terça-feira, 28 de maio de 2019

Compartilhe

Estamos naquela parte do ano em que o noticiário da NFL dá uma bela esfriada. Entre o fim do draft e o começo do training camp, que é lá pela metade de julho, nada de muito relevante acontece dentro de campo. Temos as OTAs, sim, mas convenhamos que ali o mais importante é que ninguém se machuque. Não serão meia dúzia de treinos sem pads que dirão se o time jogará bem ou não quando setembro chegar. Logo, fora algum factual esporádico (lesão, renovação de contrato, etc), não há muito o que falar sobre futebol americano, certo?

Bem, nem tanto. Essa é uma meia verdade apenas. Não apenas é possível ocupar nossas mentes com o esporte, mas também é uma época boa para fazermos de um jeito diferente do que faríamos quando a rotina da Liga nos prende mais a atenção. Confira algumas dicas valiosas:

Leia Mais: a NFL perde uma lenda e uma ótima pessoa em Bart Starr

Leia Também: o primeiro draft da NFL e a cicatriz do presidente

Jogar Madden NFL: o videogame é uma das mais famosas portas de entrada das pessoas para o universo do futebol americano. E mesmo pra quem já tem certa familiaridade, não deixa de ser uma ótima para se aprofundar na parte tática do jogo, conhecer mais jogadores do seu time favorito (e dos outros, por que não?) e cornetar aquele técnico de qualidade duvidosa depois que você levar aquele time que nunca chega nos playoffs (não disse qual) até a vitória no Super Bowl. Comprou o jogo mas não sabe por onde começar no videogame? Toda semana na Liga dos 32 temos textos sobre o Madden, só conferir aqui.

Ver jogos antigos: assistir jogos de outras épocas é fascinante por diversos motivos: reviver tempos gloriosos do seu time que não voltam mais, admirar como algumas lendas jogavam, analisar como o jogo mudou tecnicamente, taticamente e nas regras ao longo dos anos – se você observar algum jogo até o começo dos anos 80, repare como os recebedores SOFRIAM. Algum tempo atrás, a NFL disponibilizou uma grande leva de jogos históricos na íntegra em seu canal no YouTube, como esta partida histórica e esta outra aqui. Se perca nos vídeos relacionados e divirta-se.

Filmes: diante da imensa popularidade do futebol americano nos EUA, nada mais plausível que Hollywood explorar o esporte para ganhar uns milhões aqui e ali. Tem filmes para todos os gostos, desde o relativamente realista Draft Day (A Grande Escolha, em português), passando pelo dramático The Blind Side (Um Sonho Possível), que é baseado na história real do OL Michael Oher, até os clássicos com cachorros atletas da Sessão da Tarde. Pessoalmente, meus favoritos são We Are Marshall (Somos Marshall), que conta a reconstrução do time da Universidade de Marshall após um acidente aéreo que dizimou a equipe, e Invincible (Invencível), sobre a história de Vince Papale, o calouro mais velho da história da NFL que passou por uma trajetória pra lá de improvável até chegar no Philadelphia Eagles.

Indo para a linha dos documentários, a ESPN e a NFL Films também produzem obras espetaculares. O braço cinematográfico da NFL faz todo ano uma edição do America’s Game, que conta a história do time vencedor do Super Bowl. Já a ESPN tem vários títulos excelentes sobre futebol americano na série ’30 for 30′, como The Book of Manning, que conta a história esportiva da família Manning, e Elway to Marino, sobre a primeira rodada do lendário draft de 1983. O catálogo da NFL Films está disponível para quem assina o Game Pass, enquanto boa parte dos filmes da ESPN está disponível para os assinantes do canal no Watch ESPN.

Livros: a literatura sobre futebol americano também é muito extensa, embora ainda não haja fartura de material em nosso idioma. Take Your Eye Off The Ball (Tire os Olhos da Bola) é uma das obras mais fascinantes que eu já li em toda minha vida, sobre qualquer tema. É uma leitura que muda totalmente sua forma de enxergar o jogo… tirando os olhos da bola (não diga!). Este livro tem uma primeira versão traduzida em português, que está disponível em várias lojas. Há uma segunda versão, ainda melhor e mais atualizada, mas apenas em inglês. Há também algumas biografias excelentes. Para citar apenas duas, fico com Finding The Winning Edge, sobre Bill Walsh, e The Quarterback Whisperer: How to Build an Elite NFL Quarterback, sobre Bruce Arians.

Séries: estamos em 2019, e boa parte dos jovens de hoje em dia são mais apegados em seriados do que filmes ou livros. Também há muitas opções. Pegando uma ponte com o item sobre livros, Friday Night Lights é um livro que teve a sua história adaptada para a TV. A obra é centrada em um time de uma escola de ensino médio, e usa o futebol americano como pano de fundo para tratar várias questões relevantes sobre a sociedade como um todo. Temos também o fenomenal Last Chance U, da Netflix, que mostra a história real de jogadores que passaram por sérios problemas em sua vida tentando seguir suas carreiras em uma pequena Universidade. Cada temporada aborda pessoas diferentes. Após o seriado, algum deles conseguiria chegar na NFL (sem spoilers)?

Outros esportes: não parece, mas nem só de futebol americano vive o homem. Apenas nessa semana temos rolando as finais da NBA, NHL e da UEFA Champions League, além de Roland Garros. Fora a temporada da MLB pegando no tranco, Formula 1, Copa America, Liga das Nações de vôlei, etc, etc, etc. Não tem bola oval, mas também vale a pena.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.