sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Compartilhe

Nós sabemos que os fãs de futebol americano não aguentam mais esperar e querem que a temporada regular volte logo. Pensando nisso, preparamos uma lista com os atletas candidatos a surpresas do ano; abaixo estarão alguns jogadores selecionados recentemente no Draft que ainda não vingaram como o esperado e também outros nomes que mostraram um bom nível de atuação em anos anteriores e estão, na nossa visão, prontos para explodir de vez na NFL. O OLB Jadeveon Clowney (Houston Texans), calouro que se lesionou ano passado, não estará na lista por não ter atuado em 2014, logo não existe um parâmetro para saber se ele será melhor ou pior em 2015 (mesmo achando que ele terá uma ótima temporada). Não se assuste ao se deparar com alguns nomes que você considera menos importante, essa lista também serve para te apresentar alguns atletas; veja quem são os dez nomes que podem explodir na NFL em 2015:

Teddy Bridgewater (Quarterback) – Minnesota Vikings

teddy-bridgewater-vikings-liga-dos-32

Considerado por alguns como o melhor QB calouro de 2014, Teddy Bridgewater não foi titular desde o início da temporada. Escolhido na 32ª escolha geral pelo Minnesota Vikings, ele teve que brigar com Matt Cassel pela vaga de titular, conseguiu o posto na semana 4 e se tornou absoluto. Participando de 13 jogos ano passado, o QB teve bons números para um novato; foram 402 tentativas de passe (64,4% completos) para 2919 jardas aéreas, 14 touchdowns e 12 interceptações. A grande diferença do ano passado para esse é que Bridgewater terá em seu time a volta do RB Adrian Peterson – vai oferecer perigo para a defesa adversário e fazer com que o QB tenha mais opções de jogada – e o WR Mike Wallace para ser o alvo em profundidade que faltava em Minnesota. Com os “velhos” conhecidos no elenco e as novas aquisições, o Vikings tem totais condições para beliscar uma vaga nos playoffs e Bridgewater pode, perfeitamente, chegar perto das 3500 jardas aéreas e 30 touchdowns lançados. Olho nele!

DeAndre Hopkins (Wide Receiver) – Houston Texans

deandre-hopkins-texans-liga-dos-32

Selecionado com a 27ª escolha geral no Draft de 2013, DeAndre Hopkins chegou para complementar o grupo de recebedores do Texans e ser o novo WR2 da franquia enquanto o ídolo Andre Johnson estivesse por lá. Em sua primeira temporada na NFL, um ano de adaptação, em 16 jogos, ele recebeu 52 passes (de Case Keenum e Matt Schaub) para 802 jardas e apenas 2 touchdowns. Ano passado, houve uma evolução bem notável; Johnson não estava 100% em algumas partidas, isso fez com que Hopkins passasse a receber mais bolas e ele não decepcionou nem um pouco; novamente titular em todas as partidas do ano, o WR teve 76 recepções para 1210 jardas e 6 touchdowns. Em 2015, Hopkins será o principal recebedor da equipe, que terá, possivelmente, o QB Ryan Mallet como titular, e pelo que mostrou ano passado (com sua velocidade, agilidade e força), ele está pronto para brilhar na liga profissional.

Khalil Mack (Linebacker) – Oakland Raiders

khalil-mack-raiders-liga-dos-32

No Draft de 2014, muita gente ficou ansiosa para saber qual time escolheria Khalil Mack, um dos atletas mais completos de todos os disponíveis; o Oakland Raiders selecionou o jogador com a 5ª escolha geral e, mesmo com ele atuando apenas um ano na liga profissional, a franquia já pode ficar feliz. Foram 76 tackles, 4 sacks, 3 passes desviados e um fumble forçado na temporada passada atuando como LB; além disso, ele mostrou muita força, capacidade de estar em todos os lugares do campo e se tornou um líder da defesa do Raiders. Nos primeiros treinos de 2015, Mack está sendo posicionado como DE para ser um verdadeiro Pass Rush e o que vem mostrando é bem animador; não resta nenhuma dúvida de que ele, daqui a pouco tempo, será um dos melhores em sua posição. Isso pode acontecer logo em 2015, vamos esperar para ver e confirmar.

