quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Compartilhe

Von Miller

Fala pessoal! Acabei de chegar para somar à equipe L32 e queria, antes de qualquer coisa, dizer que estou muito feliz por fazer parte desse site comprometido em levar informação de qualidade para os fãs desse esporte que não para de crescer no Brasil!

Para minha matéria de estreia, vou me colocar no lugar dos 32 GMs da liga para apontar qual o jogador com contrato encerrado, é o mais importante de ser mantido em cada equipe. Lembrando que os jogadores FA só poderão ser assinados por outros clubes no dia 9 de março. Hoje começo avaliando a divisão dos atuais campeões AFC West e a NFC West. Amanhã continuaremos com a AFC North e NFC North. Fiquem ligados!

Vamos então:

AFC WEST

logo broncosDenver Broncos – OLB Von Miller

Começamos com uma escolha muito fácil, o MVP DO SUPER BOWL 50. Denver vai ter que abrir o bolso, paga chorando, mas paga.

A lista de free agents de Denver é muito longa e contém muitos jogadores importantíssimos na conquista do Super Bowl 50, o GM John Elway vai ter que quebrar a cabeça para renovar com essas peças, mas no lugar dele não começaria outras conversas antes de fechar com Von Miller, que tem apenas 27 anos.

Outras considerações: DE Malik Jackson; LB Danny Trevathan; LB Brandon Marshall; QB Brock Osweiller.

Jackson, Travathan e Marshall são ainda mais novos que Von Miller e todos foram importantíssimos para o front seven de Denver dominar seus adversários e ditar o ritmo dos jogos. Como a situação de cap de Denver não é das melhores, podemos esperar alguns cortes sendo feitos para poder reter essa espinha dorsal da defesa. Demarcus Ware é o primeiro nome que salta os olhos, o maior salário da defesa para o ano que vem, seu corte salvaria $10 milhões para a franquia.

A aposentadoria de Peyton Manning também livraria quase $20 milhões do cap salarial. Caso ele não se aposente, dificilmente continuará em Denver. Caso eles decidam que Osweiller é o QB do futuro, parte dessa grana já tem destino certo.

logo chiefsKansas City Chiefs – S Eric Berry

Que história bonita de superação é a do Eric Berry! Diagnosticado com câncer em 2014, Eric Berry voltou aos campos esse ano e ganhou o título de Comeback Player of the Year. Com apenas 27 anos de idade e muita identificação com a equipe, eu não pensaria duas vezes antes de colocá-lo como o FA mais indispensável entre os jogadores de Kansas City.

Outras considerações: LB Derrick Johnson; DE/OLB Tamba Hali; CB Sean Smith.

Derrick Johnson e Tamba Hali já não são mais garotos, mas ainda tem gasolina no tanque para ajudar a manter essa defesa forte. Conseguindo um valor razoável, Chiefs deve tentar segurar essas peças. Eles têm uma boa margem de cap salarial para manter esses jogadores listados

Sean Smith é outro nome interessante. Junto ao calouro Marcus Peters, formou uma dupla muito forte após retornar de uma suspensão de 3 jogos. Caso o GM, John Dorsey, acredite que seus problemas estão no passado, ele seria a minha segunda prioridade, logo após Eric Berry.

logo raidersOakland Raiders – LT Donald Penn

Oakland está em uma situação favorável para ser um grande jogador nesse período de Free Agency. Com um bom cap salarial disponível e poucos jogadores importantes chegando ao mercado, eles poderão fechar com todos jogadores que priorizarem e ainda fazer barulho trazendo alguns bons nomes.

Na minha opinião eles deveriam começar segurando seu LT Donald Penn. Penn tem 32 anos, mas ainda está jogando bem e não vejo sentido em Oakland se desfazer de uma peça sólida em uma posição tão essencial para o time.

Outras considerações: P Marquette King; OLB Aldon Smith.

