quinta-feira, 8 de junho de 2017

Compartilhe

packers 1960

Na série “Dinastias” vamos contar a história de equipes que conseguiram dominar por um bom tempo uma liga tão equilibrada como a NFL. Começaremos pelo primeiro grande time que tivemos: o Green Bay Packers. Com cinco títulos em sete anos, o Packers dos anos 60 é o grande responsável pela franquia ser a maior vencedora de todos os tempos na NFL:

COMO FORAM AS TEMPORADAS?

O Packers foi um times vencedor desde que foi criado em 11 de agosto de 1919, sendo campeão nacional por três anos seguidos entre 1929 e 1931. Ainda levou para casa os títulos de 1936, 1939 e 1944. Isso tudo sob a batuta de Earl “Curly” Lambeau, que é o fundador da franquia e, por isso, dá nome ao estádio da equipe. Após a aposentadoria do treinador e fundador em 1949, o time de Green Bay entrou em queda livre. A gota d’água se deu em 1958 com o técnico Ray “Scooter” McLean conseguindo um recorde de 1 vitória e 11 derrotas, pior campanha da história do Packers. A terrível fase chegou ao fim com a chegada de Vince Lombardi em 1959. Ele foi contratado para ser o técnico e General Manager do Packers. Na sua primeira temporada, o técnico levou a franquia para uma campanha positiva de 7-5, um fato que não acontecia desde 1947. Com isso, ele foi premiado como “Coach of the Year” em sua temporada de estreia.

No ano seguinte, liderado pelo grande RB/QB/K Paul Hornung, o Packers melhorou a sua campanha e acabou chegando a final contra o Philadelphia Eagles. Na ocasião, o Eagles acabou vencendo o jogo por 17 a 13, frustrando todos em Green Bay. Depois dessa derrota, em um discurso forte e confiante, o técnico Vince Lombardi disse: “Isso nunca mais vai acontecer de novo”, e ele estava certo. Em 1961, agora mais forte e com o MVP da temporada Paul Hornung, a equipe fez uma campanha ainda melhor na temporada regular (11-3) e partiu como favorito para a final contra o New York Giants. O resultado foi uma verdadeira lavada por 37 a 0, mostrando toda a superioridade do Packers. Era o primeiro título desde a saída de Earl Lambeau, mostrando que a franquia estava pronta para voltar aos seus dias de glória.

packers 1960

A equipe de 1962 é considerada por muitos o melhor time já formado na história da NFL. Terminou com 13-1 na temporada regular, sendo derrotado apenas pelo Detroit Lions. O grande jogador da equipe e da temporada foi o FB Jim Taylor, fazendo jogos espetaculares correndo com a bola. A franquia acabou levantando o seu segundo troféu seguido, vencendo novamente o Giants, agora por 16 a 07. Depois de chegar à final por três vezes consecutivas, ninguém mais duvidava do Packers, a única questão era até quando continuariam vencendo.

Em 1963, mesmo fazendo grande temporada (11-2-1), o Packers acabou perdendo a vaga na final para o Chicago Bears. Em 1964, a temporada não foi tão boa, a pior desde o primeiro ano de Vince Lombardi por lá, a equipe terminou com campanha de 8-5-1 e não chegou perto da decisão do futebol americano daquele ano. Depois dessas duas temporadas sem chegar à grande decisão, os questionamentos apareciam, mas eles mostraram em campo que ninguém deveria duvidar daquele grande time. Com uma temporada de 10 vitórias, 3 derrotas e 1 empate, o Packers se mostrou novamente superior na final e bateu o Cleveland Browns do grande Jim Brown por 23 a 12. A franquia voltava ao topo e a equipe, que sempre manteve seus principais jogadores, somava seu terceiro título.

Na temporada seguinte, a equipe de Green Bay manteve o alto nível e fez a melhor temporada da NFL com um 12-2 e com o MVP da temporada, o QB Bart Starr. Já com a nomenclatura do jogo final mudando para Super Bowl, o Packers foi o primeiro vencedor, derrotando o Kansas City Chiefs por 35 a 10, com grande facilidade e Starr sendo eleito o MVP do Super Bowl. Pela segunda vez nos anos de 1960, o time vencia por duas vezes consecutivas, mostrando o grande domínio que tinha sobre os adversários da época.

