sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Compartilhe

A temporada de Cam Newton liderando o ataque do Carolina Panthers começou muito bem e o quarterback parecia não sentir a lesão no ombro, o qual havia sido reparado com uma cirurgia na última intertemporada. Lá pela semana 9, o time estava com 6 vitórias e 2 derrotas e era até então um forte candidato à pós temporada na NFC. E Newton voava dentro de campo, com uma média de 67,3% de passes completados, 15 touchdowns lançados e apenas 4 interceptações. O futuro parecia brilhante para o Panthers, algo até semelhante à temporada que o time foi ao Super Bowl e o quarterback foi MVP na temporada regular. Mas daí veio o jogo contra o Steelers e tudo desandou.

Na semana 10 o time perdeu para o Steelers por 52 a 21 mas essa não foi a maior derrota do dia. Cam levou uma pancada de T.J. Watt no jogo e o impacto foi bem na região do ombro que ainda de recuperava da cirurgia. Depois disso era visível a dificuldade do quarterback em lançar a bola, ficando tanto com a precisão tanto com a força completamente prejudicadas. Após a derrota para o Steelers, foram mais 5 consecutivas sob a liderança do quarterback até que por fim ele foi colocado no banco na semana 16 contra o Falcons.

Leia Mais: Após uma temporada regular apagada, só um jogo separa o Patriots do Super Bowl

Leia Também: Conheça os ajustes táticos que podem mudar uma partida do Madden NFL

Ontem Cam Newton passou novamente por uma cirurgia no ombro. O Carolina Panthers anunciou que seu franchise quarterback foi submetido a um procedimento artroscópico em seu ombro direito. O jogador deverá começar a reabilitação imediatamente após o processo, mas ainda não existe uma previsão para sua volta aos gramados.

Como muito bem sabemos, lesões no ombro são complicadíssimas para quarterbacks. O exemplo mais recente é Andrew Luck. Desde 2015 sua carreira tem sido assombrada pelo problema, chegando a ficar de fora toda a temporada passada. E essa é uma situação que o Panthers poderá enfrentar em 2019: uma temporada sem seu quarterback titular. Caso este cenário se confirme, quais são as opções do Panthers?

A primeira (e menos atrativa) seria confiar em seus reservas para fazer o trabalho. Hoje, além de Newtom, o Panthers conta com Taylor Heinicke e Kyle Allen como quarterbacks. Heinicke assinou com o Vikings em 2015 como free agente não draftado, porém sua estreia na liga foi apenas em 2017 pelo Houston Texans, em partida que sofreu uma concussão e logo teve que sair. Pelo Panthers, ele jogou apenas na semana 16 contra o Falcons, sofrendo uma lesão no cotovelo durante o jogo e sendo colocado na injured reserve. Já Allen veio do Houston Cougars e teve contrato assinado nesta temporada com o Panthers, também como agente livre não draftado. Estreou na semana 16 contra o Falcons, após a lesão de Heinicke, além de começar a partida na semana seguinte, onde conseguiu uma vitória sobre um Saints que foi para partida com os reservas. Pelo que apresentaram, nenhum dos dois conseguiria levar o time a uma temporada positiva.

A segunda opção seria ir ao mercado em busca de alguém para tapar o buraco na temporada de 2019. A quantidade de quarterbacks atingindo o mercado neste ano é bem grande, com nomes como Joe Flacco, Sam Bradford, Blake Bortles, Tyrod Taylor e Nick Foles. O problema nesta abordagem é o custo que sairia para trazer alguém para jogar apenas em 2019 e o impacto que isso causaria no salary cap do time que, no momento, tem previsão de girar em torno dos 10 milhões para o próximo ano. Mesmo que possíveis cortes devam aumentar esse valor, ainda sobraria muito pouco espaço.

Por fim, o time pode também ir em busca de alguém para a posição no draft, algo que não faz desde que selecionou Newton na primeira escolha de 2011. Caso escolha este caminho, eles poderiam trazer um jogador melhor que os atuais reservas do time e que possa segurar as pontas enquanto Newton se recupera. Além disso, ele até mesmo poderia se desenvolver sob Cam para ser ou reserva, ou quem sabe até mesmo substituir o jogador caso a lesão comprometa sua carreira.

O fato é que o que Cam Newton precisa agora é de descanso e o mais prudente seria não tentar apressar sob hipótese alguma sua recuperação. Afinal, é melhor perder apenas uma temporada do que seu franchise quarterback.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

 

Compartilhe

Comments are closed.