quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Compartilhe

No dia do aniversário de 32 anos, QB Andy Dalton ganhou um presente no mínimo amargo: o banco de reservas. Bengals anunciou que o calouro Ryan Finley vai assumir o time a partir da semana 9. Houve rumores de que a franquia faria negociações antes do limite de trocas para acumular escolhas no próximo Draft e iniciar a reconstrução. E esse pacote incluiria o camisa 14, que obviamente não ficou contente em ser “rebaixado” para os suplentes.

Dalton já expressou o desejo de ser trocado. E isso deve acontecer em breve. O jogador não tem mais condições de liderar uma equipe durante anos, mas ainda tem capacidade para ser bom QB de transição. E se quiser ganhar algo a mais que uma escolha compensatória de terceira rodada (se encerrar o contrato) por Dalton, o Bengals precisa se movimentar logo.

Leia Mais: Rastreando Draftados – Nick Bosa absolutamente imparável

Leia Também: Draftando Quarterbacks: Barganhas

A franquia de Cincinnatti vive momentos turbulentos em sua história. Com a evolução do Dolphins, a equipe foi classificada com a pior da liga  por muitos e o retrospecto em 2019 justifica tal fato. E por isso a opção de manter Dalton no elenco foi tão desastrosa.

Como citado acima, o QB ficou extremamente desapontado com a promoção do jovem de NC State e desejava uma nova equipe. Se unirmos isso à necessidade de reestruturação, não há motivos para seguir com o camisa 14, além de outros veteranos (incluindo A.J Green). O melhor jeito de construir uma nova equipe é fazer escolhas precisas no Draft. E quanto mais “picks” maior o leque de opções para tal. E a falta de ação e ousadia dos especialistas em Cincinnati pode custar caro no futuro.

Em contrapartida, 2020 pode ser animador para o Bengals. Isso porque a franquia vai ter possivelmente a primeira ou segunda escolha do Draft e terá a possibilidade de pegar seu QB do futuro. Além disso, ainda há tempo de fazer negócios por Dalton, A.J Green e cia no começo próximo ano. E mesmo o preço desses atletas teoricamente caindo, ainda pode render um bom valor.

A equipe tem ainda alguns jovens talentos que podem ser muito bem aproveitado para o futuro. Principalmente pensando no sistema ofensivo. Joe Mixon, Tyler Boyd, Auden Tate e outros têm se provado como excelentes jogadores apesar da fraca temporada do Bengals. Lembrando que a primeira escolha do Draft deste ano, OT Jonah Williams, está fora de toda temporada após passar por cirurgia no ombro. E a sina de azar do Bengals no Draft só cresce. O CB William Jackson, draftado em 2016, perdeu vários jogos por lesão. Mesma coisa aconteceu com calouro de 2015, OT Cedric Ogbuehi. 

Todos esses fatores contribuem para o desempenho de tirar o sono do torcedor. Seja falta de sorte, de ousadia, de planejamento ou de gestão, fato é que não há tempo para se lamentar. É momento para avaliar novos prospectos e começar a projetar a equipe do futuro. Novo QB da franquia e um pass-rusher de colocar medo nos adversários são os principais prioridades.

 

  O destino de Dalton

Como já frisei, Dalton não vai mais ser um QB de franquia. O jogador, no entanto, pode segurar uma equipe com eficiência se ajudado. E algumas equipes na NFL devem ir atrás do jogador. Com a decadência de Mitchell Trubisky, o Chicago Bears é uma opção válida para o camisa 14. O Buccaneers e Titans também pode ser uma alternativa pensando em todas as oportunidades não aproveitadas pelas primeiras escolhas do Draft de 2015 Jameis Winston e Marcus Mariota. Lembrando que para Titans é mais complicado, ainda mais com o sucesso inicial de Ryan Tannehill.

Outras opções podem servir mais como um fantasma do que qualquer coisa. São os casos de Jets, Browns e Bills, que possuem jovens ainda crus e muitas vezes perdidos contra grandes defesas. Por fim, o Denver Broncos é uma possibilidade pensando na péssima temporada de Joe Flacco. Dalton poderia dar conta do recado até Drew Lock estar pronto para assumir o posto de titular.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.