segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Compartilhe

Passada a segunda semana, algumas coisas começam a ficar mais claras e tendências sobre nível de atuação e disputa das equipes vão sendo construídas para o decorrer da temporada 2019. Dessa forma, dando ênfase aos principais acontecimentos, vamos aos destaques e decepções da segunda rodada. Lembrando sempre que, antes do fechamento com o Monday Night Football, que trará hoje o embate do New York Jets, sem Sam Darnold, contra o Cleveland Browns em busca de recuperação.

A defesa do Packers é de verdade

O início do jogo entre Packers e Vikings deu a sensação de que seria um atropelamento do time de Green Bay, que logo no início do segundo quarto, com extrema facilidade, abriu vantagem de 21 a 0 no placar. Contudo, o que se viu daí para frente foi completamente diferente do início da partida e o equilíbrio, que era a tônica entoada antes do jogo, realmente se fez presente, com a defesa do Vikings elevando eu nível e o ataque do Packers passando a ter muitas dificuldades.

Leia Mais: Revista Guia da NFL 2019

Leia Também: Destaques e Decepções: Da hype a realidade apenas na 1ª semana

A franquia de Wisconsin não conseguiu anotar mais nenhum ponto durante o restante inteiro do jogo, com seu ataque voltando a apresentar a mesma inoperância da semana 1, com muitos erros de execução e formações questionáveis. Dessa maneira, a equipe de Minnesota cresceu na partida e encostou no marcador, fazendo 16 pontos seguidos e trazendo a diferença para apenas uma posse de bola. Foi justamente nesse momento que a defesa de Green Bay subiu o muro e elevou ainda mais seu nível de atuação, que já era muito bom, conseguindo segurar o ataque do Vikings e garantir a vitória.

Kirk Cousins sofreu demais o jogo inteiro, com pressão quase que o tempo todo (foram 28 pressões totais da defesa), levando pancadas e tendo muita dificuldade para fazer as conexões aéreas. Nem mesmo o grande desempenho de Dalvin Cook, que teve a melhor marca de sua carreira com 154 jardas, foi o suficiente para desafogar a pressão do quarterback, que teve muitos problemas ao ter que lançar a bola. Foram duas interceptações, sendo uma já na reta final da partida e dentro da end zone. O coordenador de defesa Mike Pettine mostra já nas duas primeiras semanas que, de fato, sua unidade vem para fazer um ano especial e ser fator de desequilíbrios para o Green Bay Packers, que se acostumou ao longo dos últimos anos em ter que apoiar-se em seu ataque para vencer partidas, parece que essa ordem está finalmente se invertendo. As adições de Za’Darius e Preston Smith, juntamente com Adrian Amos na free agency e Darnell Savage via Draft, juntando-se a Kenny Clark, Jaire Alexander e Blake Martinez, têm dado ao time uma solidez defensiva excelente.

Infelicidade de Drew Brees!

Aquele que deveria ser o grande jogo da rodada acabou tendo o seu equilíbrio e competitividade brutalmente atingido com a lesão de Drew Brees logo no início da partida. O quarterback teve de deixar o campo ainda no primeiro quarto, após chocar sua mão direita em Aaron Donald, enquanto fazia um lançamento, dando lugar a Teddy Bridgewater que atuou durante o restante de todo o jogo. A defesa do Saints até conseguiu segurar o ataque do Rams durante boa parte do embate, mas a falta de produção no ataque foi fator diferencial para a derrocada do time, que sofreu um 21 a 6 somente após o intervalo do jogo.

Pelo lado do Rams, a maior utilização de Todd Gurley é um certo alívio, embora sua condição ainda esteja visivelmente distante da ideal e que todos se acostumaram a ver. Deve ainda ser ressaltado como Cooper Kupp faz a diferença para o ataque e é uma peça chave dentro do esquema e das chamadas do treinador Sean McVay.

Quanto a lesão de Brees, o pior foi confirmado hoje pela manhã, com a informação de que o jogador rompeu ligamento em seu dedo polegar direito, necessitando assim de cirurgia. O prazo de recuperação é incerto e depende do procedimento, porém estima-se que deve levar pelo menos seis semanas, o que pode levar o time a colocá-lo na IR, algo a ser observado ainda. De toda forma, Teddy Bridgewater será o titular e o treinador Sean Payton, junto com o front office da equipe acreditam que o QB pode mantê-los vivos na disputa pela divisão enquanto Drew Brees se recupera. É o mínimo que se espera daquele que é o QB backup mais bem pago da NFL, Bridgewater precisará mostrar serviço e jogar muito mais do que o que apresentou ontem.

Demonstração de força do Detroit Lions

Após deixar a vitória escapar na primeira semana, permitindo uma reação improvável do Arizona Cardinals e sair de campo com o empate, a equipe de Detroit surpreendeu mais uma vez, porém positivamente nessa ocasião, ao bater em seus domínios o forte time do Los Angeles Charges. Num jogo onde as defesas acabaram se sobressaindo aos ataques, principalmente na parte final do campo, pesaram os turnovers sofridos pelo Charges na red zone, com Austin Ekeler sofrendo fumble na linha de goal e Phillip Rivers lançando interceptação.