Não tenho a menor dúvida que Oakland tem que fechar com King. Vai sair barato e é bom não precisar se preocupar com a posição por anos, visto que King ainda é bem jovem.

Aldon Smith é a peça que gera mais discussões. O que o pass rusher tem de talentoso, também tem de polêmico. Jogando ao lado de Khalil Mack, Aldon poderia formar o pass rush mais formidável da liga por anos, só que ele tem uma enorme dificuldade em se manter longe das páginas policiais. Com problemas dos mais variados desde dirigir alcoolizado, até fazer uma falsa ameaça de bomba em um aeroporto, Aldon Smith não cansa de dar matéria para os tablóides.

Após ser cortado por San Francisco, ele veio parar do outro lado da Baía em um contrato de 1 ano por $8 milhões. Jogou muito até ter sua suspensão de um ano confirmada pela liga.

A questão é, vale a pena apostar nele? Isso vai depender de quanto dinheiro Aldon Smith esteja querendo a ganhar. Caso Oakland deseje insistir nele, acho bom fazer um contrato de risco (podendo pular fora se ele arranjar mais problemas) e gastar uma grana extra nos melhores psicólogos da California.

logo chargersSan Diego Chargers – S Eric Weddle

Se eu acho que Weddle deveria ser a prioridade máxima de San Diego nesse período de Free Agency? Sim. Se eu acho que Weddle continuará em SD? Não.

O veterano teve uma série de desavenças com a direção, mais marcante foi ter sido multado em $10.000 pela equipe por perder o encontro do time no intervalo, enquanto assistia sua filha que dançava em uma performance em campo. SD ganhava de Miami por 23-0, em um jogo que não valia nada para nenhuma das equipes. Após essa partida, Weddle foi colocado no IR e não jogou o último joga da temporada, contra Denver.

O clima ficou muito ruim entre equipe e jogador. Por isso não vejo a renovação acontecendo. Ruim para os Chargers que perderão um dos pontos fortes de uma defesa muito suspeita.

Outras considerações: TE Antonio Gates; TE Ladarius Green; LT Joe Barksdale

Eric Weddle seria o jogador que demandaria o maior salário dessa turma, como não vai acontecer, os Chargers deveriam focar na renovação a longo prazo de Green e Barksdale.

Barksdale assumiu a posição com muita solidez e San Diego não tem muita qualidade em sua linha ofensiva para se dar ao luxo de abrir mão dele.

Antonio Gates é um dos maiores nomes da história da franquia e merece uma renovação de um ano para poder se aposentar com os Bolts. San Diego já vem preparando sua sucessão com Ladarius Green, 10 anos mais novo que o veterano. Agora é a hora de dar um contrato longo para Green e torcer para ele fazer metade do que Gates fez por San Diego.

NFC WEST

logo cardinalsArizona Cardinals –  RT Bob Massie

Minha prioridade seria renovar com RT Bob Massie, que apesar de ter apresentado algumas dificuldades protegendo o QB, é muito bom no jogo corrido. Arizona tem dois jovens promissores em David Johnson e Andre Ellington. Essa dupla de RBs poderá se beneficiar muito da renovação com o right tackle.

Outras considerações: DE Dwight Freeney; RB Chris Johnson; S Tony Jefferson; S Rashad Johnson;  C Lyle Sendlein.

O General Manager Steve Keim falou que a prioridade do time nessa offseason é adicionar pass rushers à equipe. Também pudera, o líder em sacks da equipe nessa temporada será um FA, Dwight Freeney.

Então seria óbvio que o jogador que fez 8 sacks e forçou 3 fumbles na última temporada deveria ser a prioridade de Arizona? Não tão rápido! Dwight Freeney tem 36 anos e nem sabemos se ele decidirá se aposentar. Acredito que Arizona procurará sua solução para essa posição em outro lugar.

