quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Compartilhe

Alshon Jeffery

Ontem você conferiu aqui os Free Agents indispensáveis da AFC e NFC West, hoje falaremos sobre as divisões AFC e NFC North. Se eu fosse o GM dos times dessas divisões, essas seriam as minhas prioridades na hora da renovação:

AFC NORTH

logo ravensBaltimore Ravens – K Justin Tucker

A mudança na regra dos FGs atrapalhou a vida de muito kicker por aí, mas Justin Tucker não é qualquer um. Na verdade, se você não quiser colocar Tucker como o melhor Kicker da liga, você terá dificuldade de achar 2 melhores que ele.

Sabe o que eu te digo? Se você tem um jovem de 26 anos que é um dos melhores da liga no que faz, você paga ele como se ele fosse um dos melhores da liga no que faz e o segura pelo máximo de tempo que você conseguir. E a direção de Baltimore concorda comigo, o GM Ozzie Newsome falou que vai usar a franchise tag, se precisar.

Outras considerações: WR Kamar Aiken; LG/LT Kelechi Osemele; DE/OLB Courtney Upshaw

Baltimore tem muito trabalho para fazer, após um temporada desapontante com apenas 5 vitórias e uma série de lesões com jogadores importantes. O time tá velho e tem pouco cap disponível para trabalhar. Podem apostar que o Ravens vai passar por muitas mudanças nessa offseason.

Apesar do time ser velho, o que esses 4 free agents de Baltimore têm em comum, é que todos têm apenas 26 anos. A franquia faria bem em tentar segurá-los, mas para isso precisarão ser criativos com reestruturações e cortes.

Kamar Aiken rodou por Buffalo e New England, antes de parar em Baltimore e encontrou sua casa lá, despontando em 2015. Steve Smith Sr. pode aposentar, ou até mesmo, ser cortado à qualquer momento e Aiken ganhou muito espaço com a lesão de Smith esse ano; Kelechi Osemele ganhou moral com sua versatilidade, apesar de ser um LG, jogou de LT nos últimos quatro jogos e não decepcionou; Já Upshaw, não jogou tão bem quanto os outros dois, mas os pass rushers de Baltimore são caros e estão envelhecendo muito. Talvez Upshaw possa se desenvolver para chegar a ser o jogador que ele foi draftado para ser e substituir no futuro nomes como Elvis Dumervil e Terrel Suggs.

logo bengalsCincinnati Bengals – S George Iloka

Bengals tem uma série de veteranos virando free agents e a direção vai ter trabalho escolhendo quem reter. Eu começaria pelo George Iloka, para garantir talento e sangue novo à uma secundária envelhecendo. Iloka vai querer um bom salário, deve ser pago.

Outras considerações: WR Marvin Jones; WR Mohamed Sanu; CB Adam Jones; CB Leon Hall; S Reggie Nelson; LB Vincent Ray

A lista de Free Agents importantes é longa, especialmente em duas áreas do campo: seus WRs e seus DBs. Só que mesmo perdendo Sanu e Jones, Bengals ainda continuaria com seus dois melhores recebedores: A.J. Green e Tyler Eifert. Por isso acredito que os WRs tem mais chances de sair.

Cincinnati tem uma necessidade maior de manter os DBs dessa lista. Os dois CBs foram os que melhor jogaram entre os 3 principais do time, Dre Kirkpatrick ainda está sob contrato, mas mostrou muitas falhas em 2015. Será difícil manter os dois, mas a equipe precisa tentar segurar um deles.
E além do Iloka, o outro Safety titular também tem seu contrato se encerrando: Reggie Nelson. Mantendo Iloka, eu deixaria Nelson testar o mercado, caso o veterano não tenha uma proposta absurda, vale tentar manter a dupla unida. Caso só consigam manter um, Shawn Williams é um jovem safety que mostrou muita progressão esse ano e poderia fechar a dupla, preferencialmente com George Iloka ao seu lado por anos.

logo brownsCleveland Browns – RT Mitchell Schwartz

Cleveland tem tido muitos problemas ao longo dos anos, sua linha ofensiva não é um deles. Também pudera, são muitas escolhas altas no draft que foram usadas para montar essa barreira.

Agora vem a hora de manter seu talento, só draftar não basta. Mitchell Schwartz, de apenas 26 anos, foi considerado o melhor RT da liga em 2015, pelo respeitado site de análises Pro Football Focus. Browns tem espaço no cap para manter Schwartz. E quem quer que seja o novo QB, após o draft, vai precisar de uma boa linha para tentar tirar os Browns do ostracismo.

Outras considerações: WR/KR Travis Benjamin; DT Randy Starks.

Assim como o elenco de Cleveland não tem tantos jogadores brilhantes, sua classe de Free Agents não é diferente. Tirando Schwartz, o restante não é nada especial. Benjamin chegou a atuar muito esse ano, até pela falta de talento nos recebedores de Cleveland. Também contribuiu muito nos especialistas, aumentando seu valor de mercado.

Randy Starks já está envelhecendo, mas pode ajudar bastante na adaptação para o esquema do recém-chegado Ray Horton. Tendo jogado tanto em defesas 3-4, quanto 4-3, Starks pode facilitar o processo de aprendizado dos mais jovens.

logo steelersPittsburgh Steelers – LT Kelvin Beachum

Beachum vinha jogando muito bem até ter uma lesão no joelho na primeira metade da temporada. Sabemos como essas lesões podem ser complicadas, mas se Pittsburgh acreditar que Beachum estará recuperado, devem fazer o possível para mantê-lo. Voltamos à lógica já vista por aqui sobre o que fazer com bons jogadores, de apenas 26 anos e que joguem em uma das posições mais importantes do jogo: segurem esses caras.

