quarta-feira, 15 de julho de 2020

Compartilhe

Aos 24 anos, Myles Garrett se tornou na última terça-feira (14) o defensor mais bem pago da NFL ao acertar seu novo contrato de cinco  temporadas com o Cleveland Browns. Para contar com o jogador até 2026, a equipe da AFC Norte vai pagar anualmente cerca de US$ 25 milhões ao jogador, em um acordo no valor recorde de US$ 125 milhões. A renovação de Garrett acontece nove meses  após o anuncio da sua suspensão pela NFL, que impossibilitou o camisa 95 de terminar a temporada 2019/20 em campo com os seus companheiros. Na época, a postura do atleta chegou a colocar em risco o seu futuro na franquia, mas o novo contrato oferecido por Cleveland mostra que a equipe sabe do talento que tem em mãos e confia na recuperação de um dos jogadores mais talentosos do seu elenco.

Escolhido na 1ª posição geral do Draft em 2017, Garrett representava o início de um novo processo de reconstrução do Browns. Selecionado para ser o grande comandante da defesa e um dos jogadores mais dominantes da sua posição dentro da NFL, ele teve problemas físicos no seu ano de estreia, atuando como titular em nove partidas ao longo da temporada. Ainda assim, mesmo não tendo um desempenho brilhante, o camisa 95 somou 7 sacks e deu flashes de que era capaz de corresponder ao investimento de Cleveland. Em 2018, finalmente saudável em todo o calendário do Browns, Garrett terminou o ano com 13.5 sacks, 12 tackles com perdas de jardas e 29 “Qb Hits”, mostrando que, em forma, é capaz de ser um dos melhores pass rushers da NFL e liderar a linha defensiva da franquia por vários anos.

Leia Mais: Conheça o trio de técnicos estreantes da NFL em 2020

Leia Também: A NFL deveria cancelar a sua pré-temporada em 2020?

Com a expectativa alta sobre o elenco montado por Cleveland em 2019 e a evolução do DE em seu 3º ano como profissional, é impossível não afirmar que o Browns acabou a temporada passada decepcionado com o desempenho de ambos.  Titular nos 10 primeiros jogos do time no ano, Garett vinha tendo uma performance sólida, com 10 sacks somados e a caminho de superar a marca de 2018. Porém, em duelo da semana 11 contra o rival Pittsburgh Steelers, o camisa 95 se envolveu em uma briga com o QB Mason Rudolph e acabou acertando o adversário com o seu capacete, em uma das cenas mais grotescas da história recente da NFL. O incidente acabou tirando o jogador de atividade até o final de 2019, deixando Cleveland desfalcado de um dos principais nomes do seu elenco. Sem o DE em campo, o Browns venceu apenas 2 dos últimos 6 jogos disputados no ano e ficou fora dos playoffs pela 17ª temporada seguida.

Reinstaurado pela liga em fevereiro de 2020, Garrett optou por manter a polêmica no passado e se desculpou com com seus companheiros de time, franquia e torcedores. Com apenas 24 anos, ele sabe que precisa amadurecer dentro do nível profissional e ganhou um voto de confiança da sua atual equipe para passar por esse processo dentro de um novo acordo que garante a ele cerca de US$ 100 milhões. Mais do que acreditar que o camisa 95 pode superar a suspensão, o Browns segue visualizando Myles Garrett como o grande líder da sua unidade defensiva e, tirando a polêmica de 2019, a franquia tem todos os argumentos à seu favor para torná-lo o jogador mais bem pago da posição, superando o elogiado Khalil Mack em Chicago.


MYLES GARETT REPRESENTA O FUTURO DO BROWNS

Draftado aos 21 anos, Garrett tinha todas as ferramentas físicas para se tornar um dos melhores atletas da sua geração na NFL e por isso a franquia não se importou em apostar em um jogador tão jovem. Em três anos no nível profissional, o camisa 95 já esteve presente em um Pro Bowl e estava a caminho do segundo caso não fosse suspenso em 2019. Com 65 “QB hits” e 30,5 sacks em três anos (melhor marca de um jogador do Browns neste período da carreira em toda a história), ele definitivamente correspondeu em campo e justificou o seu novo acordo com Cleveland. Agora, apesar do voto de confiança da franquia, a pressão ficará mais rígida sobre o DE.

Ao atuar sob um contrato desta magnitude e logo após uma suspensão por indisciplina, cabe a Myles Garett dar a sua resposta em campo ao investimento feito e seguir evoluindo. Ainda muito jovem, ele tem tudo para se estabelecer entre os principais nomes da NFL em qualquer posição e ajudar a transformar o Cleveland Browns em uma franquia dominante e vencedora nos próximos anos. Mais do que isso, Garrett terá que batalhar contra Lamar Jackson e Joe Burrow em quatro oportunidades nas próximas temporadas e tem tudo pra ser a peça chave da sua equipe para tomar conta de dois representantes da nova safra de QBs da liga. No fim das contas, a renovação milionária oferecida por Cleveland acabou se justificando e agora é a vez de Myles Garrett fazer a sua parte.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.