Convenhamos que nenhum dos jogadores com contrato encerrado sejam perdas irreparáveis para a equipe, que tem boas soluções dentro do elenco para cobrir esses jogadores. Por outro lado nenhum deles deve custar muito caro para renovar, sendo possível que um pacote deles retorne se o preço estiver certo.

Arizona não está tão mal de cap, mas o grande desafio será no período de Free Agency de 2017, quando nomes como Tyrann Mathieu, Calais Campbell e Michael Floyd terão seus contratos encerrados.

logo ramsLos Angeles Rams –  CB Janoris Jenkins

Com uma linha defensiva bem estabelecida, os Rams farão de tudo para manter sua secundária intacta. Assim sendo, faz sentido renovar com a sua escolha de segundo round no draft de 2012.

Outras considerações: DE William Hayes; CB Trumaine Johnson; DT Nick Fairley; S Rodney McLeod

Todos esses jogadores foram muito importantes para a crescente defesa dos Rams, Los Angeles (é até estranho escrever isso) terá muito trabalho nesse período de FA, não foi à toa que eles andaram abrindo espaço no elenco cortando veteranos como Chris Long e James Laurinaitis.

Trumaine Johnson, provavelmente, foi o melhor CB do time esse ano. Draftado no mesmo ano que Jenkins, acredito que o time fará o possível para manter ambos. Mas acabo escolhendo Jenkins como a maior prioridade por ter sido mais consistente ao longo da curta carreira.

McLeod também fez um trabalho excelente esse ano, especialmente contra o jogo corrido.  Só tem 25 anos e terá tempo para evoluir ainda mais na carreira. Rams vai tentar segurá-lo em Los Angeles e tem bastante espaço na folha salarial para segurar essas peças.

logo 49ersSan Francisco 49ers – NT Ian Williams

Williams despontou, em 2015, como uma peça importantíssima no front seven de San Francisco. Não é facil achar um NT como Ian Williams, ainda mais com apenas 26 anos de idade. Williams se destaca contra o jogo corrido, causando muitos problemas para o interior das linhas ofensivas adversárias.

Com bastante espaço salarial para gastar com reforços, SF tem que fazer a coisa certa e fechar um contrato longo com o jovem defensor.

Outras considerações : WR Anquan Boldin; G Alex Boone;  RB Reggie Bush; K Phil Dawson

Tirando Alex Boone, de 28 anos, os outros jogadores estão do lado errado dos 30 anos (no caso do Phil Dawson está no lado errado dos 40).

A afinidade de Chip Kelly, recém chegado, deve pesar nas escolhas. Mas é inegável que, dentre essas opções, Ian é o mais indispensável para o futuro da franquia.

logo seahawksSeattle Seahawks – LT Russel Okung

Okung está longe de ser um left tackle excepcional, mas é um bom titular com apenas 28 anos de idade.  Seattle ainda precisaria reforçar mais a sua linha ofensiva, mas não ter que sair em busca de um LT já é um bom começo.

Outras considerações: OLB Bruce Irvin; WR Jermaine Kearse.

Também poderia argumentar em favor do Irvin. Uma das grandes forças da excepcional defesa de Seattle dos últimos anos, Irvin é um LB muito completo, tanto no pass rush, quanto na cobertura e também controlando o jogo corrido. Assim como a posição de LT é difícil de substituir, não é tão fácil substituir um jogador com o talento do Bruce Irvin, de apenas 26 anos.  Ultimamente escolhi  Okung como o jogador mais indispensável, por dois motivos: o primeiro é por acreditar que Seattle terá mais facilidade de encaixar um novato na defesa do que na linha ofensiva; em segundo lugar acredito que Irvin consegue uma valorização salarial melhor longe de Seattle.

Ficamos aqui com a minha opinião sobre os Free Agents indispensáveis da AFC e NFC West. E vocês concordam? Quem desses jogadores vocês acham que os times poderiam abrir mão e quem eles deveriam priorizar?

Amanhã falaremos sobre a AFC e NFC North.

Compartilhe

Comments are closed.