No ano de 1967, os “cabeças de queijo” não tinham mais nada a provar, mas com um técnico e um time tão vitoriosos, ninguém podia duvidar de mais um título. Na final de conferência contra o Dallas Cowboys houve a partida que ficou conhecida como “Ice Bowl” – partida disputada sob um frio rigoroso chegando à -25ºC -, onde o Packers se classificou novamente para o Super Bowl. No jogo derradeiro, derrotou o Oakland Raiders por 33 a 14 e sagrou-se campeão pela quinta vez na década. O MVP da partida foi novamente Bart Starr, um dos maiores jogadores dessa equipe. No ano seguinte, Vince Lombardi parou de conciliar duas funções para se tornar apenas General Manager, deixando a função de técnico para Phil Bengtson. Em 1969, ele deixou a franquia e foi para o Washington Redskins, dando fim a uma grande dinastia.

JOGOS MARCANTES

Green Bay Packers 13 x 17 Philadelphia Eagles (Final de 1960)

Segunda temporada do técnico Vince Lombardi e a equipe já fazia a final.  A partida foi em Philadelphia e o time Green Bay vencia até o último quarto, quando sofreu um TD terrestre do RB Ted Dean e acabou sendo derrotado. Isso machucou muito os jogadores, técnico e toda a cidade. Lombardi fez um discurso emocionado no vestiário e prometeu aos seus jogadores que isso nunca mais aconteceria de novo. A história provou que ele estava certo.

Green Bay Packers 35 x 10 Kansas City Chiefs (Super Bowl I – 1966)

Já com três títulos da NFL no currículo e consagrados, essa equipe histórica do Packers foi com tudo para tentar vencer o primeiro Super Bowl da história. O jogo foi em Los Angeles e teve um público de 61.946 pessoas. O time mostrou sua superioridade e acabou vencendo com facilidade. O QB Bart Starr foi eleito o MVP da partida lançando para 250 jardas, 2 TDs e 1 INT. Foi o primeiro vencedor do Super Bowl, mostrando mais uma vez quem era a grande equipe daquela década.

Green Bay Packers 21 x 17 Dallas Cowboys (Final de Conferência – 1967)

Um dos jogos mais marcantes da história, mesmo sem ter sido um Super Bowl. Packers e Cowboys eram os dois grandes times da época e duelaram em condições climáticas muito adversas, com -25 ºC em Green Bay, a partida mais fria já jogada na história da NFL. O jogo foi muito emocionante e o Packers acabou vencendo no final em uma partida muito equilibrada. Por conta de todo esse frio, o jogo é conhecido como “Ice Bowl”.

Green Bay Packers 33 x 14 Oakland Raiders (Super Bowl II – 1967)

A última temporada de Vince Lombardi como técnico do Packers e o último brilho dessa equipe que marcou história, outra vitória que mostrou grande domínio. Novamente o QB Bart Starr foi eleito o MVP da partida com 202 jardas aéreas e 1 TD. O time de Green Bay jogou muito bem, forçando três erros do Raiders, mostrando mais uma força do time, que era a defesa. Essa seria a última partida de Super Bowl da maior parte desses jogadores e do técnico Vince Lombardi, considerado por muitos, o maior técnico da história da NFL.

DESTAQUES DA DINASTIA

Bart Starr (1956-1971)

bart starr

Grande estrela da equipe e um dos QBs mais vencedores da história. Foi selecionado na 17ª rodada (200ª escolha) do Draft de 1956 e foi escolhido para o Pro Bowl quatro vezes (1960, 1961, 1962 e 1966). É o único QB a liderar seu time a cinco títulos na NFL, sendo duas vezes pelo Super Bowl. Foi nomeado por duas vezes o MVP do Super Bowl e foi MVP da temporada regular uma vez (1966).  Na carreira teve 24.718 jardas aéreas, 152 TDs e 138 INTs, sempre lembrando que nessa época a liga era dominada pelo jogo terrestre. O número #15 foi aposentado pelo Green Bay Packers e o atleta entrou para o Hall da Fama do esporte em 1977. Ainda foi técnico do Packers por nove temporadas (1975-1983), mas acabou não tendo o grande sucesso que teve como jogador e líder da equipe.

