sexta-feira, 15 de março de 2019

Compartilhe

Bem-vindo (a) à quarta edição do Jornal do Draft! Nessa louca semana, o principal assunto da NFL é a free agency. Transações acontecem a cada minuto, deixando elencos mais fortes ou mais fracos. Tudo isso, é claro, se reflete no que acontecerá em abril. Mas enquanto tudo muda e contratos são assinados na velocidade da luz, o processo de recrutamento fica um pouquinho em segundo plano.

O maior destaque da semana foi o Pro Day de Oklahoma, no qual Kyler Murray pode demonstrar suas habilidades. Vamos passar por essa e por outras notícias importantes, além de trazer as principais simulações que saíram nos últimos dias!

Leia Mais: A troca de Odell Beckham escancara o péssimo trabalho administrativo do Giants

Leia Também: Tempo Real – Free Agency 2019

As notícias da semana

Devido à free agency, é uma semana um pouco morna em relação às notícias do draft. Vamos espremer a laranja e tentar fazer um suco com o que temos à disposição!

1. Kyler Murray impressiona no Pro Day de Oklahoma, mas levanta dúvidas

Os olheiros que acompanharam o Pro Day (dia no qual prospectos de determinada universidade exibem seus talentos) de Oklahoma ficaram impressionados com a capacidade de Kyler Murray lançando a bola. Ele completou a maioria dos passes, mostrou excepcional força no braço e a capacidade de fazer todos os lançamentos requeridos na NFL. Dentro de campo e sem pressão, o quarterback de fato parece um fenômeno.

Porém, algumas pulgas ficaram atrás da orelha. Primeiro, porque ao contrário de todos os outros prospectos, ele se recusou a passar pela medição oficial. Isso alimenta as teorias da conspiração de que, de alguma forma, ele possa ter manipulado esse processo no Combine para parecer mais alto do que realmente é. Além disso, não participou dos exercícios dentro de campo, como o tiro de 40 jardas. Será que, afinal, Murray tem algo a esconder?

No fim, nada disso importa. Cada vez mais, Murray é o favorito para ser a primeira escolha do draft.

2. Casas de apostas colocam chances iguais entre Murray e Nick Bosa para ser a primeira escolha

Essa ascensão de Kyler Murray fica clara quando analisamos a movimentação das casas de apostas. Até pouco tempo atrás, Nick Bosa era o claro favorito para ser o primeiro a ter seu nome chamado em abril. Porém, o quarterback de Oklahoma segue crescendo, e agora as probabilidades já são dadas como iguais.

Esse empate de Murray e Bosa tem a tendência cada vez maior de se direcionar para o quarterback. As especulações sobre ele não param de crescer e o burburinho diz que Arizona já bateu o martelo, como falamos nessa coluna na semana passada. Após esses dois atletas, os próximos nomes com mais possibilidades são o defensive tackle Quinnen Williams, de Alabama, e outro quarterback, Dwayne Haskins, de Ohio State.

3. New York Giants adquire mais capital para subir no draft

Uma aposta que muitos analistas vinham fazendo antes do início da free agency era que o New York Giants faria uma troca para subir para a segunda ou terceira posição e selecionar um quarterback, possivelmente Dwayne Haskins. Nessa semana, a troca de Odell Beckham Jr. deixou todos os torcedores da franquia de cabelo em pé, mas pelo menos, se há uma luz no fim do túnel, é que deu uma segunda escolha de primeira rodada à franquia.

Com isso, a possibilidade de subida é ainda maior, já que não seria necessário comprometer capital de draft de 2020. Com Eli Manning cada vez mais se aproximando do final da carreira, o substituto precisa ser encontrado. E seria ideal tê-lo por um ano no banco atrás do irmão mais novo de Peyton Manning.

Mock drafts da semana

Sabemos que vocês amam mock drafts. Por isso, toda semana falaremos de alguns dos mais importantes que forem divulgados.

Nessa edição, vemos que as simulações consolidam Kyler Murray como primeira escolha geral. E as estrelas do Combine, como o wide receiver DK Metcalf e o edge rusher Montez Sweat, agora são presenças constantes no top 10.

  • Aqui na Liga dos 32, fui eu, Carlos Massari, que lancei o meu mock draft. Por ter saído antes da maioria das contratações da free agency, ele traz muitas incongruências com a atual realidade, mas o top 5 é formado por Murray, Bosa, Dwayne Haskins (via troca com o Giants), Josh Allen e Montez Sweat. A grande surpresa é a queda de Quinnen Williams para a sexta posição. Confira aqui!
  • Matt Miller, um dos mais conhecidos especialistas em draft, lançou sua nova simulação no site Bleacher Report. Sem trocas, ele monta um top 5 com Murray, Bosa, Williams, Allen e Rashan Gary. O Giants continua selecionando Haskins, mas na sua posição original, a número 6. Uma surpresa, e que provavelmente não acontecerá após desdobramentos da free agency, é Daniel Jones sendo escolhido pelo Los Angeles Chargers. Clique aqui para ler.
  • O Walter Football é um site conhecido por seus mock drafts. Seu editor-chefe, Walter Cherepinsky, lança novas simulações a cada semana. Na última versão, o top 5 tem Murray, Bosa, Haskins (troca para os Giants), Williams e Allen. Os cinco jogadores mais comentados nas cinco primeiras posições, afinal. Leia aqui.

Faltam 41 dias para o draft!

Últimos 5 jogadores selecionados na posição 41:

2018: Harold Landry, OLB, Titans
2017: Dalvin Cook, RB, Vikings
2016: Reggie Ragland, LB, Bills
2015: Devin Funchess, WR, Panthers
2014: Lamarcus Joyner, DB, Rams

O único hall of famer selecionado nessa posição é o linebacker Andre Tippett, em 1982. Ele viria a somar a incrível marca de 100 sacks em sua carreira. Mark Gastineau, escolhido três anos antes, não ficou muito atrás, derrubando quarterbacks 74 vezes na carreira. Há alguns outros nomes de destaque ainda em atividade, como o offensive tackle Cordy Glenn e o wide receiver Robert Woods.

A escolha número 41 em 2019 pertence ao Denver Broncos. Quem terá seu nome chamado?

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

 

Compartilhe

Comments are closed.