Outras considerações: LG Ramon Foster; CB William Gay.

Steelers não tem muito espaço salarial para trabalhar nessa offseason e isso pode custar a perda desses dois veteranos com muito tempo de casa. Mesmo que Kelvin Beachum, que deve ser o mais caro do grupo, não renove, é pouco provável que dois desses jogadores retornem para a próxima temporada e as soluções terão que vir do draft.

NFC NORTH

logo bearsChicago Bears – WR Alshon Jeffery

Após abrir mão de Brandon Marshall no ano passado, o Bears não pode se dar ao luxo de perder Jeffery, que em 4 anos na liga, tem uma média de 73 jardas por jogo e quase que um TD a cada dois jogos.

Outras considerações: RB Matt Forte; TE Zach Miller.

O melhor jogador ofensivo da história recente de Chicago, Matt Forte, merece consideração, mas a verdade é que Chicago parece já ter o seu substituto dentro do elenco. Em um ano onde Matt Forte, perdeu alguns jogos por lesão, Jeremy Langford deu sinais de que está pronto para ser o futuro da franquia na posição.

Zach Miller também merece consideração pela temporada que fez, mas essencial mesmo é o Alshon Jeffery.

logo lionsDetroit Lions – DE Jason Jones 

Jones está longe de ser espetacular, mas ele é um bom complemento para jogar oposto ao Ezekiel Ansah. Não vai custar muito e vai ajudar a consolidar a linha defensiva enquanto procura soluções para outras partes do elenco.

Outras considerações: LB Tahir Whitehead; DT Halodi Ngata; C Manuel Ramirez

A verdade é que o Lions não tem muito a perder nesse período de Free Agency e bastante cap para procurar reforçar seu elenco. Esse cap pode ser ainda maior se Calvin Johnson confirmar sua aposentadoria.

O veterano Ngata ainda tem o suficiente para ancorar a linha defensiva de Detroit por mais alguns anos (não muitos). Depois de perder Suh e Nick Farley no ano passado, Ngata é outra peça que o Lions gostaria de manter.

Detroit já anunciou que cortará Stephon Tulloch, isso pode ser o indício que o time está disposto a renovar com o jovem Whitehead, de apenas 25 anos.

logo packersGreen Bay Packers – K Mason Crosby

Um time que joga em um estádio aberto, no clima que o Packers joga, não pode abrir mão de um Kicker sólido como Mason Crosby. Essa temporada nos mostrou a importância de ter um kicker confiável, fazendo do Crosby um jogador essencial de ser mantido.

Outras considerações:  DT  B.J. Raji; OLB Nick Perry; FB John Kuhn; CB Casey Hayward; WR James Jones; RB James Starks.

B.J. Raji também é peça importante para a linha defensiva de Green Bay. A dúvida é com a quantia que ele vai demandar.
Casey Heyward fez uma temporada muito boa e também merece destaque, mas será que o Packers terá cap disponível para isso?
A situação de ambos os jogadores vão ser ditadas pelo tamanho das propostas que eles receberão de outros times.

Os demais jogadores listados devem demandar um salário menor e faz sentido dar continuidade.

James Jones foi o jogador desta lista que jogou mais snaps em 2015, só que o retorno de Jordy Nelson no próximo ano, faz com que ele não seja tão necessário assim. Mas se ele aprendeu alguma coisa na última saída dele de Green Bay, é que vale mais a pena ganhar um pouco menos e continuar recebendo passes do A-Rod, do que fazer uma grana e cair no ostracismo.

John Kuhn é queridinho da torcida e não vai sair muito cara a renovação. Packers deveria fechar com ele também. Com todos os problemas de sobrepeso com o Eddie Lacy em 2015, segurar Kuhn e/ou James Starks por mais um ano pode se provar algo muito importante na próxima temporada.

logo vikingsMinnesota Vikings – LB Chad Greenway

Tudo bem que o veterano de 36 anos não pode ser confiado como titular, atualmente. Mas ele ainda exerce um papel muito importante de liderança no vestiário e quando em campo.

Acho que faria sentido Minnesota trazer o veterano de volta em um contrato curto, que não deverá sair tão caro. Dessa forma Greenway poderia voltar para sua 11ª temporada como um Viking e se aposentar vestindo a camisa da franquia.

Isso somado ao fato do time não ter muitos jogadores relevantes com o vínculo encerrando, faz com que Greenway seja a perda mais relevante que o Vikings poderia ter em março, principalmente pela sua contribuição extracampo.

Outras considerações: G Michael Harris; CB Terrence Newman

Newman continua jogando muito bem, apesar dos seus 37 anos. Provavelmente o que mais jogou no último ano. Mas, assim como Greenway, Newman tem pouco tempo de carreira sobrando e menos identificação com a franquia.

Michael Harris atuou bastante esse ano, mas não convence tanto. Possível que Minnesota traga alguém no draft para assumir a posição, ainda assim faria sentido manter o Harris e deixar ele disputar a vaga com o calouro.

E quais seriam as suas prioridades se você fosse o GM?

Continuaremos na próxima semana com as divisões do Leste e do Sul!

Compartilhe

Comments are closed.