sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Compartilhe

Mais uma semana se passando já chegando ao fim da temporada regular, mas antes, como já é tradicional, vamos a alguns destaques da rodada anterior:

  • Com a vitória contra o Lions, o Los Angeles Rams conquistou a divisão pelo segundo ano consecutivo, o que não acontecia desde as temporadas de 1978 e 1979.
  • Com 132 jardas terrestres e 2 TDs contra o Lions, o RB Todd Gurley tem 1.649 jardas de scrimmage e 19 TDs nos primeiros 12 jogos de sua equipe e é o oitavo jogador da história da liga com pelo menos 1.600 jardas de scrimmage e 18 TDs nos primeiros 12 jogos de uma equipe na temporada regular.
  • Com 4 recepções para 62 jardas contra o Lions, o WR Brandin Cooks chegou a 1.026 jardas na temporada e se tornou o primeiro jogador da história a conseguir mais de 1.000 jardas de recepção com três equipes diferentes (Saints em 2016 e Patriots em 2017) em três temporadas consecutivas.
  • Com 1 TD contra o Vikings, o QB Tom Brady empatou com Peyton Manning (579) para o maior número de TDs na história da NFL, incluindo a pós-temporada. Brady também empatou com Brett Favre (508) para o terceiro lugar no número de TDs na temporada regular.
  • Com 4 TDs contra o Raiders, o QB Patrick Mahomes chegou a 41 passes para TD nesta temporada e se juntou a Peyton Manning (44 em 2004 e 41 em 2013) e Tom Brady (41 em 2007) como os únicos QBs da história da liga com pelo menos 40 TDs nos primeiros 12 jogos de uma temporada.
  • Com 168 jardas contra o Raiders, o TE Travis Kelce chegou a 1.082 jardas de recepção e se juntou a Greg Olsen como os únicos TEs da história da liga com pelo menos 1.000 jardas de recepção em três temporadas consecutivas.
  • Com a vitória contra o Browns, o Houston Texans se tornou a primeira equipe da história da NFL a vencer nove jogos seguidos depois de começar perdendo os três primeiros jogos.

A Semana 14 da NFL começou ontem com a fácil vitória do Tennessee Titans sobre o Jacksonville Jaguars por 30 x 09. Confira nosso Guia e não perca nada.

Philadelphia Eagles (6-6) @ Dallas Cowboys (7-5) – Domingo, 09/12, 19:25 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN

Um confronto de divisão que pode esquentar demais a briga pelo título nessas últimas semanas. O Dallas Cowboys vem de uma vitória espetacular contra o New Orleans Saints, o time que vinha destruindo defesas e adversários com o passar das semanas. O segredo da equipe não tem nada de tão inovador, um jogo terrestre com um jogador excepcional, um QB competente e uma defesa que sufoca demais o adversário. Ezekiel Elliott é o principal jogador do ataque e quando ele joga bem e a bola vai para suas mãos, tudo fica mais fácil para Dallas. O ataque aéreo melhorou com a chegada de Amari Cooper, facilitando um pouco a vida de Dak Prescott dando um alvo decente para ele. A grande temporada da defesa é algo especial de ver, principalmente depois que mostrou toda a sua competência enfrentando Drew Brees e companhia e limitando um ataque tão bom a apenas 10 pontos.

O Philadelphia Eagles já mostrou que não é o time tão regular e poderoso que foi na temporada passada. A vitória contra o Redskins na semana passada e esse confronto contra o Cowboys ainda deixa o atual vencedor do Super Bowl com boas chances de vencer a divisão e ir para os playoffs. Carson Wentz erra bem mais do que quando fez uma temporada nível MVP como em 2017, o jogo terrestre inexiste pela lesão de Jay Ajayi e a saída de LeGarrette Blount, apesar de ter tido uma leve melhora com a entrada de Josh Adams. O jogo aéreo tem mais ou menos todos os jogadores que foram campeões na temporada passada e ainda chegou Golden Tate nas últimas semanas, o que é excelente já que ele é um grande jogador ganhando jardas depois da recepção. A defesa precisa melhorar, o que não vem acontecendo também pelo excesso de lesões no setor, fazendo com que a equipe sofra, principalmente na secundária.

