segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Compartilhe

Com a notícia da aposentadoria de Andrew Luck, muitos imaginaram um ano ruim do Indianapolis Colts e caminho livre para o Houston Texans vencer a divisão Sul da Conferência Americana. Não foi bem isso que vimos neste domingo.

Com um elenco jovem e promissor, alguns veteranos mostrando combustível no tanque e um treinador que vem se consolidando como um dos melhores da NFL, o time vem surpreendendo aqueles que apostavam numa derrocada pós-Luck. Neste domingo, o time jogou bem e venceu o até então líder da divisão por 30 a 23, com atuações sólidas de vários jovens e atuação de almanaque do substituto de Luck, Jacoby Brissett.

Leia Mais: Rastreando Draftados – Kyler Murray embala e consegue sua segunda vitória consecutiva com o Cardinals

Leia Também: NFL na TV – Transmissões da Semana 7

Brissett, draftado em 2016 pelo New England Patriots, foi trocado para Indianapolis na troca que envolveu o recebedor Phillip Dorsett. Além das características físicas, os responsáveis pelo draft de Brissett observaram nele qualidades da parte mental que saltam aos olhos na NFL de hoje em dia. A capacidade de liderança e de resiliência em situações críticas de Brissett são elogiadas desde que ele chegou em New England e em Indianapolis, foi o que convenceu Reich a colocá-lo no trono, substituindo o melhor prospecto já avaliado no século 21.

Ontem, além da performance de QB da franquia pelos próximos anos de Brissett, com 326 jardas, 4 touchdowns e zero interceptações, a linha ofensiva jogou muito bem contra uma defesa lotada de talentos, como J.J. Watt e Whitney Mercilus, cedendo apenas um sack. A outra atuação monstruosa foi de Darius Leonard. O calouro defensivo de 2018 sofreu uma concussão na semana 2 e perdeu vários jogos. Seu retorno provou que ele é um dos melhores jogadores da posição em toda NFL, tanto contra o jogo terrestre, quanto na cobertura. 7 tackles e 1 interceptação que matou o jogo para o linebacker de apenas 24 anos. Menções honrosas a Justin Houston (2 sacks, 2 tackles para a perda de jardas) e Zach Pascal (106 jardas, 2 TDs) que foram muito bem no jogo.

Olhando para o futuro, Frank Reich tem tudo para ter um elenco dominante nas próximas 3 temporadas, com Chris Ballard fazendo um bom trabalho como general manager e reforçando o ótimo núcleo jovem do time de Indiana, o Indianapolis Colts tem de tudo para brigar pelo título da conferência nos próximos anos. Por enquanto, o time ainda está um pouco longe dos favoritos da conferência, mas vem provando que pode incomodar ainda em 2019, após as vitórias sobre Kansas City Chiefs e Houston Texans. Jacoby Brissett não é Andrew Luck, longe disso, mas tem as ferramentas certas para levar o time as vitórias e tem um técnico que potencializa suas qualidades, o que muitos prospectos de muita qualidade saindo da universidade nunca tiveram, por isso, tanta confiança do que vos escreve para a sequência de Brissett como titular.

Vencendo a divisão, ou via Wild Card, o Indianapolis Colts deve alcançar a pós-temporada. Será o momento em que o núcleo jovem do elenco e, principalmente, Brissett, serão testados para realmente definir se o Indianapolis tem uma chance de vencer o Super Bowl em um futuro próximo. O que podemos dizer no momento é que a aposentadoria de Andrew Luck foi impactante e triste, mas que o time de Indianapolis sobreviveu e está forte na briga pela divisão, assim como o novo quarterback titular também está pronto para ser titular na NFL.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.