sexta-feira, 1 de novembro de 2019

Compartilhe

A semana 9 da temporada terá alguns confrontos que vão pegar fogo e serão importantes para o restante da temporada, em questão de classificação. A rodada tem algumas equipes interessantes de folga, como New Orleans Saints e Los Angeles Rams, sendo necessário que seja uma semana de recuperação, descanso e que os times voltem com tudo na semana 10, para brigarem por uma vaga nos playoffs. Confira algumas curiosidades:

  • A semana 8 manteve a invencibilidade de New England Patriots e San Francisco 49ers.
  • Mesmo após bom jogo de Miami contra Pittsburgh na semana 8, apenas Dolphins e Bengals seguem sem vencer e brigam pela primeira escolha geral do draft de 2020.
  •  Com a vitória do New England Patriots sobre o Cleveland Browns domingo, o técnico Bill Belichick chegou as 300 vitórias na carreira. Curiosamente, a primeira vitória dele foi pelo Cleveland Browns em cima do New England Patriots, em 1991.
  • A data limite para trocas, terça-feira às 17h, horário de Brasília, passou sem muitas movimentações importantes. Destaque para as trocas anteriores de Jalen Ramsey para o Rams, Marcus Peters para o Ravens, Emmanuel Sanders para o 49ers, Kenyan Drake para o Cardinals e Aqib Talib para o Dolphins.
  • O DE J.J. Watt, do Houston Texans, sofreu uma lesão no tórax e está fora do restante da temporada.
  • Cooper Kupp bateu o recorde de jardas recebidas em um jogo fora dos Estados Unidos, com 220 jardas contra o Cincinnati Bengals.
  • Os 51 pontos do San Francisco 49ers contra o Carolina Panthers são a maior marca da franquia desde 1993.
  • O LT Andrew Withworth foi titular em vitórias contras as 32 franquias da NFL após a vitória do Los Angeles Rams sobre o Cincinnati Bengals, seu ex-time.

A Semana 9 da NFL começou ontem com a partida entre San Francisco 49ers e Arizona Cardinals. As partidas a partir de domingo começarão 1 hora mais tarde, por conta do fim do horário de verão americano! Confira nosso Guia e não perca nada!

New England Patriots (8-0) @ Baltimore Ravens (5-2) – Domingo, 03/11, 22h20 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN 

 

 

 

 

 

O principal confronto da semana será o duelo entre duas forças da conferência nacional, o último campeão do Super Bowl New England Patriots, contra um dos times que mais dá trabalho ao time de Foxborough na década, o Baltimore Ravens.

O time de New vem com dificuldades no ataque, principalmente no jogo aéreo, que não tem tido o brilho de outrora. A linha ofensiva e o corpo de recebedores vêm sofrendo desfalques, o que prejudica a fluidez do ataque. A tendência é que os times tentem pressionar Tom Brady cada vez mais, para que ele não tenha tempo de lançar a bola e maquiar as deficiências do corpo de recebedores como em outros anos. No jogo corrido, sem Gronk, Develin e Andrews, três pilares do jogo terrestre em 2018, McDaniels teve de fazer ajustes e Sony Michel que vinha muito mal, parece melhorar. Rex Burkhead, que voltou de lesão semana passada e James White continuam contribuindo recebendo passes.

Na defesa, o time do Patriots tem números fantásticos. Com jogadores em grande fase e Bill Belichick chamando as jogadas defensivas, a equipe é a número 1 em pontos e turnovers, sendo 18 interceptações em 8 jogos. Mas a defesa terrestre sofreu com Nick Chubb no último jogo e pode ter dificuldades contra o forte jogo corrido de options de Baltimore, com Lamar Jackson e Mark Ingram.

No lado de Baltimore, a defesa que foi tão bem ano passado, oscilou em alguns momentos neste ano. O reforço de Marcus Peters e a volta de Jimmy Smith ao time nas próximas semanas elevam a secundária a outro patamar, mas a capacidade de pressionar o quarterback é um dos problemas desta defesa e contra Tom Brady, não incomodar o passador é fatal.

No ataque, Lamar Jackson evolui a cada semana, com confiança para passar a bola e correr nas options. Um dos poucos pontos em que a defesa do Patriots é vulnerável, o jogo corrido é o carro-chefe do ataque de Baltimore. Controlar a posse e estabelecer seu jogo terrestre é essencial para vencer o Patriots e abrir espaços no jogo aéreo em uma secundária de elite.

Principais jogadores:

New England Patriots:

QB Tom Brady teve 2 TD e 259 jardas no último jogo. WR Julian Edelman teve 78 jardas e 2 TDs contra o Browns. RB Sony Michel teve 74 jardas na semana 8. LB Jamie Collins teve 1,5 sack, 12 tackles e 1 tackle para perda de jardas no último jogo. DL Adam Butler teve 2 tackles, 2 sacks e 2 tackles para perda de jardas contra o Browns.

