sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Compartilhe

'

Chegamos a semana 3 da NFL e a temporada de cada time começa a se desenhar. Torcedores de nove equipes da liga (Patriots, Jets, Bengals, Broncos, Cowboys, Packers, Falcons, Panthers e Cardinals) ainda não sabem o que é perder. Você não torce pra uma delas? Não precisa entrar em pânico: no ano passado seis dos oito campeões de divisão começaram a temporada 1-1 ou 0-2. Desde o realinhamento das divisões da NFL, em 2002, 60,3% dos times que se classificaram para os playoffs tiveram pelo menos uma derrota nas duas primeiras semanas. Agora, você faz parte de  uma das torcidas da liga que ainda não sentiram o gosto da vitória em 2015? Não jogue a toalha: desde 1990, quando o atual formato de playoffs começou, 24 times que  começaram pelo menos 0-2, chegaram aos playoffs, incluindo três campeões de Super Bowl (Cowboys de 1991, Patriots de 2001 e Giants de 2007). É muito cedo para tirarmos conclusões da temporada. A cada semana que passa os jogos se tornam mais decisivos e o caminho para o Super Bowl 50 se estreita. Confira aqui o que ficar de olho na semana 3 da NFL.

Leia mais: NFL na TV: Transmissões da Semana 3

JOGO DA SEMANA

St. Louis Rams x Pittsburgh Steelers – Domingo, 27/09, 14:00 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN

O St. Louis Rams mostrou força na semana 1, ao derrotar o Seattle Seahawks na prorrogação. O time conseguiu deter Marshawn Lynch a 73 jardas, enquanto Nick Foles demonstrou potencial com seu novo ataque após lançar para quase 300 jardas e evitar interceptações contra a famigerada Legion of Boom. Parecia que o Rams finalmente viria com tudo e poderia ameaçar o domínio de Seattle. Mas aí veio a semana 2, e o time cedeu 123 jardas terrestres e 2 TDs para o calouro Matt Jones, deixou Kirk Cousins acertar 23 de 27 passes e conseguiu míseras 213 jardas totais no ataque. Aí não dá. O Rams realmente tem uma equipe talentosa, mas precisa de consistência. Para isso o time de St. Louis precisa começar a vencer, e o primeiro da fila é o Pittsburgh Steelers. A equipe de Big Ben começou o ano com tudo, e apesar da derrota para o Patriots, o time tem mostrado um ataque avassalador. Passadas duas semanas esse ataque já lidera a NFL em jardas por partida, e um terá no retorno de Le’Veon Bell um dos melhores corredores da liga novamente em campo. DeAngelo Williams que conseguiu 3 TDs contra o 49ers, Antonio Brown que já tem 328 jardas em 2015 e Big Ben completam um dos ataques mais potentes da NFL. Eles enfrentam uma das melhores linhas defensivas da liga, e devemos ter um duelo de gigantes entre a defesa de St. Louis e o ataque de Pittsburgh no domingo. Só vamos torcer para o Rams ser o que derrotou o Seahawks e não o que perdeu para o Redskins.

PODE SER INTERESSANTE

New York Jets x Philadelphia Eagles – Domingo, 27/09, 14:00 (Horário de Brasília) – Transmissão: Sem Transmissão

123295181--nfl_large_580_1000

Duas surpresas no início de temporada, uma positiva e uma negativa, se enfrentam no domingo. Enquanto o Jets quer mostrar que vem com tudo em 2015, o Eagles tenta provar que os vacilos das primeiras rodadas foram algo esporádico. O Jets vem de duas atuações defensivas extremamente consistentes. Enquanto alguém poderia esperar que isso acontecesse contra o Browns, a vitória dominante contra o Colts no MNF prova que esse time não está de brincadeira. Foram 3 interceptações em cima de Andrew Luck, 5 turnovers no total e 10 já forçados em apenas dois jogos. Como já havíamos adiantado, essa defesa deve brilhar em 2015. O ataque, principalmente terrestre, tem se mostrado eficiente o suficiente para levar o Jets a vencer jogos, e a Gang Green já sonha com um retorno aos playoffs após cinco anos. Já o Eagles chegou a temporada com muita expectativa. Duas derrotas, para Falcons e Cowboys (que jogou sem Dez Bryant e a maior parte do tempo também sem Tony Romo), jogaram essa expectativa lá pra baixo. O jogo corrido, de quem se esperava muito, tem sido pífio, e é o pior da liga até agora com a ridícula média de 35 jardas por partida. Isso tem colocado uma carga muito grande em Sam Bradford, que tentou em média 45 passes por jogo e já conta com 4 interceptações na temporada. A defesa não fica muito atrás, e é a 9ª pior da liga em 2015. Porém o talento está lá, e no papel o Eagles deveria estar muito melhor. Tem a chance de começar a recuperar a temporada nessa partida contra o Jets. É um jogo entre dois times que vivem tendências opostas e tem muito a provar, o que deve levar a uma partida bastante acirrada no Metlife Stadium.