Deve ser uma partida bem pegada com duas equipes rivais e lutando pelo título da divisão. Dallas já venceu Philadelphia nessa temporada e se o Eagles quiser ter chance de lutar pela NFC Leste nessa temporada, precisa ganhar esse jogo de qualquer jeito. A principal chave da vitória para os atuais campeões é tentar diminuir a produção de Elliott, o que não é nada fácil. Com isso, dá para pressionar mais Prescott, o que dá uma boa travada no ataque do Cowboys, que já não é espetacular. O Cowboys precisa fazer o que vem fazendo nessas últimas semanas, se utilizando de uma defesa fortíssima e dando a bola na mão de Zeke. O Cowboy lidera na história com 64 vitórias e 51 derrotas, tendo vencido os 2 últimos duelos.

Principais Jogadores:

Dallas Cowboys:

QB Dak Prescott completou 46 de 59 passes para 537 jardas com 3 TDs e nenhuma interceptação e correu para TD nos últimos 2 jogos. RB Ezekiel Elliott está em segundo na NFL com 1.150 jardas terrestres e 1.573 jardas de scrimmage em 2018. WR Amari Cooper tem 16 recepções para 255 jardas e 2 TDs nas últimas 2 partidas. DE Demarcus Lawrence tem 2 sacks e interceptação nos últimos 3 jogos. LB Leighton Vander Esch liderou a equipe com 10 tackles na semana 13.

Philadelphia Eagles:

QB Carson Wentz passou para 306 jardas com 2 TDs e 1 interceptação na semana passada. RB Josh Adams correu para 85 jardas na última semana. TE Zach Ertz teve 9 recepções para 83 jardas na semana passada. DE Brandon Graham teve sack e fumble forçado na semana 13. S Malcolm Jenkins teve sack na semana passada.

Los Angeles Rams (11-1) @ Chicago Bears (8-4) – Domingo, 09/12, 23:15 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN

Esse podia ser o jogo da semana, se não tivesse uma partida tão decisiva como Cowboys x Eagles. O Chicago Bears vem de uma derrota estranha contra o Giants, apesar da melhora da equipe de New York na temporada. Na última semana, Mitchell Trubisky não participou da partida com lesão e Chase Daniel foi o titular, o que pode ajudar a explicar a derrota. O Bears vem bem durante todo o ano, liderando a divisão depois de muito tempo, com Trubisky fazendo ótima temporada, o jogo corrido funcionando bem e com alvos rápidos e jardas após a recepção. O que é excepcional no time é a defesa, é muito talento junto e jovem. Com a chegada de Khalil Mack (obrigado, Jon Gruden), a defesa passou a atuar em outro nível, mostrando o jogador espetacular que é Mack e como a defesa de Chicago só precisava de um playmaker para se tornar uma das melhores da NFL, se não for a melhor.

O Los Angeles Rams vem de uma vitória tranquila contra o Detroit por 30 x 16 na última semana e com a derrota do Saints, volta a controlar a conferência para decidir todas as partidas dos playoffs em casa. O Rams parece ser o time mais regular da liga, mostrando sua força com apenas uma derrota. É espetacular para Los Angeles ter essa vantagem de jogar em casa na pós-temporada, até porque a única derrota do time aconteceu fora de casa contra o New Orleans Saints. Ainda é aquele ataque destruidor com várias chamadas criativas e muitos jogadores aparecendo livre para recepção, muito por conta da movimentação. A defesa é boa, nada espetacular, mas ainda tem Aaron Donald como um dos grandes favoritos ao prêmio de Jogador Defensivo do ano.

É um ótimo jogo que a vitória interessa demais para as duas equipes. O Bears precisa ir consolidando ainda mais sua liderança na divisão, que ficou um pouco prejudicada pela derrota contra o Giants, mas não foi tão ruim até porque o Vikings perdeu na semana também. Já o Rams quer continuar de qualquer jeito na seed #1, para definir lá na frente todas em casa, o que importa demais na NFL. Será mais um desafio para o ataque de Los Angeles, enfrentar uma defesa em grande ano, mas principalmente da linha ofensiva tentando parar Khalil Mack. Do outro lado, a mesma coisa com a linha ofensiva do Bears tentando conter um pouco Aaron Donald. Pelas notícias, Trubisky vai para o jogo, o que é muito importante para Chicago, já que o time vai precisar de pontos, até porque todo jogo o Rams anota pelo menos 27 pontos no placar. Na história o Bears lidera com 52 vitórias, 35 derrotas e 3 empates, tendo vencido 5 dos últimos 6 jogos.

