terça-feira, 22 de março de 2016

Compartilhe

s.mexicocitynfl

Cairo Santos é o Brasil na NFL. O kicker é motivo de orgulho para todos os seus compatriotas e ajudou a chamar a atenção do país ainda mais para um esporte cada vez mais em ascensão em terras tupiniquins. Mas se o Brasil só colocou um jogador na liga americana em 2014, nossos colegas latinos já tiveram muito mais sucesso, contando com seus conterrâneos jogando no futebol americano profissional desde de antes da era do Super Bowl. Confira aqui quais os jogadores latino-americanos que já passaram pela NFL e o destaque que atingiram na liga. A lista está dividida por país e entre parênteses está o período de atividade do jogador na NFL.

Obs.: para nossa lista separamos apenas jogadores que nasceram em solo latino, portanto alguns descendentes de hispânicos de destaque mas que nasceram nos EUA estão de fora.

ARGENTINA

K Martín Gramática (1999-2008)

Gramatica-02

Martín Gramática nasceu em Buenos Aires em 1975 e aos 9 anos de idade se mudou com a família para os EUA. O argentino fez faculdade em Kansas State, onde recebeu o prêmio Lou Groza em 1997, dado ao melhor kicker universitário da temporada. O jogador foi selecionado ao Pro Bowl em 2001, mesmo ano em que conquistou o Super Bowl XXXVII pelo Tampa Bay Buccaneers. Passou ainda por Colts, Cowboys e Saints durante sua carreira de 10 temporadas na liga.

K Bill Gramática (2001-2004)

Bill é o irmão mais novo de Martín. Ele seguiu os passos da família e após fazer carreira no college pela Universidade de South Florida foi selecionado na quarta rodada do draft de 2001 pelo Arizona Cardinals, onde permanceceu por três temporadas. Bill não repetiu o sucesso de Martín, chutando apenas 48 FGs na sua curta carreira e acertando 37. Após ser dispensado pelo Cardinals ele assinou com o Giants, onde nem chegou a jogar, e no mesmo ano (2004) parou no Dolphins para sua última temporada da carreira.

RT Bob Breitenstein (1965-1970)

Breitenstein é argentino de nascimento mas foi criado nos EUA, onde jogou futebol americano universitário pela universidade de Tulsa. Foi selecionado pelo Broncos no draft de 1965. Passou ainda por Vikings e Falcons antes de encerrar sua carreira de cinco anos na liga.

BOLÍVIA

K Wilson Alvarez (1981)

Seguindo a vocação dos latinos pela posição de kicker (provavelmente herança na nossa experiência com o soccer), até a Bolívia já conseguiu colocar um jogador na NFL. Wilson Alvarez é natural de Santa Cruz de la Sierra, onde fez inclusive seu ensino médio. De lá ele partiu para os EUA onde estudou na Southeastern Louisiana University. Ele jogou a temporada de 1981 pelo Seattle Seahawks, mas nunca mais conseguiu espaço na liga.

COLÔMBIA

RB Jairo Penaranda (1981, 1985)

A Colômbia já se aventurou também no mundo da bola oval, colocando um RB para jogar na NFL. Jairo Peneda nasceu em Barranquilla em 1958 e foi para os EUA para jogar college football por UCLA. Depois de passar pelo Rams em 1981 o jogador foi para a antiga liga USFL, antes de voltar para a NFL em 1985 e participar de sua última temporada como profissional, jogando pelo Philadelphia Eagles.

K Fuad Reveiz (1985-1995)

Mais um kicker latino na lista, Reveiz conseguiu bastante sucesso na liga, com uma carreira de 11 temporadas e passagens por Dolphins, Chargers e Vikings. Reveiz nasceu em Bogotá, mas se mudou para Miami juntamente com sua família aos 11 anos de idade. Jogou futebol universitário em Tennessee e conquistou uma seleção ao Pro Bowl em 1994.

CUBA

FB Lou Molinet (1927)

Cuba tem bastante tradição nos esportes americanos quando se trata de baseball, esporte altamente popular em todo o Caribe e diversos jogadores já abandonaram a ilha para tentar a sorte em terras americanas. Alguns poucos desses atletas já se aventuraram na NFL, sendo o primeiro deles Lou Molinet. O FB é considerado na verdade o primeiro atleta latino a jogar na NFL, pelo finado Frankford Yellow Jackets na longínqua temporada de 1927. Apesar de seu papel como jogador ter sido modesto, ele abriu as portas para que diversos outros jogadores tivessem chance no futebol americano profissional.

