quanto a isso.

Até pela sua inexperiência, precisa apenas desenvolver e polir um pouco mais a sua técnica de bloqueios, assim como a variação e aperfeiçoamento na corrida de rotas, algo até natural para um tight end que estar ingressando na NFL. Vale ressaltar, que é importante o fato de não ter, desde o início, uma obrigação grande de produzir, eis que ficará, em tese, por trás de Jimmy Graham, ainda que seja até provável vê-lo dando um bom retorno já no começo de sua jornada em Green Bay, devido a todo o seu bom repertório supracitado.

TE Jace Sternberger, Texas A&M – Pick 75 – Packers

 

Pick 77 – EDGE Chase Winovich, Michigan – NEW ENGLAND PATRIOTS

Um grande e ótimo valor que o Patriots consegue adicionar ao seu front seven na terceira rodada, com potencial de contribuir logo desde o início na NFL. Jogador agressivo e de ótima movimentação na linha de scrimmage, não é altamente explosivo, mas tem uma capacidade bem decente de bend, virando o quadril com fluidez e usando os ombros com inteligência. Apresenta uma versatilidade interessante de movimentos de rush, usando muito bem suas mãos para bater e desestabilizar o OL em movimento. Consegue estabelecer pressão inclusive quando trabalha por dentro, já que na maior parte do tempo trabalhou com as duas mãos na terra. Seus movimentos de Counters não são tão bem estabelecidos ou polidos, mas seu ótimo motor ajuda muito nesse ponto, onde dificilmente desiste ou abandona uma jogada e vai até o fim.

É eficiente contra o jogo terrestre, usando bem seus braços e envergadura para sair de bloqueios e chegar até o RB, onde dificilmente perde o tackle, com boa capacidade de penetração no backfield, inclusive. No geral, tem um bom processamento mental e poder de reconhecimento, no entanto, em algumas situações no tape, ainda morde a isca facilmente e se perde em leituras relativamente simples, algo trabalhável.

Certamente poderá ter um papel relevante e de contribuição sólida na rotação da defesa de New England desde o primeiro dia, com espaço ainda para se desenvolver e se tornar até um jogador de muito destaque.

EDGE Chase Winovich, Michigan – Pick 77 – Patriots

 

Pick 78 – G Michael Deiter, Wisconsin – MIAMI DOLPHINS

Sem muito alarde ou tantas expectativas envolvidas, essa é uma escolha que acredito que poderá render um retorno incrível a Miami, com a possibilidade de ter encontrado um jogador muito sólido para ser o titular por alguns anos de sua linha ofensiva. Atleta muito interessante não apenas pela técnica, mas também pela sua experiência de titular durante três anos de uma bela, renomada e tradicional linha ofensiva do College, como é a de Wisconsin, jogando em três posições diferentes, Center, Left Tackle e Guard (54 jogos como titular).

Tal versatilidade o ajuda muito, tanto no modo de utilização, como no desenvolvimento de seu QI de futebol, certamente um dos mais altos e evoluídos da classe. É muito sólido na proteção ao passe, usando bem as mãos, tendo uma bela âncora e com boa movimentação de pés. No jogo terrestre, tem ótimo leverage e consegue transformar seu movimento em poder/força para abrir caminho e GAPS, atingindo bem e de forma eficaz o segundo nível.

Tende a sofrer quando não consegue estabelecer bem o strike timing, até pelo tamanho dos braços, mas por todo o conjunto da obra, pode vir facilmente a se tornar um starter bem seguro na NFL, sem talvez requerer um tempo de adaptação tão grande quanto o normal, já conseguindo ser regular desde seu primeiro dia na liga.

G Michael Deiter, Wisconsin Badgers – Pick 78 Dolphins

Pick 101 – OT Yodny Cajuste, West Virginia – NEW ENGLAND PATRIOTS

O Patriots mais uma vez na lista não é surpresa e só enfatiza o quão bom foi o Draft da equipe, sobretudo nessa terceira rodada, ao conseguir agregar muito valor ao elenco. Draftar Cajuste nessa altura, já se encaminhando para o 4º Round, é algo absolutamente louvável e de muita valia para o time.

O jogador sofreu uma lesão no processo pré-Draft e certamente esse foi o principal motivo que o fez cair até esse ponto no recrutamento, indo parar num time que tem uma linha ofensiva bem estabelecida e que provavelmente não irá precisar de seus serviços de modo imediato, dando tempo não só de se recuperar do problema sofrido, como também de se desenvolver enquanto jogador, trabalhando em problemas e potencializando algumas de suas qualidades, como a boa mobilidade, ótima técnica para efetuar os bloqueios, bom leverage, além de seu ótimo comprimento, sobretudo dos braços.

É uma pick que tem tudo para render ótimos frutos no futuro e a princípio agrega, no mínimo, um backup muito confiável com potencial até para poder ameaçar uma titularidade, desde que distante de lesões, de problemas físicos e bem trabalhado e desenvolvido.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui

Compartilhe

Comments are closed.