quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Compartilhe

A semana 7 da NFL nem começou ainda, mas os bastidores já estão agitados. Protagonista da semana foi um dos melhores CBs da liga: Jalen Ramsey. Insatisfeito em Jacksonville, o jovem astro já havia demonstrado desejo de sair e enfim conseguiu um novo lar. O defensor deixa a Flórida com destino a Hollywood para assinar com o Los Angeles Rams. A franquia da Califórnia cedeu duas escolhas de primeira rodada do Draft e uma de quarta em troca. Essa bomba foi anunciada logo após o acerto do também CB Marcus Peters com o Baltimore Ravens.

Com campanha 3-3 na temporada e os rivais Seahawks e 49ers em franca ascensão, os especialistas de Los Angeles viram em Ramsey a saída para voltar a produzir em alto nível e ter alguma possibilidade de retornar ao Super Bowl. E de fato o atleta chega para estancar uma ferida aberta. A secundária vem dando sinais de declínio, principalmente agora com ausências de Aqib Talib, colocado na injured reserve, e Peters, citado acima. O ex-jogador do Jaguars tem precisão absurda em situações de marcação homem a homem e se encaixa perfeitamente no esquema do coordenador defensivo Wade Phillips.

Leia Mais: Rastreando Draftados – Kyler Murray embala e consegue sua segunda vitória consecutiva com o Cardinals

Leia Também: NFL na TV – Transmissões da Semana 7

A qualidade do atleta não se discute e vai elevar o nível da defesa. O problema, no entanto, é o preço investido. Ficar sem a primeira escolha nos próximos dois Drafts pode enfraquecer o time no futuro. Mas pensando na NFL atual, com preços inflacionados, alto valor da troca por Ramsey não chega a ser surpresa.

Resta saber como o Rams vai administrar o teto salarial nas próximas temporadas. A franquia gastou cerca de US$ 134 milhões na renovação de Jared Goff. Aaron Donald também recebe próximo disso. E Todd Gurley tem contrato que passa dos 50 milhões de dólares. Aposta em Ramsey além de elevar a cifra do time, impede a escolha de dois grandes prospectos que teriam contratos de calouro.

Pensando apenas nesta temporada, ainda há vida em Los Angeles. O time perdeu últimos três duelos, mas possui talentos nos dois lados da bola. Além de ter uma comissão técnica invejável apesar das chamadas controversas contra o 49ers. Contudo, algumas posições deixam a desejar e ligam o sinal de alerta aos torcedores. A linha ofensiva mostrou deficiências em certas ocasiões. E mesmo com um arsenal de recebedores produtivos, o ataque aéreo também não tem funcionado com mesma eficiência. Isso reacende a questão sobre merecimento de Goff pelo novo contrato. Será que é o QB certo para levar a franquia ao título?

Mas sendo justo com o camisa 16, tudo gira como uma engrenagem. Com a queda de produção do jogo terrestre, o resto do ataque também não consegue ser efetivo, a defesa permanece muito tempo em campo, cansa e cede muitas jardas. Desta forma, equipe de Sean McVay se encontra em situação delicada na temporada. Nada como adição de impacto para mudar o cenário. E aposta de Los Angeles no CB passa por essa expectativa. 

A resposta tem de ser imediata. Ao mesmo tempo que a torcida ainda se encontra confiante, maus resultados podem alterar o pensamento. E o que era pra ser a solução dos problemas em Los Angeles pode se tornar início de uma crise. Retomada dos carneiros da Califórnia na temporada começa já neste domingo contra o Falcons.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.