Principais jogadores:

Chicago Bears:

QB Mitchell Trubisky tem 1.427 jardas com 14 TDs e 4 interceptações e 2 TDs terrestres nas últimas 5 partidas em casa. RB Tarik Cohen teve 12 recepções para 156 jardas e 186 jardas de scrimmage e passou para TD na semana 13. WR Allen Robinson teve 5 recepções para 79 jardas na semana passada. LB Khalil Mack teve 5 tackles e sack na semana passada. DT Akiem Hicks teve 6 tackles, sack e 1 TD na última semana.

Los Angeles Rams:

QB Jared Goff está em segundo na NFC com 3.754 jardas e em terceiro na conferência com 27 passes para TD. RB Todd Gurley correu para 132 jardas e 2 TDs na semana passada. WR Brandin Cooks teve 62 jardas de recepção na semana 13 e chegou a 1.026 jardas em 2018. DT Aaron Donald lidera a NFL com 16.5 sacks e 20 tackles para perdas de jardas em 2018. S John Johnson tenta a terceira partida seguida com 11+ tackles.

Minnesota Vikings (6-5-1) @ Seattle Seahawks (7-5) – Segunda-feira, 10/12, 23:15 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN

Partida de dois times que lutam pelo jeito vão lutar pela vaga de Wild Card até a última semana. O Seattle Seahawks vem de uma fácil vitória contra o 49ers por 43 x 16, mas não tem mais chance de vencer a divisão, restando só manter a vaga de Wild Card para jogar todas as partidas dos playoffs fora de casa. O time é bom, Russell Wilson está jogando muito bem, o jogo terrestre teve uma boa melhora reversando três RBs diferentes e o jogo aéreo continua com aqueles WRs rápidos e bons de rota. A defesa não é a mais espetacular da NFL, mas consegue fazer um bom trabalho, garantindo boas posições de campo e algumas roubadas de bola em horas decisivas. É um time organizado que tem tudo para fazer algum barulho na pós-temporada.

O Minnesota Vikings vem de uma derrota jogando lá em New England e mantém seu retrospecto terrível contra times que tem campanha positiva na liga. A equipe não consegue ser nem metade do que foi na temporada passada, apesar de ter um QB pior no último ano. Kirk Cousins faz bons jogos, mas não consegue ser decisivo quando a equipe mais precisa dele, deixando aquele contrato que foi feito antes da temporada começar muito ruim para o Vikings. O jogo terrestre está muito mal e até Adam Thielen teve uma queda no que jogou nas primeiras 8 semanas. A defesa continua sendo muito boa, mas não consegue carregar o time, como a do Jaguars fez no ano passado.

É um jogo bem legal para assistir nessa semana, com dois times que precisam demais da vitória. O Seahawks já mostrou que quando vence o jogo terrestre precisa funcionar minimamente, a linha ofensiva proteger Wilson e a defesa fazer um grande jogo. São chaves para vitória de Seattle, além de jogar no seu estádio, que é difícil demais enfrentar. O Vikings precisa se livrar dessa fama de só bater nos times ruins, perdendo para maioria dos times que realmente vão brigar por vagas nos playoffs, o que é o caso da equipe de Seattle. Cousins precisa fazer um jogo melhor já que o jogo terrestre não entrou nesse ano e depender muito de Thielen e Stefon Diggs. O Seahawks lidera o confronto histórico com 9 vitórias e 5 derrotas, tendo vencido os últimos 3 jogos.

Principais jogadores:

Seattle Seahawks:

QB Russell Wilson lançou 4 TDs e nenhuma interceptação na semana passada. RB Chris Carson teve 108 jardas de scrimmage na última semana. WR Tyler Lockett teve TD de recepção na rodada passada. LB Bobby Wagner teve 12 tackles, sack, fumble forçado, fumble recuperado e interceptação para TD na semana 13. DT Jarran Reed teve sack na semana passada.

Minnesota Vikings:

QB Kirk Cousins lidera a NFL com 350 passes completos e está em sexto na NFL com 3.490 jardas nesta temporada. RB Dalvin Cook teve 106 jardas de scrimmage e 8 recepções na semana passada. WR Adam Thielen teve TD de recepção na semana 13. DE Danielle Hunter está em terceira na NFC com 11.5 sacks e em segundo na conferência com 16 tackles para perdas de jardas. LB Eric Kendricks teve 16 tackles e interceptação na semana 13.