OT Luis Sharpe (1982-1994)

luis_sharpe_1983_10_30

Jogador cubano de maior sucesso na NFL, Sharpe fez faculdade em UCLA e jogou a carreira inteira no Cardinals, inclusive participando da mudança da equipe de St. Louis para Phoenix. O linha ofensiva foi seleção de primeira rodada no draft de 1982 e teve três seleções ao Pro Bowl em 13 anos de carreira.

LB Ralph Ortega (1975-1980)

Ortega nasceu em Havana, mas ainda na infância se mudou com a familia para os EUA. Jogou college football pela Universidade da Flórida onde conseguiu destaque e foi selecionado na segunda rodada do draft de 1975 pelo Atlanta Falcons. Teve uma carreira regular na liga e ainda passou pelo Miami Dolphins antes de se aposentar em 1980.

EL SALVADOR

K José Cortéz (1999-2005)

Cortéz foi criado nos EUA mas nasceu em El Salvador e colocou o país latino americano no mapa da NFL quando assinou como UFA com o Browns em 1999. Rodou bastante atrás de emprego e antes de se aposentar em 2005 passou por Chargers, Giants, 49ers, Redskins, Vikings, Cowboys, Eagles e Colts.

GUATEMALA

LB Ted Hendricks (1969-1983)

7-ted-hendricks-lb_pg_600

Um dos melhores LBs da história, membro do HOF da NFL e do College Football e quatro vezes campeão do Super Bowl, Ted Hendricks nasceu na Guatemala em 1947, filho de uma mulher local e de um americano que lá estava a trabalho. Foi criado na Florida antes de fazer história na Universidade de Miami e por Colts e Raiders na NFL.

HONDURAS

RBs Ebert Van Buren (1951-1953) e Steve Van Buren (1944-1951)

082412-400-buren

Os hondurenhos podem se orgulhar de terem sido representados pelos irmãos Van Buren na NFL. Ebert e Steve foram enviados aos EUA após ficarem orfãos e ambos jogaram em LSU antes de representarem o Eagles na NFL. Ebert não teve tanto sucesso, mas Steve é membro do Hall da Fama e tem sua camisa 15 aposentada na franquia de Philadelphia. Steve foi duas vezes campeão da NFL com o Eagles e é considerado um dos melhores RBs da história.

MÉXICO

O México, pela proximidade geográfica, é o país latino com maior afinidade cultural com os EUA. Por isso o futebol americano por lá é bem mais conhecido que no resto do continente e muitos jogadores mexicanos já passaram pela NFL. Os atletas de maior destaque do México no futebol americano foram:

K Raúl Alegre (1983-1991)

Alegre jogagava futebol no México, e após fazer intercâmbio nos EUA descobriu sua vocação para kicker. Fez faculdade em Texas e assinou com o Baltimore Colts em 1983. Jogou pelo Giants, onde foi duas vezes campeão do Super Bowl  (XXI, XXV), e encerrou a carreira no Jets em 1991.

WR Tom Fears (1948-1956)

4-tom-fears-wr_pg_600

Natural de Guadalajara, Fears se mudou para os EUA aos seis anos de idade. Tom Fears é um dos maiores WRs da história, sendo membro dos Halls da Fama da NFL e do College Football. Fears fez carreira em UCLA antes de jogar profissionalmente pelo Los Angeles Rams, onde foi campeão da NFL em 1951. Após encerrar a carreira como jogador foi membro das comissões técnicas de Packers, Rams, Falcons, Saints e Eagles.

K Efren Herrera (1974-1983)

Harrera se mudou com a família de Guadalajara para os EUA com a idade de 15 anos. Após praticar futebol no ensino médio ele descobriu seu talento para o esporte americano e conseguiu uma bolsa em UCLA como kicker. Começou sua carreira na NFL com o Dallas Cowboys, onde foi campeão do Super Bowl XII. Passou ainda por Seahawks, Bills e Raiders.

PANAMÁ

LB Leo Barker (1984-1991)

Barker foi o primeiro panamenho a jogar na NFL, defendendo as cores do Bengals entre 1984 e 1991. Ele foi um jogador importante para a defesa da equipe em 1989, quando o time venceu a AFC e chegou ao Super Bowl XXIII.

PARAGUAI

K Benny Ricardo (1976-1984)

O Paraguai também já teve um representante na NFL, e ele também era um kicker. Benito Ricardo nasceu em Assunção em 1954 e jogou profissionalmente por Bills, Lions, Saints, Vikings e Chargers. Atualmente ele comenta jogos em espanhol e inglês e já trabalhou nas principais emissoras americanas, incluindo ESPN, Fox, CBS e NBC.

Compartilhe

Comments are closed.