Willie Wood (1960-1971)

Willie Wood

Um dos pilares de uma excelente defesa. Foi escolhido para o Pro Bowl oito vezes (1962, 1964, 1965, 1966, 1967, 1968, 1969 e 1970), campeão cinco vezes na NFL, eleito cinco vezes para o All-Pro Team da liga (1964, 1965, 1966, 1967 e 1969) e está no Hall da Fama do esporte desde 1989. Na carreira jogou 166 jogos com 48 INTs, 16 fumbles recuperados e 2 TDs. Está no time da década de 1960, mostrando que é um dos melhores de todos os tempos em sua posição.

Forrest Gregg (1956-1970)

forrest greg

Um dos grandes jogadores de linha ofensiva e grande protetor do QB Bart Starr. Foi selecionado na 2ª rodada (20ª escolha) e escolhido para o Pro Bowl nove vezes (1959, 1960, 1961, 1962, 1963, 1964, 1966, 1967 e 1968). Teve seis títulos na carreira, sendo cinco pelo Packers e um pelo Dallas Cowboys, foi para o All-Pro Team sete vezes (1960, 1962, 1963, 1964, 1965, 1966 e 1967) e entrou para o Hall da Fama da NFL em 1977.  Também está no time da década de 1960 e mostrou durante toda a sua carreira sólida que foi um jogador brilhante. Ainda treinou o Green Bay Packers de 1984 a 1987, sem tanto destaque.

Jim Taylor (1958-1966)

jim taylor

Ainda possui alguns recordes do Green Bay Packers até hoje, mostrando o quão foi bom nas temporadas que jogou. Foi selecionado na segunda rodada (15ª escolha) e foi escolhido para o Pro Bowl cinco vezes (1960, 1961, 1962, 1963 e 1964). Em 1962, foi o líder da NFL em jardas terrestres, o único que conseguiu desbancar o lendário Jim Brown enquanto o jogador do Browns esteve na liga. Está no Hall da Fama do esporte desde 1976, foi campeão quatro vezes da NFL (1961, 1962, 1965 e 1966) e em sua carreira somou 8.207 jardas terrestres, 81 TDs e uma média 4,5 jardas por tentativa. Teve sua camisa #31 aposentada em uma homenagem por suas temporadas espetaculares na NFL, principalmente pelo Packers.

Vince Lombardi (1959-1967)

vince lombardi

Um homem que mudou a história de uma franquia, voltou a dar dias de glórias para uma cidade que não via vitórias há muito tempo. Foi eleito o técnico do ano em sua primeira temporada e depois novamente em 1961. Foi campeão da NFL seis vezes, sendo cinco pelo Green Bay Packers, marcando época em uma verdadeira dinastia. Na temporada regular tem uma campanha de 96 vitórias, 34 derrotas e 6 empates, com um aproveitamento de 75,4%. Foi introduzido ao Hall da Fama da NFL em 1971  e no ano seguinte da sua morte (1970), a NFL concedeu uma grande homenagem colocando seu nome no troféu do Super Bowl. Uma grande frase que simboliza o que foi essa lenda é: “Futebol americano é igual à vida: é preciso ter perseverança, trabalho duro, sacrifício, dedicação e respeito para ser respeitado”.

ESTATÍSTICAS DA DINASTIA

  • 98 vitórias, 30 derrotas e 4 empates em temporada regular.
  • 9 vitórias e 1 derrota na pós-temporada.
  • 5 títulos da NFL (3 “NFL Championship” e 2 Super Bowls).
  • 11 jogadores no Hall da Fama: CB Herb Adderley, DE Willie Davis, OT Forrest Gregg, RB Paul Hornung, DT Henry Jordan, LB Ray Nitschke, C Jim Ringo, LB Dave Robinson, QB Bart Starr, FB Jim Taylor e S Willie Wood.
Compartilhe

Comments are closed.