Baltimore Ravens (7-5) @ Kansas City Chiefs (10-2) – Domingo, 09/12, 16:00 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN

Ótima partida de duas equipes que lutam pelo título de suas divisões. O Kansas City Chiefs vem de uma vitória até apertada contra o Raiders por 40 x 33, o que não poderia ter acontecido já que Oakland tem um time bem ruim. Patrick Mahomes continua sua escalada para o prêmio de MVP, mostrando toda a sua qualidade. Esse vai ser o segundo jogo do time sem Kareem Hunt, que acabou sendo cortado depois de sair um vídeo dele agredindo uma mulher, dessa vez contra um time bem mais forte. O ataque continua sendo um dos três melhores da liga, com várias peças para receber passe, só tendo que ver como ficará o jogo terrestre sem Hunt. A defesa ainda é aquela que toma muitas jardas e muitos pontos, o que é um perigo para os playoffs, a hora que realmente importa para esses grandes times.

O Baltimore Ravens vem de uma boa vitória contra o Falcons fora de casa por 26 x 16. Na partida a defesa mostrou grande qualidade diminuindo a produção de Matt Ryan para apenas 131 jardas. Porém, o time continua sendo bem irregular durante todo o ano, quando todo mundo acha que vai engrenar vem uma derrota inexplicável. Lamar Jackson assumiu bem a posição de titular enquanto Flacco está lesionado, o que não sabemos é se Flacco volta se Jackson continuar bem nessas próximas partidas. O ataque muda um pouco, com bem menos passes e utilizando Lamar em posições que vão ajuda-lo, com play action e read option, para ele não ficar no shotgun lançando bola e correndo risco de interceptações. A defesa é o que tem de excelente nesse time do Ravens, sendo uma das grandes responsáveis pelo time está com campanha positiva na temporada.

Deve ser um ótimo jogo para assistir, quase um duelo de ataque contra defesa. Vai ser importante para o Ravens que o jogo terrestre funcione e deixe Mahomes o máximo de tempo possível sem estar no campo, até para a defesa não cansar. Vamos ver como atua o ataque do Chiefs sem Hunt, dessa vez pegando um time com uma defesa bem forte, que deve tentar pressionar Mahomes o jogo inteiro. E como a defesa do Chiefs vai conseguir parar esse jogo diferente que o ataque do Ravens pratica com Lamar Jackson. O Chiefs lidera na história com 4 vitórias e 3 derrotas, porém o Ravens venceu 3 dos últimos 4 confrontos.

Principais jogadores:

Kansas City Chiefs:

QB Patrick Mahomes passou para 295 jardas com 4 TDs e nenhuma interceptação e correu para 52 jardas na semana passada. RB Spencer Ware correu para 47 jardas com TD na última semana. TE Travis Kelce teve 12 recepções para 168 jardas e 2 TDs na semana 13. LB Dee Ford teve 1.5 sack e fumble forçado na semana passada. DT Chris Jones teve sack na semana 13.

Baltimore Ravens:

QB Lamar Jackson passou para 125 jardas e correu para 75 jardas com TD na semana 13. RB Gus Edwards liderou a equipe com 82 jardas terrestres na última semana. WR Michael Crabtree teve 7 recepções para 60 jardas no seu último jogo contra o Chiefs. LB C.J. Mosley tem 37 tackles nos últimos 5 jogos fora de casa. LB Za’Darius Smith teve 4 tackles e 2 sacks no último encontro entre as equipes.

New York Jets (3-9) @ Buffalo Bills (4-8) – Domingo, 09/12, 16:00 (Horário de Brasília) – Sem transmissão

Duelo de dois times que não tem mais o que fazer na temporada, só esperar uma boa posição no Draft do ano que vem. O Buffalo Bills vem de derrota para o Dolphins por 21 x 17, mas já venceu facilmente o Jets fora de casa na temporada por 41 x 10. O Bills parecia um time terrível no início da temporada, mas com o decorrer dela mostrou que é apenas mais um time ruim na liga, tentando se reconstruir depois de ter conseguido chegar nos playoffs em 2017. Já tem seu QB da franquia em Josh Allen, que conseguiu fazer bons jogos no ano e uma boa defesa, que consegue ajudar e muito o time a conseguir boas vitórias. Agora precisa conseguir boas peças para o próximo ano para o ataque, principalmente para o corpo de WRs, que deve ser o pior da liga, com quase nenhum jogador com talento para ser o número de 1 de uma franquia de NFL.