Jarvis Landry (Wide Receiver) – Miami Dolphins

jarvis-landry-dolphins-liga-dos-32

Selecionado apenas na segunda rodada do Draft de 2014, Jarvis Landry foi um dos WRs calouros que tiveram um grande ano. Surpreendendo a todos, ele foi o líder da equipe em recepções, com 84, desbancando o antes badalado Mike Wallace e por pouco mais de 100 jardas não foi também o líder em jardas recebidas – teve 758. Mostrando um grande entrosamento com o QB Ryan Tannehill, o jovem fez com que o Dolphins se desfizesse de Wallace sem nenhum problema e vai assumir o posto de principal recebedor do time, mesmo com a chegada do calouro DeVante Parker, Kenny Stills (ex-Saints) e do TE Jordan Cameron (ex-Browns). Com a sua velocidade, capacidade para conseguir jardas após a recepção e facilidade para receber as bolas, Landry pode passar das 1000 jardas em 2015, conseguir pelo menos 8 touchdowns e se consolidar como alvo confiável em Miami.

Doug Martin (Running Back) – Tampa Bay Buccaneers

doug-martin-buccaneers-liga-dos-32

O “Muscle Hamster” foi selecionado pelo Tampa Bay Buccaneers com a 31ª escolha geral no Draft de 2012 e teve um ano de calouro sensacional: foi titular nos 16 jogos, correu 319 vezes para 1454 jardas, 11 touchdowns e ainda foi escolhido para o Pro Bowl daquele ano. Então por que Doug Martin está nessa lista? Depois do primeiro ano na NFL, o RB nunca mais foi o mesmo; em 2013 ele se machucou na semana 7, perdeu o resto da temporada regular e terminou com 456 jardas terrestres e só um touchdown. Ano passado, recuperado e pronto para repetir as atuações do ano de calouro, Martin decepcionou. Ele conviveu com lesões novamente, conseguiu atuar em 11 jogos, mas teve apenas 494 jardas terrestres e 2 touchdowns, número muito baixos para um titular; em 2015, a franquia de Tampa Bay vai dar a última oportunidade para o atleta mostrar que merece continuar por lá. Martin perdeu peso para ficar mais rápido e vai precisar explodir esse ano ou deverá procurar um novo time.

Derek Carr (Quarterback) – Oakland Raiders

derek-carr-raiders-liga-dos-32

Selecionado no início da segunda rodada pelo Raiders em 2014 para resolver de uma vez os problemas na posição de QB, Derek Carr mostrou muito potencial e muita técnica em sua temporada de calouro. Ele teve como principais alvos no ataque os WRs James Jones e Andre Holmes e ainda por cima não tinha um jogo terrestre tão eficiente, mesmo assim conseguiu números excelentes: foram 599 tentativas (número alto devido à falta de bons corredores) para 3270 jardas, 21 touchdowns e apenas 12 interceptações. Carr conseguiu isso tudo lançando para atletas sem muito destaque, mas esse ano ele terá Amari Cooper, um dos melhores WRs do Draft de 2015, e Michael Crabtree, um jogador experiente que será importante nas jogadas de ataque do Raiders; além disso, o jogo terrestre promete ser mais efetivo com Latavius Murray. Todas essas melhorias podem resultam num grande ano para o QB da franquia, um dos candidatos a explodir de vez em 2015.

