terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Compartilhe

O Super Bowl LIII foi um jogo defensivo e teve o menor placar da história: 13 a 3 para o New England Patriots sobre o Los Angeles Rams. Ainda assim, o jogador escolhido como MVP veio do setor ofensivo da equipe vencedora. Julian Edelman, que somou 10 recepções para 141 jardas, foi quem teve essa enorme honra.

Edelman se recuperou de uma performance complicada contra o Kansas City Chiefs, na qual se envolveu em uma jogada muito polêmica sobre ter ou não tocado um punt que poderia mudar os rumos do jogo e, mais tarde, dropou um passe que acabou em interceptação, para mostrar toda a sua habilidade e ser o principal alvo de Tom Brady no Super Bowl. Conseguiu ser o responsável pelas correntes serem movidas em muitos dos momentos cruciais da partida.

Leia Mais: Patriots domina Rams e é campeão do Super Bowl 53

Leia Também: Entenda os atributos dos jogadores no Madden

Com isso, o jogador do Patriots se tornou o primeiro wide receiver a ser eleito MVP do Super Bowl em dez anos: antes dele, o último havia sido Santonio Holmes, do Pittsburgh Steelers, na edição XLIII. Naquela ocasião, o lendário atleta somou nove recepções para 131 jardas e um touchdown, ajudando sua equipe a derrotar o Arizona Cardinals.

É comum que quarterbacks sejam os honrados por esse prêmio, mas nem Tom Brady, nem Jared Goff tiveram performances de destaque. Assim, a sequência do próprio Brady, na edição LI, e de Nick Foles, na LII, foi quebrada.

Dado esse domínio defensivo do jogo, os candidatos a MVP eram os líderes da defesa de New England, como o linebacker Dont’a Hightower e o cornerback Stephon Gilmore, mas mais uma vez os votantes decidiram ir na direção ofensiva.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.