segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Compartilhe

A NFL conheceu neste final de semana as 4 equipes que brigarão por duas vagas para a disputa do Super Bowl, marcado para o próximo dia 02 de fevereiro, em Miami. Com roteiros diferentes, cada um dos times classificados para as finais de conferência fez por merecer a vitória no duelo divisional e agora terão uma semana para focar totalmente no confronto mais importante da temporada. Com o mesmo objetivo, mas com características distintas, Chiefs, Titans, 49ers e Packers estão a duas vitórias da principal glória do futebol americano e a disputa está mais aberta do que nunca. No texto de hoje, apresentamos os números e principais pontos fortes das quatro equipes que ainda sonham com o Super Bowl na atual temporada.

TENNESSEE TITANS 
Campanha na temporada regular: 9-7 (2ª colocada na AFC Sul)
Campanha nos playoffs: Vitória contra New England (20-13) e Baltimore (28-12)

Grande surpresa da atual temporada, o Tennessee Titans chega à final da AFC novamente como azarão, atuando pela 3ª vez seguida longe de casa nos playoffs. A equipe comandada pelo técnico Mike Vrabel (2º ano na função) teve vitórias convincentes contra adversários fortíssimos nas duas primeiras rodadas do mata-mata e chega mais confiante do que nunca para o jogo mais importante da franquia nos últimos 20 anos.

Apesar da grande campanha em janeiro, o Titans foi uma equipe que oscilou bastante durante a temporada e que precisou de ajustes para alcançar o status de finalista. Além da mudança na posição de QB, com Ryan Tannehill substituindo Marcus Mariota e tornando-se titular indiscutível, o time melhorou os seus números defensivos, o que tornou Tennessee uma equipe extremamente equilibrada e difícil de ser batida. Nos duelos do mata-mata, o Titans cedeu apenas 21 pontos totais para seus dois adversários, além de forçar 5 turnovers, tornando o trabalho do seu ataque muito mais simples de ser realizado.

Outra característica marcante da equipe é o jogo corrido, indiscutivelmente o melhor dos 4 finalistas de conferência. Com Derrick Henry em estado de graça e quebrando recordes, o jogo terrestre do Titans é o 3º melhor da NFL em jardas e o 2º da liga em TDs anotados. Nos duelos de playoffs, foi ele quem ditou o ritmo da equipe, que não precisou alcançar mais de 100 jardas áereas em nenhum dos dois duelos para sair de campo vencedora. Apostando em uma defesa que consegue parar os ataques rivais e roubar a bola nos momentos mais decisivos e no melhor ataque corrido do futebol americano, Tennessee merece uma atenção especial no próximo domingo, embora continue não sendo favorita para avançar.

KANSAS CITY CHIEFS
Campanha na temporada regular: 12-4 (1º Lugar na AFC Oeste)

Campanha nos playoffs: Vitória sobre Houston (51-31)

O Chiefs conquistou uma folga na 1ª rodada dos playoffs no último jogo da temporada regular, o que colocou a franquia em uma ótima posição para conquistar o sonhado título da AFC que escapou em 2018 e chegar ao Super Bowl. No 1º duelo dos playoffs, Kansas City passou por apuros no 1º quarto contra o Texans, mas se recuperou de forma apoteótica, usando o que tem de melhor: Um ataque poderoso e capaz de atravessar o campo rival em menos de 5 snaps.

Na equipe comandada por Andy Reid, o ataque aéreo é quem dá as cartas, comandado pelo QB mais talentoso da NFL nas últimas 2 temporadas. No ritmo de Patrick Mahomes, o Chiefs foi o 5º melhor ataque da liga em pontos anotados e o 6º em jardas, forçando os times rivais a não desperdiçarem chances de pontuar dentro das partidas.  O grupo de recebedores conta com alguns dos atletas mais explosivos do futebol americano, com destaque para Tyreek Hill e Travis Kelce, que podem decidir um jogo a qualquer momento.

Já a defesa de Kansas City conta com boas peças individuais, mas ainda é bastante irregular. Apesar de ser a 7ª da NFL em pontos cedidos aos rivais, o setor também é o 6º pior da liga contra o jogo terrestre, principal característica do adversário do próximo domingo. A expectativa é que o possível retorno de Chris Jones, principal atleta da linha defensiva do Chiefs, possa ajudar o setor a contornar esse problema no duelo mais importante da temporada. Caso consiga reduzir a potência do jogo corrido do Titans, Kansas City estará em ótima posição para atacar o rival com toda a sua força ofensiva, o que seria suficiente para chegar ao Super Bowl.