Eric Reid (Free Safety) – San Francisco 49ers

eric-reid-49ers-liga-dos-32

O San Francisco 49ers teve uma Offseason terrível, todos sabemos; além das perdas no front seven, a franquia perdeu os CBs Chris Culliver e Perrish Cox, o que enfraqueceu bastante a secundária. Um dos poucos nomes que o 49ers tem para se orgulhar em sua defesa é o do FS Eric Reid, selecionado no Draft de 2013 com a 18ª escolha geral. Em sua temporada de calouro, o atleta conseguiu ser escolhido para o Pro Bowl do mesmo ano após somar 77 tackles – mostrou estar sempre perto do recebedor –, 11 passes desviados e 4 interceptações. Ano passado, formando ótima dupla ao lado do SS Antoine Bethea, o rendimento de Reid foi um pouco mais baixo (41 tackles, 7 passes desviados e 3 interceptações), mas ainda sim capaz de colocá-lo como uma das principais promessas da liga. Para 2015, mesmo com uma defesa bem enfraquecida ao seu redor, o FS pode surpreender e ter o grande ano da carreira, ficaremos de olho.

Ezekiel “Ziggy” Ansah (Defensive End) – Detroit Lions

ziggy-ansah-liga-dos-32

“Ziggy” Ansah, selecionado com a 5ª escolha geral no Draft de 2013, sempre teve a companhia de Ndamukong Suh e Nick Fairley na linha defensiva do Detroit Lions, isso o ajudou a somar um bom número de sacks nas últimas duas temporadas: 8 em 2013 e 7,5 em 2014, além dos 5 fumbles que ele conseguiu forçar nesses dois anos. Para essa temporada, ele não terá Suh nem Fairley para ajudá-lo na pressão ao QB, mas isso também quer dizer que Ansah vai precisar produzir muito mais para manter o alto nível de atuação da defesa do Lions. Sendo o principal nome da linha defensiva da franquia, o DE já mostrou suas qualidades à todos e tem tudo para ter um ano com pelo menos mais de 10 sacks. Passe a observar o jogador, você vai se surpreender.

Travis Kelce (Tight End) – Kansas City Chiefs

travis-kelce-chiefs-liga-dos-32

Selecionado apenas na terceira rodada do Draft de 2013, Travis Kelce não entrou em campo em sua temporada de calouro e, ano passado, parecia que ele seria apenas um TE para completar o elenco, mas não foi nada disso que aconteceu. Titular da posição ao longo do ano, Kelce terminou 2014 sendo o melhor recebedor do Kansas City Chiefs, fato difícil se tratando de um TE; juntando altura, força e velocidade, o atleta era o alvo favorito de Alex Smith nos passes curtos, quando conseguia mais jardas com as próprias pernas, e na end zone. Foram 67 recepções para 862 jardas e mais 6 touchdowns, fora isso o trabalho no bloqueio foi satisfatório, o que lhe fez ser considerado um dos melhores na posição em 2014. Para a temporada que se aproxima, Kelce está consolidado como TE principal e vai dividir as recepções com Jeremy Maclin, mesmo assim a expectativa em cima dele é alta e ele já mostrou ser capaz de correspondê-las.

Brandin Cooks (Wide Receiver) – New Orleans Saints

brandin-cooks-saints-liga-dos-32

O último nome da lista de jogadores prontos para explodir é o do WR Brandin Cooks, vencedor do prêmio de melhor WR da NCAA em 2013 e 20ª escolha geral no Draft de 2014. O jovem atleta vinha tendo um ótimo ano, mas uma lesão sofrida na semana 11, no momento que estava se consolidando como titular, fez com que sua temporada de calouro terminasse mais cedo do que o esperado; no total, foram 10 jogos, 53 recepções para 550 jardas e 3 touchdowns. Recuperado em 2015, Cooks agora não terá mais a companhia do TE Jimmy Graham e do WR Kenny Stills no ataque e, ao lado do WR Marques Colston, será um dos alvos preferidos de Drew Bress. Pelo que já mostrou no College e o pouco que fez na NFL, já dá para perceber que o atleta tem muito potencial, basta esperarmos para ver se ele será totalmente mostrado em 2015.

Compartilhe

Comments are closed.