sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Compartilhe

andy-dalton-ben-roethlisberger-nfl-cincinnati-bengals-pittsburgh-steelers-850x560

A semana 14 da NFL começou ontem com ótimo jogo entre Vikings e Cardinals. A rodada continua no fim de semana, e com a temporada já se encaminhando para o seu fim esquenta a briga pelas vagas nos playoffs, sendo que algumas equipes já podem se garantir nos jogos de janeiro nesse domingo. Já sabe no que ficar de olho na semana 14 da NFL? Confira no nosso guia da rodada.

LEIA MAIS: NFL na TV: Transmissões da semana 14

guiadarodada04

Pittsburgh Steelers x Cincinnati Bengals – Domingo, 13/12, 16:00 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN

PITTSBURGH, PA - DECEMBER 15:  Troy Polamalu #43 of the Pittsburgh Steelers tackles Gio Bernard #25 of the Cincinnati Bengals during the game on December 15, 2013 at Heinz Field in Pittsburgh, Pennsylvania.  (Photo by Justin K. Aller/Getty Images)

O clássico da divisão norte da AFC vale muito para as duas equipes. Se a divisão está fora de alcance para o Steelers, que está três jogos atrás do Bengals com quatro partidas a serem disputadas, os playoffs não estão fora de cogitação. No momento Pittsburgh não estaria se classificando para a pós-temporada, mas com uma campanha 7-5 está empatado com Jets e Chiefs, as duas equipes que ocupam as vagas de wild card na AFC. Bills e Texans vem logo atrás com 6-6, ou seja, a disputa vai ser intensa. Portanto qualquer derrota pode comprometer seriamente as chances de qualquer uma dessas equipes de jogar em janeiro. O Steelers conseguiu a boa partida defensiva que precisava contra o Colts, contendo Hasselbeck a 169 jardas e seu ataque a apenas 10 pontos. Enquanto isso, Big Ben e seus companheiros continuaram voando e estão com uma média de impressionantes 38 pontos por partida nas últimas quatro semanas. Com essa sequência o Steelers chega com muita força para o confronto. E se o Bengals já está praticamente garantido nos playoffs, podendo carimbar o passaporte definitivamente vencendo o jogo no domingo, o time ainda tem muito pra disputar na temporada regular. No momento Cincinnati lidera a AFC com 10 vitórias em 12 jogos, mesma campanha de Broncos de Patriots. Os três disputam duas vagas para folgar na primeira rodada dos playoffs, um descanso que será muito bem vindo depois de uma exaustiva temporada regular. É a mesma situação do Steelers: não há margem de erro, qualquer derrota pode ser fatal. Podemos esperar então, além da clássica rivalidade, muita vontade de vencer de ambos os lados, o que deve tornar esse um dos melhores jogos da semana.

guiadarodada03

New England Patriots x Houston Texans – Domingo, 13/12, 23:30 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN e Esporte Interativo

Tom Brady vs Texans

O Patriots, visto até então como imbatível, perdeu dois jogos consecutivos (o que não acontecia desde 2012) e viu sua vantagem na liderança da AFC sumir. Agora a equipe depende de derrotas de Bengals ou Broncos se quiser pular a rodada de wild card e ir direto aos playoffs de divisão. As lesões que dizimaram a equipe estão cobrando seu preço, mas elas somente não explicam o jogo terrível dos special teams e da defesa contra o Eagles. Portanto, New England tem que se avaliar mais a fundo para achar a explicação do que está errado. Independentemente dos problemas, a situação do Patriots ainda é muito confortável em sua divisão, onde a equipe tem três jogos de vantagem para o Jets e pode garantir o título já nessa semana. Para isso precisa vencer o Texans do mortal J.J. Watt. A disputa entre o DE e Tom Brady pode definir esse confronto. Com todos os problemas da linha ofensiva do Patriots, Watt pode não encontrar muita dificuldade para chegar ao QB adversário com frequência. E essa será a chave para a vitória do Texans. A defesa de Houston, que começou a temporada mal, teve uma recuperação boa depois do colapso contra o Dolphins, cedendo apenas 8.8 pontos por partida durante uma sequência de quatro vitórias que colocaram a equipe na disputa pela divisão e pelo wild card. A boa fase da defesa chegou ao fim na semana passada, quando a unidade cedeu 30 pontos para o Bills e levou a equipe a derrota. O desafio de parar Tom Brady será um dos maiores do ano para esse time, mas é hora da defesa aparecer novamente se o Texans quiser ir aos playoffs.

Buffalo Bills x Philadelphia Eagles – Domingo, 13/12, 16:00 (Horário de Brasília) – Sem Trasmissão

