quarta-feira, 3 de julho de 2019

Compartilhe

Dando prosseguimento a série que começamos a algumas semanas falando sobre os QBs que entrarão em seu segundo ano, hoje é a vez de Josh Allen. Quarterback do Buffalo Bills, o camisa 17 talvez tenha sido o jogador que menos gerava simpatia aos analistas em geral em seu período de Draft. Por outro lado, era amado por uma outra parcela que se apaixonou por seus atributos físicos. Josh Allen é o que podemos chamar de o protótipo físico da posição, no entanto, era reconhecidamente deficitário em alguns aspectos mentais. Sua primeira temporada no Bills, no entanto, surpreendeu. Após fazer um training camp criticado por analistas, e uma pré temporada bastante abaixo, seu desempenho durante a temporada regular surpreendeu muitos de seus críticos. Mesmo ainda longe do ideal, foi notória a sua evolução ao longo das semanas, e a expectativa da torcida é que ela só aumente em 2019.

Jogando em um ataque muito escasso de playmakers, a falta de talento ao redor de Allen era um problema notório para todos que o assistiam. Dono de um canhão no braço, poucas vezes tivemos a oportunidade de vê-lo utilizando por falta de recebedores que queimassem as defesas adversárias. Em alguns casos, até conseguiam a separação e o passe saia, no entanto, era dropado. Mesmo assim, Allen continuou jogando e dando o seu máximo. Quando não dava com o braço, movia as correntes com suas próprias pernas. Foi um dos melhores QBs da NFL no ano passando correndo com a bola, e somado ao fato de jogar com uma linha ofensiva porosa, acabou se lesionando e perdendo alguns jogos. Percebendo esse problema, a prioridade da offseason da equipe foi cerca-lo de talento para que ele possa melhorar seu desempenho e dar um verdadeiro salto de qualidade.

Leia Mais: De olho nos QBs segundanistas: Baker Mayfield

Leia Mais: De olho nos QBs segundanistas: Lamar Jackson

Em 2018 foram 2.074 jardas, 10 TDs e 12 INTs em 11 jogos como titular. Correndo com a bola foram 89 tentativas para 631 jardas, com uma média de 7,1 jardas por corrida e 8 TDs. Também teve uma nota de 65,3 pela PFF, se colocando como #27 melhor QB da temporada. Números que, devido as circunstancias, podem ser elogiados. Seu único recebedor de confiança foi Zay Jones, apesar do também bom desempenho de Robert Foster. No entanto, para 2019, a expectativa é grande devido ao número de reforços da equipe.

Para tentar concertar a linha ofensiva, o Center Mitch Morse chega para ser o cérebro da unidade. Ty Nsekhe vem para ser um coringa na posição de Tackle, podendo atuar em ambos os lados. Pelo Draft, Cody Ford, que pode jogar tanto como Guard, como também de Tackle, veio para fechar a unidade, transformando um dos pontos fracos da equipe em 2018, em forças de 2019. Com relação as armas, Allen viu a chegada de John Brown, para poder esticar o campo com sua força no braço, e Cole Beasley, para ser seu melhor amigo no slot. Dawson Knox chega como um projeto de TE para também ajuda-lo no meio do campo. Isso tudo somado a um sprint final da carreira dos RBs Lesean McCoy, e o recém-chegado Frank Gore, com a juventude do draftado, Devin Singletary, a expectativa é que o ataque do Bills se transforme da água pro vinho nessa próxima temporada.

No entanto, para os planos do Bills darem certo, tudo passará pela evolução de Josh Allen. Desenvolvendo seu potencial físico, para uma mente também centrada, e principalmente, melhorando na tomada de decisões, a franquia tem tudo para tentar uma corrida pelos playoffs novamente. Se ganhar a divisão parece improvável agora, uma #6 vaga de wild card é completamente possível para a equipe que já conseguiu isso a dois anos atrás. Ancorado em uma das melhores defesas da Liga, Josh Allen precisará ter tranquilidade para trabalhar e, se conseguir atingir pelo menos o início do que se espera dele, uma das torcidas mais divertidas da Liga terá muito o que comemorar em dezembro.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.