terça-feira, 15 de setembro de 2020

Compartilhe

Com o início da temporada os jogos também voltaram a nos impressionar com decisões no mínimo duvidosas que podem ter custado a jogada ou mesmo a vitória do time. Vamos as bizarrices:

5 – Daniel Jones: JOGA PRO ALTO E REZA!

Daniel Jones (NYG) estava tendo uma boa partida, realizando uma boa distribuição de bolas aos seus recebedores, com Slayton e Sheppard contribuindo providencialmente no jogo. Guiando uma campanha muito promissora. Jones estava com seu time em uma 2&3 na linha de 4 jardas, só que então ele apronta isso aqui:

Ai não, Daniel Jones. Não é assim!!

Leia mais: 7 favoritos aos prêmios de calouro ofensivo e defensivo do ano

Leia Também: É hora de reformularmos os Onside Kicks!

 

4- Mike McCarthy: Quarta descida. Vai ou não vai?

Jogo apertado, Rams estava ganhando o jogo por 20 a 17 contra o Cowboys. Dak Prescott (DAL) com dificuldade chega a beirada da endzone adversária, faltando apenas seis jardas para pontuar e a defesa do Rams decidiu subir o muro. Três descidas e nada feito. Eis que McCarthy decide ir pras cabeças e tentar mais uma vez. Óbvio que não deu certo, mas ao menos ele veio parar nesse top 5.

Se a rota do Lamb fosse feita a duas jardas mais pra cima teria dado certo.

 

3- Houston Texans: Bill O’Brien hoje, Bill O’Brien amanhã, Bill O’Brien Sempre!

Não é especificamente sobre o primeiro jogo do time de Houston, mas da franquia como um todo. As escolhas nada inteligentes de O’Brian, técnico principal e gerente de operações da franquia, vem custando ao time um preço impagável. Jogos, campeonatos e jogadores foram perdidos por decisões ruins de Bill O’Brian. Arriscar uma quarta descida com o jogo ganho não é nada perto de trocar o melhor recebedor do time – e da liga – por praticamente nada.

Grateful.

 

2- Rashaan Evans: Socar alguém de capacete, por que não?

Perder um linebacker da qualidade de Rashaan Evans (TEN) é ruim, perder um jogador como ele por uma bobagem é pior ainda. O Jogador ficou irritado com um bloqueio que recebeu do tight end Jake Butt (DEN) e decidiu revidar a jogada com um baita cruzado de direita. As zebras viram e no ato expulsaram o jogador da partida. Algo assim poderia custar a vitória para o time, já que a defesa estava muito forte em conter os avanços terrestres do time de Denver. Rashaan vai ganhar uma multa, uma mão inchada e uma bronca de seu técnico.

Rahaan podia ter colocado a defesa e o time a perder se o adversário não fosse Vic Fangio

 

1- Vic Fangio: vai guardar os timeouts pro jogo seguinte?

 

Vic Fangio (DEN) realmente teve a pior das decisões por simplesmente não tomar uma atitude. Tennessee visivelmente estava em uma campanha para gastar ao máximo de tempo com isso, afinal, só precisam de um acerto de field goal para a vitória. Posicionaram seu chutador de maneira confortável para um chute de 25 jardas. Já Fangio confiou demais numa péssima atuação do kicker adversário, Stephen Gostkowski (TEN), que já havia errado três chutes na noite e um extra point, não pediu seus tempos a fim de parar o relógio. Resultado: Gostkowski acerta o chute e deixa Denver com apenas 17 segundos pra tentar alguma reação. Fangio terminou o jogo com dois tempos sem usar e uma derrota na mão.

É Fangio, você dessa vez exagerou na soberba.

 

Não sabemos oque se passa na cabeça desse pessoal, mas a coisa boa que garante ao torcedor boas risadas. Bom, ao menos do torcedor adversário. E assim finalizamos a primeira semana da nossa querida NFL. Vamos ficar de olho, porque nessa temporada promete e muito.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.