segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Compartilhe

Running back Tevin Coleman foi um dos destaques da partida ao anotar 4 TDs.

Tivemos mais um domingo eletrizante de NFL, com grandes jogos e exibições marcantes. É a hora então de conferir os principais destaques e decepções da semana 08, com exceção, evidentemente, do Monday Night Football, que acontece logo mais, com o duelo entre Miami Dolphins e Pittsburgh Steelers no Heinz Field.

San Francisco 49ers convence de vez com atuação arrasadora

Apesar de já contar com o favoritismo por atuar em casa e vir com campanha perfeita, não dava para imaginar que a equipe de San Francisco conseguiria anotar os incríveis 51 pontos feitos diante da forte defesa do Carolina Panthers. Com uma atuação dessa magnitude e o nível de performance apresentado por sua defesa, assim como o entendimento e controle de jogo mostrado pelo ataque, não tem como mais ninguém duvidar do 49ers e que o time briga pelo topo da conferência nacional.

Leia Mais: Rastreando Draftados – Estreia arrasadora de Jeffery Simmons

Leia Também: O Browns é uma decepção em 2019, mas ainda é possível acreditar em Cleveland?

Foram mais de 230 jardas terrestres conquistadas pelo ataque de Kyle Shanahan, que segue mostrando muita criatividade em seus conceitos e chamadas, explorando as melhores valências de cada um de seus Halfbacks e tirando o peso de Jimmy Garoppolo, que mesmo não sendo brilhante, vem mostrando um bom entendimento e gerenciamento de jogo com efetividade. A estreia de Emmanuel Sanders já mostrou que ele deve ser o WR mais confiável e acionado do elenco, ajuda mais do que necessária no jogo aéreo que tanto vinha dependendo de George Kittle.

Do outro lado da bola foi um espetáculo à parte, a defesa de San Francisco expôs Kyle Allen pela primeira vez, com o jovem quarterback lançando não somente sua primeira interceptação da carreira, mas logo em seguida a segunda e a terceira. A vida foi muito difícil para o QB do Panthers que foi sackado 7 vezes e viu um Nick Bosa absolutamente imparável assombrá-lo o jogo inteiro e se valer da irregularidade da linha ofensiva de Carolina, que nessa semana não conseguiu ir bem. Bosa já desponta como o principal candidato ao prêmio de calouro defensivo do ano e mantendo esse nível de atuação e evolução, pode até brigar pelo prêmio de jogador defensivo do ano, ainda mais atuando numa unidade que está voando e tem o ajudado a potencializar suas qualidades.

Pelo lado de Carolina é uma derrota dolorida pelo tamanho, mas que não dá para tratar como anormal. Christian McCaffrey produziu como de costume, mas não foi o suficiente pelo modo como o jogo se desenhou e pelas oportunidades desperdiçadas em momentos cruciais. Ron Rivera foi muito mal e isso não é exatamente uma novidade para o torcedor e quem acompanha o time de perto. O jogo ao menos deve ter servido para findar a narrativa fantasiosa de que Kyle Allen deveria ser o QB titular do time de vez. Cam Newton totalmente recuperado e saudável é o “dono do time” e faz muita diferença, não existe muita controvérsia quanto a isso.

Em jogo duro, melhor para quem contou com seu QB brilhante

O embate entre Patrick Mahomes e Aaron Rodgers infelizmente não aconteceu e justamente aí reside uma das principais diferenças do que foi o jogo. O Packers pode contar com toda a genialidade de seu quarterback em momentos decisivos para garantir mais uma vitória e seguir líder de sua dura e disputada divisão. Matt Moore foi muito bem e teve um excelente jogo, mas há momentos numa partida em que a genialidade faz toda a diferença e ela só esteve presente em um dos lados no último Sunday Nigth Football.

De fato, difícil imaginar que com Mahomes em campo Andy Reid não tivesse arriscado a conversão de quarta descida derradeira no final do jogo, onde o time preferiu chutar o punt para tentar ter a bola novamente depois, mas jamais conseguiu, com a boa campanha final de Green Bay. Todavia, os méritos de Reid são muito grandes no jogo, mostrando que graças ao seu sistema e plano de jogo, conseguiu deixar Moore confortável e produzindo de maneira efetiva para o ataque do Chiefs. O ataque terrestre mais uma vez não emplacou e isso não deixa de ser sempre um problema, mas o time se manteve no jogo e teve chances até o fim, mesmo diante de um forte adversário. Parte desse mérito deve ser dividido com a defesa, que realmente tem evoluído e pode vir a ser um fator diferencial na metade final da temporada, já que vinha preocupando demais com atuações muito abaixo da média.