A defesa do Lions não permitiu pontos ao time de Los Angeles durante todo o segundo tempo e esse foi o ponto fundamental para manter a equipe no jogo, mesmo quando o ataque não estava bem, dando oportunidade a Matthew Stafford de conduzir mais uma campanha vitoriosa para virada no último quarto. Continua sendo difícil estabelecer prognósticos para a franquia de Detroit, mas essa é uma vitória que traz muita motivação para uma sequência de tabela difícil até sua semana de descanso, enfrentando Eagles e Chiefs, assim como demonstra para todos os adversários da NFC North e da Conferência Nacional como um todo, que o time pode incomodar e disputar sim uma vaga para os Playoffs.

Derrota dolorida em Pittsburgh

Naquela que certamente foi uma das melhores partidas do domingo, o Steelers foi derrotado no Heinz Field pelo Seattle Seahakws. Mais até do que a própria derrota e o fato do time iniciar a temporada com 0-2, pesa e muito a perda de seu quarterback, grande ídolo e líder Ben Roethlisberger pelo restante da temporada, por conta de uma lesão sofrida no cotovelo durante a partida. Embora seja uma situação extremamente complicada, nem tudo está perdido no ano, já que o QB backup e agora titular Mason Rudolph mostrou que pode substituiu de maneira decente BigBen, jogando muito bem no restante do jogo e mantendo o Steelers com chances de vitória até o final, fato que certamente pesou para Seattle tomar a arriscada decisão de tentar a quarta descida que sacramentou sua vitória. O jovem QB era um bom prospecto saindo do College e agora terá a oportunidade de mostrar que evoluiu e aprendeu bem, permanecendo por trás do veterano quarterback até agora em Pittsburgh.

Para o Seahakws o resultado foi crucial para a disputa dentro da divisão com Los Angeles Rams e San Francisco 49ers, que também permanecem com campanha 2-0 e prometem formar uma briga ferrenha pelo topo da NFC West. As boas notícias da partida foram as atuações fundamentais do tight end Will Disly e do RB Rashaad Penny, mostrando que podem contribuir e nesse ano conseguirem se firmar como peças importantes desse ataque, que teve ainda o primeiro touchdown da carreira de D.K. Metcalf, que vai se firmando como o “segundo” recebedor da equipe e solidificando a sintonia com Russell Wilson.

Colts brigarão pelo topo de sua divisão

A excelente e importantíssima vitória de ontem, somada com a boa atuação da primeira semana, já permitem afirmar que o Indianapolis Colts se manterá firme brigando pelo título da AFC South, juntamente com o Houston Texans e o próprio Titans. É inegável e notório que o time é mais fraco sem Andrew Luck, mas se para boa parte da torcida e mídia isso ainda ecoa, os jogadores parecem focados em seguir em frente e estão desempenhando muito bem, apoiados nos esquemas já solidificados tanto de defesa quanto de ataque.

Jacoby Brissett, apesar dos naturais erros, teve mais uma partida segura e serena comandando o ataque, se aproveitando do ótimo momento do ataque terrestre que definitivamente deve ser a nova valência da equipe para a temporada 2019. Já o Titans não pode reclamar que não teve chances, a franquia de Nashville teve oportunidades de tomar as rédeas do placar no final, mas errou em momentos cruciais, pecando ainda na falta de regularidade de suas principais peças, além do time como um todo, que precisa encontrar esse caminho para se tornar um real postulante ao título da divisão.

Outros Destaque e Decepções

  • Cairo Santos teve o seu primeiro chute errado como kicker do Tennessee Titans. O brasileiro errou field goal de 45 jardas no último quarto da partida contra o Cols. Não foi um chute decisivo e que daria a vitória, mas ao final fez muita falta, visto que seu time perdeu por uma desvantagem de apenas 2 pontos.
  • O clima não está nada bom em Jacksonville, durante a partida contra o Houston Texans, ainda no primeiro quarto, uma discussão acalorada entre o CB Jalen Ramsey e o Head Coach Doug Marrone quase chega nas vias de fato, tudo, supostamente, por conta de uma jogada defendida pelo CB contra DeAndre Hopkins, que o treinador não desafiou.
  • Apesar de contarem com duas excelentes defesas, o duelo entre Denver Broncos e Chicago Bears ressaltou bem um confronto de times que devem sofrer muito durante a temporada por conta do desempenho fraco de seus QBs.
  • Muito interessando ver Josh Allen evoluindo e trabalhando bem no comando do ataque do Buffalo Bills. O jovem QB vem mostrando sintonia com seus novos recebedores, principalmente John Brown e Cole Beasley e se apoiando no jogo terrestre para ficar em situações mais favoráveis de jogo. Importante demais começar com 2-0.
  • O Sunday Night Football desse domingo foi bem emocionante, mas apresentou um nível técnico aquém do esperado. Os problemas com lesões foram determinantes para o Eagles nesse sentido, enquanto o Falcons continua com muita dificuldade de estabelecer seu jogo terrestre, algo que pesa demais para seu esquema e tipo de jogo.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui

 

 

Compartilhe

Comments are closed.