quarta-feira, 19 de junho de 2019

Compartilhe

Com os Training Camps cada vez mais próximos, uma das histórias mais legais de se acompanhar será o desenvolvimentos dos Quarterbacks draftados em 2018. Indo mais precisamente nos 5 da primeira rodada, eles se concentram em apenas 2 divisões agora, AFC Leste e a AFC Norte. O analisado de hoje será Baker Mayfield, que teve um bom primeiro ano, mas tem questões a se trabalhar para 2019. Aqui, nos vamos analisar e tentar entender quais os desafios e perspectivas dele nessa nova temporada. Posteriormente, Lamar Jackson, Josh Rosen, Josh Allen e Sam Darnold.

Baker Mayfield foi disparado o calouro com o melhor desempenho da posição em 2018, suprindo finalmente a carência da posição na franquia. Mayfield com todo o seu talento e personalidade é exatamente o cara que o Browns estava procurando. Apontado por muitos com uma característica negativa no fato de falar o que pensa, muitas vezes sem filtro, o trash talk e a vontade de vencer a qualquer custo dele tornaram o sempre bagunçado time de Cleveland em uma franquia prestes a explodir. Não a toa está se criando todo o hype pra cima do desempenho deles em 2019. Não somente por todo um elenco forte sendo construído, mas também pela empolgação e potencial que seu QB apresenta.

Leia Mais: Matthew Stafford atuou em 2018 com fraturas nas costas

Leia Também: Saints Renova Mais Uma Vez o Contrato de Cameron Jordan

Em 2018 foram 3.725 jardas, 27 TDs e 14 INTs em 14 jogos. Também teve uma nota de 84,5 pela PFF, se colocando como o #8 melhor QB da temporada. Conseguiu construir um bom entrosamento com Jarvis Landry, David Njoku e Antonio Callaway, criando uma boa base de talentos jovens. E mesmo assim, a tendência para 2019 é de uma melhora ainda maior. Chegaram reforços, e como principal deles, uma super estrela em Odell Beckham. O camisa 13 poderá ser uma ameaça em profundidade ainda maior para a equipe e poderá também criar muito com a bola nas mãos em rotas curtas. Ajuda que certamente será muito bem vinda a Mayfield, uma vez que ele adora lançar bolas longas e tem precisão suficiente para coloca-la em janelas curtas para bons ganhos do seu recebedor. Na linha ofensiva, a perda Kevin Zeitler, envolvido na troca de Odell, mas que o staff espera que Austin Corbett, escolha de segunda rodada do ano passado, de conta de suprir essa ausência. E por fim, o desenvolvimento de Nick Chubb, RB também de segunda rodada do ano passado e que promete formar uma dupla por muitos anos com Baker.

Projetando um pouco seu desempenho, seu maior desafio será diminuir o número de interceptações. Com 14 em 14 jogos, essa média de uma por partida ainda é alta para um jogador que tem potencial de brigar por MVP, mesmo tão cedo. Com o desenvolvimento do seu grupo de recebedores jovens, aprendizado ainda maior do esquema do seu HC, Fred Kitchens, e desenvolvimento como QB em geral dentro da Liga, as expectativas estão lá no alto para Mayfield e o Browns como um todo. Há quem já fale em Super Bowl para essa equipe, eu prefiro me manter com os pés no chão. Espero uma classificação tranquila para os playoffs e chegando lá, vencendo pelo menos um jogo. Só ai já classificaria a temporada como um sucesso absoluto. Baker Mayfield é o motivo de tanta esperança em Cleveland, e cabe a ele conduzir esse time a voos cada vez maiores. O potencial está ai, resta saber se ele será capitalizado como deve.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui

Compartilhe

Comments are closed.