sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Compartilhe

A temporada regular finalmente começou! Na última quinta-feira o Chicago Bears recebeu o Green Bay Packers no Soldier Field para o pontapé inicial da 100ª temporada da NFL. Significa que finalmente saberemos nos próximos meses se todas as expectativas criadas no primeiro semestre realmente foram dignas de tal, e o quão melhores (ou piores) estão os 32 times que integram a liga profissional de futebol americano.

Grande parte de confirmarmos ou não tais expectativas criadas diz respeito à evolução de jovens atletas de uma temporada para outra. A capacidade de passar meses e meses estudando afinco o livro de jogadas para assimilar melhor sua função dentro dos mais variados esquemas de jogo, o entendimento sobre o que fazer dentro de campo ou simplesmente o fato de ter passagem livre dentro do elenco, isto é, mais tempo de jogo devido à saídas de jogadores que antes lhe tomavam o espaço de campo são alguns itens fundamentais na hora de avaliarmos o potencial de certo atleta e sua capacidade de confirmar as altas expectativas criadas para si. Preparamos uma lista com alguns jogadores que, devido aos mais variados motivos citados ao longo do texto, podem “explodir” de vez e começar a ganhar as manchetes do cenário da NFL ao apresentarem um desempenho interessante em algum momento da carreira e haver a possibilidade de entrarem em campo com mais frequência.

Leia Mais: Mesa Redonda – Expectativas para a temporada de 19/20

Leia Também: Packers vence Bears no jogo de abertura com menos pontos da história da NFL

Obs: esta matéria foi sugerida por um assinante em nosso grupo de pautas no WhatsApp. Lá, quem ajuda e apoia o site pode sugerir todo tipo de temas para analisarmos e postarmos aqui no site. Quer ajudar na divulgação de nosso conteúdo e ainda ter materiais exclusivos como textos, vídeos e analises? Seja um assinante!

QB Sam Darnold (New York Jets)

O QB do Jets teve uma conturbada temporada de calouro em 2018, tendo apenas 17 TDs de passe contra 15 interceptações lançadas (inclusive uma pick-six em seu primeiro passe como profissional), mas foi descoberto que ele não estava totalmente saudável no começo da temporada, o que prejudicou bastante seu desenvolvimento nos primeiros jogos de sua carreira. Já na parte final da temporada, a ex-estrela de USC foi bem dominante em seu desempenho, o que encheu a comissão técnica e os torcedores de esperança acerca do que o jovem de apenas 21 anos pode se tornar.

Durante os quatro jogos de Dezembro, ele lançou seis passeis para TD contra apenas uma interceptação lançada, enquanto em Novembro foram quatro interceptações sem um passe para touchdown sequer, em uma clara evolução de desempenho. Sua mecânica parecia mais suave e sua confiança em alta, o que nos fez finalmente entender o porquê do Jets abrir mão de três escolhas de segunda rodada de Draft para subir até a 3ª posição geral e recrutar o jovem Quarterback. Para 2019, com o reforço do RB Le’Veon Bell para tirar um pouco do peso sobre ele, mais ambientado com o livro de jogadas e saudável desde o começo da campanha, podemos ver Darnold finalmente representar uma esperança de QB da franquia do lado verde de Nova Iorque, algo que anseiam desde a saída do lendário Joe Namath.

DE/LB Derek Barnett (Eagles)

Parece que Barnett está finalmente à ponto de sair da sombra de lembrado por apenas uma jogada – por mais espetacular e importante que tenha sido, que foi o sack-fumble sobre Tom Brady para praticamente sacramentar a conquista do único Super Bowl da história do Eagles. Mas ao pensarmos no teto de evolução do jovem jogador e do tempo de jogo que ele provavelmente terá em 2019, lances iguais a este devem se tornar comuns.

O jovem atleta é, para quem cobre o time diariamente, um exemplo de profissional. Sua dedicação e entrega à este esporte é tida por todos como exemplo mesmo para os veteranos, e parece que toda esta dedicação está a ponto de explodir em desempenho excepcional dentro de campo. Na última temporada ele teve apenas 2.5 sacks mas sua campanha foi limitada a apenas seis jogos por conta de uma hérnia na coluna além do fato que precisou contornar a perda do irmão, morto em um acidente de trânsito. Agora, totalmente recuperado da lesão e sedento para atuar, deverá ser o Defensive End titular já que Chris Long se aposentou e Michaell Bennett foi para o New England Patriots, então terá uma grande quantidade de snaps para atuar como principal peça na caça ao QB adversário juntamente com o ótimo Brandon Graham. A combinação tem tudo para render ao menos 20 sacks somados para a ótima unidade defensiva do Eagles.