Lesean-Mccoy-Philadelphia-Eagles-v-Buffalo-YdzAy0YtWb3l

Os adversários deste domingo protagonizaram uma das trocas mais surpreendentes da interteporada passada, com o Bills enviando o promissor LB Kiko Alonso para o Eagles em troca do já consagrado RB LeSean McCoy. A troca envolveu um aspecto financeiro, mas na parte técnica, nove meses depois do acordo, já temos como saber quem se saiu melhor: o Buffalo Bills. McCoy se tornou peça chave do ataque do Bills e, apesar de ter começado o ano de forma lenta, desde a semana de bye da equipe está com uma média de 123 jardas de scrimmage por jogo. Seu impacto tem sido significativo e fundamental para a ótima temporada do QB Tyrod Taylor. Retornando a Philadelphia, McCoy, que não gostou da troca, tentará fazer o Eagles se arrepender de tê-lo despachado. Se Chip Kelly e a comissão técnica de Philadelphia insistem que não há remorso da troca, o torcedor não pode dizer o mesmo. Enquanto McCoy tem tido um alto impacto em sua nova equipe, Kiko Alonso tem sido uma figura nula na defesa do Eagles. Alonso, que perdeu a temporada passada inteira devido a uma lesão, teve um brilhante ano de calouro em 2013. Esperava-se que ele pudesse repetir as atuações do seu primeiro ano, e em sua estreia em 2015 a esperança foi renovada, com um jogo de seis tackles, um passe desviado e uma interceptação. Porém 12 semanas e cinco jogos perdidos depois, Alonso somou apenas mais 16 tackles aos seus números. Além do ingrediente da troca e do reencontro dos jogadores com seus ex-times, o jogo é importante para a definição dos playoffs. O Bills precisa da vitória para continuar na disputa das vagas de wild card na AFC, enquanto o Eagles, mesmo com uma campanha 5-7, divide a liderança da NFC Leste com Giants e Redskins, e precisa da vitória se quiser se destacar e vencer sua fraca divisão.

Dallas Cowboys x Green Bay Packers – Domingo, 13/12, 19:25 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN

635565996745355234-USATSI-8325578

Quem diria que uma equipe com campanha 4-8 estaria com plenas chances de ir aos playoffs? Essa é a NFL, imprevisível como sempre. E esse é o Dallas Cowboys que, em um ano que poderia estar condenado graças às lesões de seu QB, por conta da falta de competência de seus adversários se encontra a apenas um jogo da liderança da divisão. Com a bagunça que está a NFC Leste e com cinco dos seis jogos dentro da divisão já disputados no ano, o Cowboys vai precisar fazer valer cada jogo, a começar por esse contra o Packers. A vitória contra o Redskins, a primeira do ano sem Tony Romo comandando a equipe, deu esperança ao torcedor que ainda dá e que 2015 ainda tem salvação. Já Green Bay se vê em uma situação um tanto quanto inesperada nessa altura do campeonato. Se no início do ano a equipe era uma das maiores favoritas a vencer a conferência, o time se vê agora com dificuldades de levar a divisão. A derrota do Vikings contra o Cardinals deve dar um alívio temporário, mas uma derrota contra o Cowboys, além de ter um efeito emocional extremamente negativo, levaria a equipe a um novo empate com Minnesota na divisão. Mas não é só o recorde o problema do Packers. A equipe tem jogado mal, e se não fosse o milagre contra o Lions poderia estar com cinco derrotas nos últimos seis jogos. Green Bay tem que aproveitar o Cowboys sem Romo, passar por cima e recuperar a moral para a reta final da temporada. Entretanto isso não será tarefa fácil, contra um Dallas com sede de vitória e motivação para ir aos playoffs após um ano que parecia perdido.

guiadarodada01

San Francisco 49ers x Cleveland Browns – Domingo, 06/12, 16:00 (Horário de Brasília) – Sem Transmissão.

Cleveland Browns v San Francisco 49ers

Duas das equipes mais tristes da temporada se encontram nesse domingo. Do 49ers, após uma completa reformulação, se esperava pouco. Mesmo assim a equipe conseguiu decepcionar. Principalmente com o seu QB Colin Kapernick que chegou a perder a posição para o modesto Blaine Gabbert antes de se contundir e terminar sua temporada antecipadamente. Já o Browns é um time que não consegue se organizar para vencer. Depois do treinador Mike Pettine ter tentado dar um gelo em Johnny Manziel colocando-o como 3º QB da equipe, a lesão de Josh McCown e o experimento falho com Austin Davis colocam o polêmico ex-vencedor do prêmio Heisman como titular novamente. Fora a dança dos QBs em Cleveland há pouco para ver em um jogo que não vale nada a não ser definição da ordem do draft.

guiadarodada02

– O Cincinnati Bengals pode se classificar aos playoffs já nessa semana com uma vitória contra o Steelers. Com isso o QB Andy Dalton (CIN) se juntará a Joe Flacco como os únicos QBs da história a liderar suas equipes aos playoffs nos seus cinco primeiros anos na liga.

– Com 1,5 sack contra o Patriots, o DE J.J. Watt (HOU) se tornará apenas o segundo jogador na história a registrar pelo menos 15 sacks em três das suas cinco primeiras temporadas na liga. O outro jogador a ter esses números é o HOFer Reggie White.

– O QB Blake Bortles (JAX) tem 27 TDs em 2015, recorde da franquia. Com pelo menos três passes para TD contra o Colts, Bortles se junta a Dan Marino, Matthew Stafford e Daunte Culpepper como um dos únicos QBs da história a ter uma temporada de 30 TDs com uma idade igual ou inferior a 23 anos.

– Com 7 recepções contra o Bengals, o WR Antonio Brown se tornará apenas o sexto jogador da história a conquistar três temporadas consecutivas com pelo menos 100 recepções. O recorde da NFL no quesito é de Marvin Harrison, que conseguiu quatro temporadas do tipo entre 1999 e 2002.

Compartilhe

Comments are closed.