Dallas Cowboys x Atlanta Falcons – Domingo, 20/09, 14:00 (Horário de Brasília) – Transmissão: Sem Transmissão

brandon-weeden

Mais um jogo entre um time em alta e um time em baixa. Mas dessa vez, os dois estão invictos na NFL. O problema para o Cowboys foram as lesões. Após a dura perda de Dez Bryant na semana 1, o ataque de Dallas levou o golpe de misericórdia ao também perder seu QB Tony Romo na semana 2. Romo foi para o IR com designação para retorno, e o mais cedo que ele pode voltar a jogar é a semana 11 contra o Dophins. Até lá Brandon Weeden comandará a equipe por sete partidas, sem ter o principal alvo da equipe em campo. Dallas conta com uma boa equipe, e conseguiu vencer o Eagles sem seu QB na semana passada. Porém fica muito difícil apostar as fichas no Cowboys com duas baixas tão importantes. O time de Jerry Jones tenta provar contra Atlanta que pode se manter na disputa pela pós-temporada até Romo voltar. Esperava-se muito pouco do Falcons nesse ano. Porém, vitórias com autoridade sobre Eagles e Giants colocam o time como o favorito a vencer a NFC Sul. Excelentes atuações de Matt Ryan e, principalmente, de Julio Jones fazem os torcedores de Atlanta lembrar de um passado não tão distante onde a equipe disputava o posto de melhor equipe da NFC. Mais uma vez duas equipes que tem muito a provar. O Cowboys quer mostrar que pode chegar mesmo sem seus melhores jogadores, enquanto o Falcons tenta provar que os questionamentos sobre a equipe eram injustificados. Deve ser uma grande partida.

Green Bay Packers x Kansas City Chiefs – Segunda-Feira, 28/09, 21:30 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN

136064045_crop_north

O Packers tem demonstrado que todo o favoritismo colocado na equipe é justificado. Mesmo sem o excelente Jordy Nelson, o ataque de Green Bay tem engrenado, e nem mesmo a perda de Eddie Lacy durante o jogo contra o Seahawks impediu o Packers de conseguir duas vitórias fáceis para iniciar o ano. Uma delas, demonstrou que o jogo pode virar esse ano na NFC, com a primeira derrota de Russell Wilson para a equipe de Winsconsin em sua carreira. Mas, o que separa uma equipe boa de uma excelente? Consistência. O Chiefs não teve problema em passar por cima da forte defesa de Houston no primeiro tempo da estreia, indo para o vestiário vencendo por 27-6, com 3 TDs de Alex Smith e nenhuma interceptação. Já no segundo jogo, contra o rival de divisão Denver Broncos, Smith não conseguiu nem 200 jardas, não marcou TD e sofreu 2 interceptações. Um jogo que parecia ganho no two minute warning, se tornou um empate certo com o TD do Broncos a 36 segundos do fim, e uma dolorosa derrota com o fumble de Jamaal Charles retornado para TD na jogada seguinte. O jogo estava nas mãos do Chiefs e o time não conseguiu a vitória. Essa é a diferença entre Packers e Chiefs. Packers fecha seus jogos, o Chiefs não. Apesar disso, ambas as equipes tem qualidade e devem proporcionar um excelente jogo na noite de segunda. O bom pass rush de Kansas City não deve dar sossego a Aaron Rodgers, e pressionar o QB do Packers tem que ser a prioridade do Chiefs se quiser vencer a partida.

FUJA

Carolina Panthers x New Orleans Saints – Domingo, 27/09, 14:00 (Horário de Brasília) – Sem transmissão

B_wzTp3UYAADtZe

Sabe aquilo que escrevi no começo sobre os times com 0-2 ainda estarem na disputa? Então, não vale pro Saints. O time tem ido de mal a pior, e nem o ataque que sempre foi o lado positivo da equipe decepcionou e muito nos dois primeiros jogos. E pior ainda, Brees não vai pro jogo e o Saints será comandado por Luke McCown. Já a defesa da equipe, apesar de alguns lampejos de positividade, contínua mal como sempre, figurando na 7ª posição entre as piores da liga. O retorno de Keenan Lewis, Dannell Ellerbe e Jairus Byrd pode acontecer, mas mesmo assim o ataque do Panthers não deve encontrar muitas dificuldades. Cam Newton tem jogado de forma efetiva, e apesar de seus números de passe não impressionarem, ele correu para 76 jardas e um TD na vitória contra o Texans na última semana. Não deve encontrar dificuldades para correr contra a defesa do Saints. É um jogo meio previsível e que deve contar com dois ataques mornos, por isso fica com o destaque negativo da rodada.

FIQUE DE OLHO

– Com 3 passes para TD contra o Jacksonville Jaguars o QB Tom Brady (NE) pode se tornar o segundo jogador da história a anotar pelo menos 10 TDs nos primeiros 3 jogos de uma temporada. O outro QB a atingir tal feito foi Peyton Manning, em 2013, com 12 TDs.

– O QB Ben Roethlisberger pode se tornar o 5º jogador em atividade a ter 40000 jardas na carreira se lançar para 223 jardas contra o Rams, juntando-se a Drew Brees, Peyton Manning, Tom Brady e Eli Manning. Esse é o maior número de QBs em atividade simultaneamente a alcançar a marca na história da liga. Ele também seria o primeiro jogador do Steelers a conquistar o feito.

– Se a defesa do Jets forçar 5 turnovers contra o Philadelphia Eagles ela se tornará o primeiro time a conquistar pelo menos 5 roubadas de bola por partida durante as três primeiras semanas desde o Green Bay Packers de 1963.

– Recebendo 2 TDs contra o Jaguars o TE Rob Gronkowski (NE) será o segundo jogador mais rápido da história a atingir 60 TDs na carreira (em 68 jogos). Ele pode ficar a frente de nomes como Jerry Rice (69 jogos) e Randy Moss (78 jogos).

Compartilhe

Comments are closed.