S Malik Hooker (Indianapolis Colts)

Hooker carrega para si as expectativas de ser o próximo grande DB da NFL – muitos o comparavam com Earl Thomas ao sair do College em 2017 e ser recrutado com a 15ª escolha geral. Sua carreira começou muito bem com quatro passes defendidos e três interceptações nos primeiros sete jogos como profissional, mas a combinação de uma lesão nos ligamentos médio e lateral do joelho e a troca de toda a comissão técnica do Colts para a temporada de 2018 pareceu atrasar um pouco o desenvolvimento do jogador, mas agora este pode ser seu ano.
Agora, após dois anos de sua cirurgia – o que denota que está totalmente recuperado, e toda a intertemporada para trabalhar puramente sua parte física e técnica, já que o coordenador defensivo Matt Eberflus foi mantido após um ótimo ano de 2018 comandando a defesa, podemos estar prestes a ver o que ele realmente pode fazer dentro de um campo de jogo, sem limitações ou receios por conta de lesões e totalmente adaptado ao sistema defensivo que está inserido. Eberflus inclusive pode até tirar um pouco das responsabilidades defensivas que um S que atua no esquema de jogo cover 2 (usado pelo Colts) para premiar os instintos do jogador, em uma espécie de que consagrou justamente Earl Thomas em seus anos de Seattle.
LB Tremaine Edmunds (Buffalo Bills)

Imagine ter apenas vinte anos de idade e carregar o peso de ser um jogador recrutado na 1ª rodada do Draft da NFL? Pois foi o que aconteceu com Edmunds e Buffalo Bills em 2018. Ele claramente sentiu o peso e a pressão de ser um jogador tido como fundamental para a melhora do desempenho da unidade defensiva do Bills em 2018 e começou muito mal sua temporada de calouro, mas com o passar das semanas ele foi ficando cada vez mas confortável e efetivo dentro dos alinhamentos defensivos de Buffalo, o que é um aviso para o restante da AFC.

Sua melhora foi nítida na segunda parte da temporada: o rating dos QBs advesários lançando em sua direção foi de estrondosos 111.5 na primeira metade da campanha (um número acima de 90 para Quarterbacks já é muito bom). Na segunda parte da campanha, tal índice de efetividade dos QBs lançando em sua direção caiu para 68.7, gerando muito otimismo acerca do potencial deste jovem jogador. Além disso, o mês de Dezembro de Edmunds foi realmente de elite: foram 43 tackles, duas interceptações e um sack somente nas quatro partidas da equipe no mês final da temporada, demonstrando que finalmente o atleta se sentia confortável no coração da defesa do Bills.

Em 2019 esperamos uma melhora ainda mais efetiva do jogador. Com um ano de experiência no currículo e sem grandes mudanças  no estilo de jogo do Bills, podemos estar prestes a ver o próximo grande MLB a capitanear a unidade defensiva de Buffalo – com apenas 21 anos.

OT Orlando Brown Junior (Baltimore Ravens)

A curta carreira de Brown entre os profissionais já teve algumas reviravoltas interessantes. Da expectativa de ser um jogador recrutado na primeira rodada após boa carreira universitária atuando por Oklahoma, passando pelo desastroso desempenho no Combine (que esfriou o interesse de vários times em si) e o derrubou no Draft, indo pelo fato de ser recrutado pelo Ravens e ter começado na reserva até finalmente chegarmos em sua inserção na titularidade após a lesão do RT titular, o jovem jogador já passou por muita coisa.

Tido como um jogador extremamente cru – o técnico de condicionamento físico do Ravens chegou a dizer que ele simplesmente era um cara forte dentro do vestiário, foi nítida a evolução do jogador ao longo da temporada regular. O Pro Football Focus o creditou como o 8º melhor RT da segunda parte da temporada, cedendo pressão em apenas 4% das jogadas de passe do ataque do Ravens, uma grata surpresa. Ninguém nunca duvidou da capacidade física do atleta, o que não esperavam era uma adaptação tão rápida de sua técnica de estilo de jogo, já que ele refinou bastante esta parte e agora já parece passível de se afirmar que briga pela titularidade. Se o LT Ronnie Stanley já parece totalmente pronto para a posição, Orlando tem tudo para seguir o mesmo caminho na outra extremidade da linha ofensiva – para a alegria do QB Lamar Jackson.

S Jabrill Peppers (New York Giants)

Na infame troca que levou o WR Odell Beckham Jr ao Cleveland Browns, uma peça deste quebra-cabeça muitas vezes esquecida por todos é a do S Jabrill Peppers, que pareceu ser apenas um contrapeso nas negociações que levou o talentoso porém problemático WR para Ohio, mas os planos do Giants para o jovem jogador podem ser muito grandes.

Peppers parece o substituto natural para Landon Collins, que aceitou os milhões de dólares oferecidos pelo Washington Redskins e saiu do Giants – e não tão utópico pensarmos nisso, já que ele foi simplesmente uma fábrica de grandes jogadas em duas grandes temporadas atuando no College por Michigan. A adaptação para a NFL após ser recrutado na primeira rodada foi longe do ideal, mas podemos culpar a então questionável comissão técnica do Browns que não conseguiu explorar o potencial do atleta. No ano passado, já um pouco mais ambientado, ele conseguiu 79 tackles, 3 fumbles recuperados e um sack em meio ao time que ressurgiu ao longo da temporada e encheu os torcedores de esperança de finalmente terem dias melhores por lá.

Agora, em um time com vários jovens prospectos interessantes na defesa, Peppers pode ser o principal deles. Ele está há tanto tempo na NFL que é até difícil pensarmos no fato que ele tem apenas 23 anos – e pode se tornar uma estrela em 2019.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.