Baltimore Ravens:

QB Lamar Jackson passou para 143 jardas e correu para 116 jardas e 1 TD na semana 7. RB Mark Ingram correu para 46 jardas no último jogo. WR Myles Boykin teve 2 recepções para 55 jardas contra o Seahawks.  CB  Marcus Peters teve 1 interceptação na semana 7. DB Maurice Canady teve 6 tackles e 1 tackle para perda de jardas no último jogo.

Leia Mais: Rastreando Draftados – Nick Bosa absolutamente imparável

Leia Também: Draftando Quarterbacks: Barganhas

Houston Texans (5-3) @ Jacksonville Jaguars (4-4) – Domingo, 03/11, 11h30 (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN

 

 

 

 

 

 

Jogo entre dois rivais da divisão que brigam pela divisão, juntamente com o Indianapolis Colts. O jogo na Flórida será um confronto direto, já que a diferença entre as equipes é de apenas uma vitória.

A chave para o jogo para Houston é proteger Desahun Watson e pressionar Gardner Minshew. A pressão em Brissett é necessária pois a secundária do time texano não vem tendo bons jogos como um todo. Gerar pressão e fazer o QB calouro tomar decisões equivocadas podem ajudar a secundária e o time de Houston tem jogadores para isso. A lesão de J.J. Watt vai atrapalhar a missão de gerar pressão em Minshew e jogadores como o calouro Charles Omenihu terão que assumir a “bomba” e compensar a ausência do ícone da franquia.

No ataque, o time vem correndo bem com Carlos Hyde e isso alivia um pouco da pressão de Watson. Com menos dropbacks, Watson corre menos risco de ser assassinado no pocket por falha de um de seus jogadores de linha ofensiva. A linha vem melhorando mas ainda está longe de ser a ideal. A criatividade nas chamadas também pode ajudar a tirar a pressão de Watson.

Pelo lado do Jacksonville Jaguars, a ordem é manter Watson fora de campo o máximo possível. A grande fase do jogador faz com que o controle da posse seja um fator determinante para o Jaguars. Com isso, Leonard Fournette e a linha ofensiva terão de jogar bem e manter o ataque em campo, com Minshew em situações boas de conversão para ficar com a bola.

Na defesa, o time da Flórida precisa implodir o pocket, com disciplina nos gaps para conseguir limitar Watson, que é uma ameaça passando e correndo com a bola. Calais Campbell e o calouro Josh Allen serão importantes na missão de parar um dos candidatos a MVP até o momento.

Principais jogadores:

Houston Texans:

QB Deshaun Watson completou 27 passes de 39 tentados para 279 jardas com 3 TDs na última semana. RB Carlos Hyde teve 83 jardas terrestres no último jogo. WR DeAndre Hopkins teve 11 recepções para 109 jardas contra o Raiders. EDGE Whitney Mercilus teve 4 tackles e 2 tackles para perda de jardas na última semana. LB Zach Cunningham teve 4 tackles e 1 tackle para perda de jardas  no último jogo.

Jacksonville Jaguars:

QB Gardner Minshew III teve 279 jardas e 3 TDs na semana 8. RB Leonard Fournette liderou o time com 76 jardas terrestres no último jogo do time. WR Chris Conley teve 103 jardas de recepção e 1 TD em 4 recepções na semana 8. DB Tre Herndon teve 2 tackles e 2 interceptações na partida passada. EDGE Yannick Ngakoue teve 2 tackles, 2 sacks e 2 tackles para perda de jardas contra o Jets.

Minnesota Vikings (6-2) @ Kansas City Chiefs (5-3) – Segunda, 03/10, 15h (Horário de Brasília) – Transmissão: ESPN

 

 

 

 

 

 

Mais um duelo que vai abalar o domingo é no Arrowhead Stadium, entre Minnesota Vikings e Kansas City Chiefs. Dois times que mostraram força neste início de temporada e que devem estar na pós-temporada este ano.

O time do Missouri precisa limitar o jogo terrestre de Minnesota que vem arrasando corações na temporada, com Dalvin Cook em ótima fase e uma linha ofensiva que vem funcionando muito bem. Emmanuel Ogbah, Chris Jones (se jogar) e Frank Clark (se jogar) são exemplos dos jogadores que terão de estar em seus melhores dias para segurar o ímpeto do ataque de Minnesota.

No ataque, o time do Chiefs ainda não sabe se contará com o MVP Patrick Mahomes, que pode agravar a sua lesão se for para o jogo contra uma defesa agressiva como a de Minnesota. Os playmakers e o talento de Andy Reid já incomodam bastante mesmo com o reserva Matt Moore em campo.