Merece muito destaque também a excepcional atuação do RB Aaron Jones, que com apenas 20 toques na bola produziu mais de 220 jardas de scrimmage, mostrando que também é um playmaker e fator fundamental no ataque do Packers. Já Aaron Rodgers está pegando fogo e atuando como legítimo MVP, entrando num modo que já vimos em inúmeras oportunidades. Porém, isso acontece num momento em que tudo caminhava contra, já que o time permanece sem contar com Davante Adams, principal alvo de Rodgers e um dos melhores WRs de toda a NFL e tinha dificuldades em produzir ofensivamente com o novo esquema ofensivo do Head Coach Matt LaFleur. Com uma defesa fortíssima e que sempre mostra um faro gigante para roubar bolas, olho vivo no time de Green Bay, que mesmo com uma tabela complicada, permanece como uma das melhores campanhas e times da NFL, mostrando nítida evolução e ainda com espaço para crescimento.

Drew Brees retorna bem e comanda tranquila vitória

No retorno de Drew Brees diante do Arizona Cardinals parecia que o jogador nem tinha se ausentado do time por várias semanas e sofrido lesão. Com muita naturalidade e jogando bem, o quarterback retomou seu devido posto e soltou o braço na vitória do time, que apesar de não contar com Alvin Kamara mais uma vez, teve um Latavius Murray inspirado novamente, conseguindo produzir não somente em jardas terrestres, mas sendo também um fator no jogo aéreo, finalizando a partida com mais de 150 jardas de scrimmage.

Muito sólido defensivamente, o time de New Orleans não sofreu touchdowns e trouxe muitas dificuldades para o novato Kyler Murray que não conseguiu se sobressair e apresentou mais uma vez muitas dificuldades na red zone. Com a sequência de vitórias interrompidas, o Cardinals se prepara agora para mais um grande desafio ao enfrentar o 49ers no próximo Thursday Night Football. O time não contará com o RB Chase Edmonds que vinha se destacando nas últimas semanas substituindo David Johnson, mas que também se machucou no jogo. Tal fato foi o que desencadeou inclusive na negociação da equipe para adquirir o RB Kenyan Drake do Miami Dolphins.

O Saints agora vai para a sua semana de descanso se mostrando um dos times mais difíceis de ser batido de toda a liga e que deve vencer sem tantas dificuldades a sua divisão, mirando inclusive, o posto de principal campanha na Conferência Nacional. Com tempo para recuperar Kamara, o retorno de Brees e uma defesa que vai voando na temporada, as perspectivas são as melhores possíveis.

Outros Destaque e Decepções

  • Mais um dia comum em New England. O Patriots segue com sua campanha perfeita após vencer o Browns com mais uma bela atuação de sua defesa, roubando bolas, marcando pontos e sendo o grande fator de desequilíbrio do time na temporada.
  • O carma do Chicago Bears. No confronto entre times que vêm decepcionando na temporada, melhor para o Chargers, que mesmo fora de casa, conseguiu a vitória sobre Chicago, que ainda teve a chance de ganhar o jogo, mas viu o kicker Eddy Pineiro desperdiçar um field goal de 41 jardas no lance final da partida.
  • QB trocado e problema resolvido para o Tennessee Titans. O time conquistou sua segunda vitória consecutiva ao ter Ryan Tannehill como titular, dessa vez sobre o Tampa Bay Buccaneers. A eficiência e regularidade apresentada por Tannehill superam e muito aquilo que Mariota entregava, melhorando demais o ataque do time.
  • Mais uma vitória e uma belíssima atuação de Gardner Minshew com o Jaguars. O QB calouro já é uma das melhores histórias da temporada 2019 e caminha forte para o prêmio de calouro ofensivo do ano. O retorno de Nick Foles a condição de titular do time é cada mais incerto.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

 

Compartilhe

Comments are closed.