terça-feira, 26 de maio de 2020

Compartilhe

“Ataques ganham jogos, defesas ganham campeonatos”. Se você acompanha esportes americanos, provavelmente já escutou este clichê centenas de vezes. Phil Jackson, ex-treinador do Chicago Bulls, é um dos defensores da tese. Na NFL, esta frase foi colocada em prática diversas vezes. Quem não se lembra do Denver Broncos de 2015? Ou então do Pittsburgh Steelers de Troy Polamalu, James Harrison e cia em 2008? Joe Flacco teria um Super Bowl na conta sem Ray Lewis, Ed Reed, Haloti Ngata e Terrell Suggs?

Na AFC, se alguém quiser desbancar o atual campeão, Kansas City Chiefs, vai precisar de um sistema defensivo parecido com os citados acima. Listamos 4 equipes que tiveram um 2019 produtivo, se reforçaram na offseason e podem carregar a franquia rumo a Tampa em fevereiro de 2021. Isso, claro, se já tivermos vencido a batalha contra o novo coronavírus.

Leia Mais: Free Agents que podem contribuir muito para seu time – Linha Defensiva

Leia Também: Os 5 Melhores jogadores da NFL que ainda não venceram o Super Bowl

1. Pittsburgh Steelers

É difícil encontrar uma defesa melhor que a do Steelers neste momento. Sem Big Ben em 14 jogos, a unidade conseguiu carregar o time nas costas e ameaçar uma vaga aos playoffs. Equipe liderou a liga em sacks (54), fumbles recuperados (18), segunda em fumbles forçados (22), segunda em interceptações (20) e quarta em pontos cedidos por jogo (17.8). Vale lembrar que Stephon Tuitt perdeu boa parte da temporada. Adicionando-o ao grupo formado por Cameron Heyward, T.J. Watt, Bud Dupree, Devin Bush e Vince Williams, o front seven é um dos melhores da liga. Alex Highsmith, que somou 15 sacks na Universidade da Carolina do Norte de Charlotte em 2019, foi recrutado para compor ao elenco.

E se era uma fragilidade até 2018, a secundária já não é mais um grande problema. Minkah Fitzpatrick caiu como uma luva no esquema de Mike Tomlin e ajudou a evoluir jogadores como Terrell Edmunds. O safety Antoine Brooks é mais um adquirido no draft que pode ajudar. Nas extremidades, Joe Haden voltou a produzir como quando jogava em Cleveland. Justin Layne, Steven Nelson e Mike Hilton são outros jogadores, com características bem diferentes, que incrementam ainda o corpo de CBs.

2. Baltimore Ravens

Não pense que o grande rival do Steelers fica muito atrás. Terceira melhor defesa em pontos cedidos (16.9) na temporada passada, Ravens endereçou todas as carências que tinham na unidade. Para a linha defensiva chegaram Calais Campbell e Derek Wolfe. Patrick Queen, escolhido na primeira rodada do Draft, e Justin Madubuike, selecionado da terceira rodada, vão agregar o front seven da equipe. Vale lembrar que a franchise tag em Matthew Judon, que teve 9,5 sacks em 2019, também tem de ser comemorada.

O segundo nível da defesa do Ravens já tinha sido fortalecido no ano passado. O astro Earl Thomas chegou no começo da temporada e teve jogos produtivos. Marcus Peters foi trocado com Los Angeles Rams e somou 5 interceptações, liderando a equipe no quesito. Ao lado de Marlon Humphrey, formam uma das melhores duplas de CBs da liga. 

3. Buffalo Bills

Outra defesa que impressionou na temporada passada. Só cedeu mais pontos que o New England Patriots (14.8) e foi dominante nas trincheiras. Shaq Lawson foi parar no rival Miami Dolphins e Jordan Phillips vai jogar no deserto do Arizona. A.J. Epenesa chega da Universidade de Iowa para suprir uma lacuna. O ex-jogador do Carolina Panthers, Mario Addison, que teve 39 sacks nas últimas quatro temporadas, também chega para ajudar. Com outros nomes de peso, como Ed Oliver e Tremaine Edmunds, as linhas de frente estão bem protegidas em Buffalo.

Assim como Ravens, o Bills também conta com uma das melhores secundárias da liga. Nas extremidades, Tre`Davious White e Levi Wallace são excelentes na cobertura de rotas e contribuem com interceptações. Os safeties Micah Hyde e Jordan Poyer também são eficientes no fundo do campo. 

4. Indianapolis Colts

Sei que a torcida do New England Patriots vai pegar no meu pé. Depois de ter a melhor defesa em 2019 para muitos, difícil seria apostar contra os comandados de Bill Belichick. E a torcida tem certa razão por não concordar. As perdas de Kyle Van Noy, Jamie Collins e Danny Shelton, no entanto, preocupam. Constantes renovações no setor costumam dar certo em Foxborough, mas é preciso tempo. E por isso a defesa de Frank Reich pode ser mais produtiva nesta temporada.

SANTA CLARA, CALIFORNIA – OCTOBER 07: Quarterback Baker Mayfield #6 of the Cleveland Browns fumbles as he is pursued by DeForest Buckner #99 of the San Francisco 49ers at Levi’s Stadium on October 07, 2019 in Santa Clara, California. (Photo by Ezra Shaw/Getty Images)

A chegada de DeForest Buckner eleva a linha defensiva a outro patamar. Ao lado de Justin Houston, deixa qualquer ataque em pânico. O corpo de linebackers, liderados por Darius Leonard, também está entre as melhores da liga. Para completar, a secundária ganhou o reforço de Xavier Rhodes, que teve seus problemas em Minnesota no último ano, mas é um dos bons CBs da NFL. Forma uma dupla sólida com o agora segundo anista Rock Ya-Sin. O safety Malik Hooker, quando saudável, pode ajudar. Mas para reforçar o último nível da defesa, Colts foi atrás de Julian Blackmon na terceira rodada do draft. O calouro da universidade de Utah provou ser muito instintivo no College.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

 

Compartilhe

Comments are closed.