Para Minnesota, é aproveitar a fase de alguns jogadores dos dois lados da bola, como Dalvin Cook, Stefon Diggs, Adam Thielen, Danielle Hunter e tirar a pressão de Kirk Cousins. Com Cousins lançando só em situações de extremo conforto, as chances de uma lambança ficam menores.

Principais jogadores:

Kansas City Chiefs:

QB Matt Moore passou para 267 jardas e 2 TDs na semana 8. RB LeSean McCoy correu para 40 jardas no último jogo. WR Tyreek Hill teve 6 recepções para 76 jardas contra o Packers.  DL  Tanoh Kpassagnon teve 2 tackles, 2 sacks e 2 tackles para perda de jardas na semana 8. LB Damien Wilson teve 5 tackles, 1 sack e 1 tackle no  último jogo.

Minnesota Vikings:

QB Kirk Cousins passou para 285 jardas na semana 8. RB Dalvin Cook correu para 98 jardas e 1 TD contra o Redskins. WR Stefon Diggs teve 7 recepções, para 143 jardas no último jogo.  DB  Anthony Harris teve 1 interceptação e 1 passe desviado na semana 8. DL Danielle Hunter teve 5 tackles, 1 tackle para a perda de jardas, 1 fumble forçado e 1 sack no último jogo.

 

New York Jets (1-6) @ Miami Dolphins (0-7) – Domingo, 03/11, 15h (Horário de Brasília) –  Transmissão: NFL Game Pass

 

 

 

 

 

 

Voltamos aos confrontos divisionais para alertar vocês. Não percam tempo vendo jogos de Miami, a não ser que você seja torcedor envolvido em uma das partes. A blitz numa terceira pra 20 jardas no fim do primeiro tempo com o time vencendo fora de casa foi um exemplo de que Miami está no projeto full reconstrução e não se importa de perder em 2019.

O time enfrenta outro time que parece estar pensando no futuro. O New York Jets colocou todo seu elenco a disposição, tirando Quinnen Williams e Sam Darnold, na data limite para trocas. Adam Gase agora terá que lidar com egos como de Le’Veon Bell e Jamaal Adams após essas notícias e um time que tem apenas uma vitória em 2019.

A defesa do Jets vem tendo muitas dificuldades e ainda trocou um de seus melhores jogadores, Leonard Williams, para o lado azul de Nova York. Pressionar a linha ofensiva de Miami não é um dos desafios mais difíceis do mundo, mas Fitzpatrick pode ter um pouco mais de tranquilidade no domingo.

No ataque, New York conta com uma linha ofensiva ruim, que cedeu 7 sacks no último jogo contra o Jaguars e sofrer contra jogadores como Christian Wilkins e Jerome Baker.

Para Miami, o time como um todo é bem ruim. Resta torcer para alguns jovens talentos se desenvolverem para os próximos anos e alguns veteranos mostrarem bom valor de troca.

Principais jogadores:

New York Jets:

QB Sam Darnold passou para 218 jardas, 2 TDs e 3 interceptação no último jogo em que jogou. RB Le’Veon Bell liderou o time e correu para 23 jardas na semana 8. TE Ryan Griffin teve 4 recepções para 66 jardas e 2 TDs no último jogo. CB Darryl Roberts  teve 4 tackles e 2 passes desviados na partida passada. DL Kyle Phillips teve 3 tackles, 0,5 sack e  3 tackles e 3 tackles para perda de jardas contra o Jaguars.

Miami Dolphins:

QB Ryan Fitzpatrick passou para 190 jardas e 2 TD e 2 interceptações na semana 8. RB Mark Walton teve 35 jardas terrestres no último jogo da equipe. WR Devante Parker teve 59 jardas recebidas no último jogo. CB Xavien Howard teve 1 tackle e 1 interceptação e 3  passes desviados no duelo contra Pittsburgh. LB Jerome Baker teve 8 tackles e 2 tackles para perda de jardas na última partida.

 

 

  • Kyle Allen, Gardner Minshew e Daniel Jones continuam como titulares em seus times. Bridgewater voltou ao banco na última semana com a volta de Drew Brees
  • A defesa do New England Patriots lidera a liga com 18 interceptações feitas. Baker Mayfield lidera a liga com 11 interceptações sofridas.
  • Ainda na defesa de New England, o time tem a terceira maior diferença de pontos após 8 jogos em 100 anos de liga. Perde apenas para o Buffalo All-Americans de 1920 e para o Patriots de 2007.
  • O QB Tom Brady chegou a 13 passes para TD, recorde da liga para jogadores com 42 anos ou mais.
  • Joe Flacco se lesionou e deve ficar fora de 4 a 6 semanas. Brandon Allen foi anunciado como titular.
  • O técnico do Cincinnati Bengals anunciou que Ryan Finley é o QB titular da equipe para a semana 9.

Acompanhe  nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.