O New York Jets vem de uma derrota para o Titans por 26 x 22 depois de estar vencendo bem durante o confronto. A equipe parece estar querendo perder para conseguir uma boa posição no Draft de 2019, o que não dá para culpar em nada. O time já tem o seu QB de franquia em Sam Darnold, que já perdeu alguns jogos por lesão nessa temporada. Os buracos são muito grandes no elenco de New York, principalmente no ataque, precisando urgentemente de um bom RB e bons WRs para conseguir ter um ataque decente na NFL. A defesa tem jogadores bons e jovens, precisando de maturação de um grande líder para que essa defesa suba de patamar. São muitas necessidades que podem não ser satisfeitas em apenas uma temporada, mas a partir do ano que vem já precisa mostrar alguma melhora.

É um jogo apenas de protocolo para as duas equipes, com jogadores tentando mostrar serviço para conseguir contratos no ano que vem. É interessante ver mais um confronto de dois QBs novatos e que tem qualidade para em times melhores conseguir fazer ótimos anos. Todd Bowles é um dos técnicos que está sendo bem pressionado para ser demitido ao fim da temporada, o que pode ser que aconteça, já que não conseguiu fazer nada no Jets nesses anos. O Bills lidera no confronto histórico com 61 vitórias e 54 derrotas, tendo vencido 2 dos últimos 3 jogos.

Principais jogadores:

Buffalo Bills:

QB Josh Allen passou para 231 jardas com 2 TDs e 2 interceptações e correu para 9 vezes para 135 jardas na semana passada. RB LeSean McCoy teve 64 jardas de scrimmage na última semana. WR Zay Jones teve 67 jardas e 2 TDs na semana passada. S Micah Hyde teve interceptação na semana anterior. LB Matt Milano teve 6 tackles e interceptação no último encontro entre os times.

New York Jets:

QB Sam Darnold tem 563 jardas de passe em 2 jogos na carreira contra times da divisão. RB Isaiah Crowell teve 107 jardas de scrimmage na semana passada. WR Jermaine Kearse teve 7 recepções para 59 jardas no último encontro entre os times fora de casa. LB Avery Williamson teve 9 tackles na semana passada. S Jamal Adams teve 11 tackles, sack e fumble forçado na semana 13.

  • Com vitórias, o Houston Texans (9-3), New England Patriots (9-3) e New Orleans Saints (10-2) podem garantir a divisão nessa semana.
  • Com 77 jardas contra o Ravens, o QB Patrick Mahomes se juntaria a Dan Marino (1984) e Kurt Warner (1999) como os únicos QBs de primeiro ou segundo ano na história da NFL a passar para pelo menos 4.000 jardas e 40 TDs em uma única temporada.
  • Com uma recepção contra o Lions, o WR Larry Fitzgerald vai superar Jerry Rice (1.281 recepções com 49ers) para o maior número de recepções por um jogador com uma equipe na história da liga.
  • Com 43 jardas de scrimmage contra o Patriots, o RB Frank Gore vai superar LaDainian Tomlinson (18.456 jardas de scrimmage) para o quinto maior número de jardas de scrimmage na história da NFL.
  • Com 1 passe para TD contra o Panthers, o QB Baker Mayfield se tornaria o terceiro QB da era Super Bowl a conseguir pelo menos 1 passe para TD em cada uma de suas primeiras 10 partidas.
  • Com 100 jardas de scrimmage contra o Redskins, o QB Saquon Barkley empataria com Edgerrin James (12 jogos em 1999) para o segundo maior número de jogos com pelo menos 100 jardas de scrimmage por um novato na história da NFL. Apenas Eric Dickerson (13 jogos em 1983) tem mais.
  • Com 10 recepções contra o Raiders, o WR Antonio Brown vai superar Wes Welker (672 de 2007-2012) para o maior número de recepções por um jogador em qualquer período de seis anos na história da liga.
  • Com 7 recepções e 22 jardas de recepção contra o Cowboys, o TE Zach Ertz pode se tornar o quarto TE da história da NFL com pelo menos 100 recepções e 1.000 jardas de recepção em uma única temporada.
  • Com 2 sacks contra o Bears, o DT Aaron Donald pode se tornar o quarto jogador desde 1982 a ter pelo menos 2 sacks em quatro partidas consecutivas em um único jogo. Donald conseguiu seis jogos nesta temporada com pelo menos 2 sacks, conseguindo mais um pode se tornar o quarto jogador desde 1982 a chegar a sete partidas em uma única temporada.
  • Com sack contra o Ravens, o DL Chris Jones se tornaria o sexto jogador desde 1982 a ter pelo menos um sack em nove jogos consecutivos e o primeiro a conseguir nove jogos consecutivos em uma única temporada.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.