SAN FRANCISCO 49ERS
Campanha na temporada regular: 13-3 (1º Lugar na NFC Oeste)
Campanha nos playoffs: Vitória sobre Minnesota: 27-10

Time com a melhor campanha da NFC em 2019, o San Francisco 49ers retornou aos playoffs após 6 anos de jejum e não tomou conhecimento do Vikings no duelo divisional. A equipe do badalado Kyle Shanahan cumpriu o seu papel com muita tranquilidade, usando o que tem de melhor para bater o rival e se classificar para a final de conferência, aproveitando mando de campo que novamente será fundamental contra Green Bay.

Em um time reformulado, é o equilíbrio que dita o ritmo da nova versão do Niners. O ataque foi o 2º melhor da NFL em pontos e o 4º em jardas conquistadas durante a temporada, com o jogo terrestre sobressaindo em relação ao jogo aéreo: 2º melhor em jardas e 1º em TDs anotados pelo chão em 2019. Mesmo não sendo uma máquina de anotar pontos, o ataque aéreo consegue fazer o suficiente para confirmar os triunfos de San Francisco, embora ainda sofra com alguns turnovers evitáveis. Jimmy Garopollo teve uma temporada sólida, fez uma boa apresentação no seu primeiro jogo de playoff da carreira e pode ser fundamental para uma possível conquista do Super Bowl.

Outro ponto que também demonstra o equilíbrio do time é a defesa, que vem tendo um ano acima da média. O setor é o 2º melhor da NFL em jardas cedidas e o 1º contra o passe, o que deverá fazer a diferença no duelo contra o genial Aaron Rodgers. Com uma capacidade comprovada de roubar a bola dos rivais, o Niners terá que induzir o QB rival ao erro e se colocar em boas posições para vencer o principal jogo do ano. Um dos times mais bem treinados e equilibrados da temporada, San Francisco tem totais condições de alcançar mais um Super Bowl.


GREEN BAY PACKERS
Campanha na Temporada: 13-3 (1º Lugar na NFC Norte)
Campanha nos playoffs: Vitória sobre Seattle (28-13)

Com a mesma campanha do 49ers na NFC, Green Bay se classificou como o 2º melhor time da conferência para os playoffs e só precisou estrear no duelo divisional contra Seattle. Mesmo sofrendo mais do que esperava no último quarto de jogo, a equipe mostrou qualidades e controlou a partida em grande parte dos 60 minutos, merecendo a vaga na final de conferência, a 1ª  desde 2016.

Sob o comando de Matt LaFleur, o Packers passou por um ano de transição em 2019 e, mesmo com boas condições de chegar ao Super Bowl, já parece ter cumprido o seu objetivo no ano.  Diferente dos outros times que disputam uma vaga na grande decisão, Green Bay não se destaca por liderar as principais estatísticas do esporte, mas é também um time equilibrado e com atletas decisivos dos dois lados da bola. Sob o comando de Aaron Rodgers, o ataque é o que menos sofreu interceptações e o 2º com menos turnovers cedidos no ano, fator fundamental para as vitórias do time. Outro setor que teve uma evolução interessante foi o jogo corrido, 7º da liga em TDs anotados e comandado pelo RB Aaron Jones, autor de 19 TDs na temporada, 3 deles também recebendo passes. Mesmo não sendo dominante, o ataque tem armas suficientes para pontuar contra qualquer time.

Já a defesa, setor bastante criticado de Green Bay nos últimos anos, teve uma melhora significativa em dois quesitos nos último ano: Pressão contra o QB rival e proteção contra o passe. Com novos jogadores e um esquema diferente, o time conseguiu ser o 9º melhor da NFL cedendo pontos e o 7º forçando turnovers durante a temporada; O trabalho da secundária também evoluiu e o setor foi 3º melhor da liga interceptando os rivais e 5º evitando TDs aéreos. Assim como o seu rival na final da NFC, o Packers é um time muito bem treinado. A diferença é que a equipe da NFC Norte conta com o melhor QB do duelo e não dá para descartar Green Bay dessa batalha.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.