terça-feira, 7 de maio de 2019

Compartilhe

Carson Wentz. Foto: Matt Rourke.

Carson Wentz é um quarterback extremamente talentoso, disto não restam dúvidas. 2ª escolha geral no draft de 2016, Wentz caminhava a passos largos para ser o MVP (33 TD’s, 7 INT’s, 3296 jardas aéreas e 300 jardas corridas em 13 jogos) da liga na sua segunda temporada como QB do Philadelphia Eagles.  Então veio a fatídica semana 14 da temporada de 2017. Num jogo emocionante contra o Los Angeles Rams, Wenz tentou correr para o touchdown com a bola na linha de 2 jardas, mas foi parada em um tackle duplo pela defesa dos Rams. O camisa 11 deixaria o jogo ainda no terceiro quarto e depois receberia a confirmação da gravidade da lesão. O rompimento do ligamento cruzado do joelho foi confirmado no dia posterior e esse seria o fim da, até então, fantástica temporada de Carson Wentz. Entretanto, apesar da lesão do seu principal jogador, O Philadelphia Eagles chegou ao título do Super Bowl LII contra o New England Patriots numa atuação fantástica de Nick Foles, QB reserva até a lesão de Wentz.

Na última temporada, Wentz ainda estava na parte final da sua recuperação e voltou a campo semana 3 em uma vitória contra os Colts. Nos dez jogos seguintes foram 4 vitórias e 6 derrotas incluindo o vexame contra o New Orleans Saints onde a equipe foi dominada e acabou derrotada por 48-7. Próximo do fim da temporada, Carson Wentz sofreu uma lesão nas costas e os Eagles preferiram não arriscar. Era o fim de mais uma temporada para o camisa 11 que viu Nick Foles assumir o posto e levar a equipe até a seminafinal de conferência, onde quase conseguiu derrotar o New Orleans Saints se não fosse por um drop de Alshon Jefrey que terminou em uma interceptação e selou o destino da equipe. Na intertemporada, alguns rumores apontavam para uma controvérsia com a situação dos QB’s em Philadelphia. Apesar de Wentz ter sido uma escolha alta, o histórico de lesões incomodava e deixava muita gente com desconfiança. Enquanto isso, Nick Foles (com apenas 30 anos) já havia provado que era capaz de comandar a equipe mas só ficaria caso recebesse a Franchise Tag, algo bem impensável para uma equipe pagar a um QB reserva. No fim das contas, Nick Foles foi liberado e assinou com o Jacksonville Jaguars. Isto significa que a equipe realmente acredita que Wentz é o futuro da franquia.

Leia Mais: O Cincinnati Bengals está em rebuild?

Leia Também: O que esperar de Lamar Jackson em sua segunda temporada?

Considero que a decisão feita foi a mais correta. Wentz já demonstrou que tem potencial e apesar de alguns rumores sobre problemas no vestiário, nunca deu declarações midiáticas ou algo do tipo. Embora o desempenho não tenha sido o melhor em 2018, o principal problema foi em capitalizar jogadas na redzone e a tomada de decisão. Além disso, a mobilidade do QB dava sinais de estar comprometida limitando o seu jogo. Alguns julgam que a volta de Wentz na semana 3 foi algo precipitado, causado pela má pré-temporada e pelo mau desempenho da equipe nas duas primeiras partidas da temporada regular. É algo que faz sentido. Entretanto, O Philadelphia Eagles deve estar ciente que esta decisão comprometeu a temporada do seu franchise quarterback. De qualquer maneira, espera-se que Carson Wentz esteja saudável e presente em todos os jogos da equipe neste ano.

Por outro lado, Carson Wentz precisa tomar mais cuidado e se arriscar menos (algo que já pôde ser notado em 2018). Jogadores como ele, Cam Newton, Russel Wilson, entre outros, têm o perfil de jamais desistir de qualquer jogada ou jamais aceitar um sack. Pois bem, tentar fazer algo a mais do que claramente é possível pode ter consequências desastrosas tanto para o jogador quanto para a franquia. Tony Romo, Derek Carr, Jimmy Garoppolo, Deshaun Watson são exemplos de QB’s que se lesionaram e suas franquias simplesmente afundaram no ano por não ter um bom reserva (obviamente poucos times têm). Não importa quão bom e talentoso um jogador seja, ele não pode contribuir com a equipe se estiver lesionado. E numa posição tão importante como quarterback, O Philadelphia Eagles não pode mais se dar ao luxo de perder Carson Wentz mais uma vez na temporada. Wentz já provou que é o futuro da franquia, agora precisa provar que pode ficar saudável o ano inteiro e contribuir com a evolução da sua equipe.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui

Compartilhe

Comments are closed.