terça-feira, 16 de maio de 2017

Compartilhe

Existe uma diferença entre ser uma estrela, ser um grande destaque em algum esporte, e ser um ídolo. Para ser uma estrela, teoricamente só é necessário ser um ótimo jogador, porém para ser um ídolo, é necessário de alguma forma ir além. Muitas vezes o ídolo nem é uma estrela, em alguns casos nem é um atleta acima da média. A idolatria vem por vários outros motivos, alguns inclusive, sem qualquer explicação prática. No caso do LB Luke Kuechly do Panthers, houve a união das duas coisas, ele é um fantástico jogador e também é um ídolo.

Luke foi escolhido pelo Panthers no draft de 2012, na 9ª posição geral. Vindo de Boston College, Kuechly era visto como um verdadeiro fenômeno. Jogadores de defesa raramente são titulares em seu primeiro ano no College, porém com o fantástico LB foi diferente. Titular desde seu primeiro ano, Kuechly recebeu todos os prêmios e quebrou todos os recordes possíveis em sua universidade, inclusive sua camisa foi aposentada em Boston College. A temporada 2011, seu ultimo ano no College, foi simplesmente fantástica, conseguindo inacreditáveis 191 Tackles. Em 2012, quando foi draftado, o Panthers recebeu algumas críticas, pois considerava-se muito cedo para a seleção de um LB.

Olhando para o draft de 2012, eu entendo que Luke deveria era ter saído antes da escolha 9. Observem estes 5 nomes que foram escolhidos antes de Kuechly: Trent Richardson, Matt Khalil, Justin Blackmon, Mark Barron e Robert Griffin III. Trocariam o espetacular LB por algum destes? Chegando ao Panthers, o impacto foi imediato, logo em sua primeira temporada conseguiu 164 tackles, um sack, 8 passes defendidos e 2 interceptações, como não poderia ser diferente, foi eleito o calouro defensivo do ano. Em 2013, Luke foi eleito o jogador defensivo do ano, apenas Lawrence Taylor havia conseguido este feito incrível, conseguir em anos consecutivos, ser o calouro e o jogador defensivo da temporada.

Em campo, Kuechly se destaca em todas as nuances de sua posição: É um monstro contra o jogo corrido, faz bem as coberturas de passe, tem a capacidade de cobrir todo o campo e ainda possui o habilidade de sempre estar próxima à bola. Além de seu talento natural, Luke é muito rápido para alguém de seu tamanho. No combine em 2012, Luke correu as 40 jardas em 4,58 segundos, para efeito de comparação o ótimo RB Le’Veon Bell do Steelers, fez em 4,60. Tecnicamente o LB do Panthers é fantástico, aliando a velocidade e uma capacidade incrivel de leitura de jogo, temos um fenômeno. Na introdução deste texto falávamos que ser um uma estrela, não necessariamente quer dizer ser um ídolo, sendo assim, após analisarmos como ele é genial em campo, vamos observar quem é Kuechly fora dele.

Panthers e Saints se enfrentavam na abertura da semana 11 da temporada 2016, Kuechly vinha fazendo mais uma partida fantástica, onde já acumulava 14 Tackles, em um choque de capacetes com o RB do Saints, Luke sofreu uma concussão. A imagem do grande jogador saindo de maca chorado, foi uma das mais impactantes da temporada passada. Mesmo quem não é torcedor do Panthers, sentiu aquela angustia como se fosse um jogador de seu time. Luke consegue jogar futebol americano da forma mais firme e intensa possível, mas sendo extremamente leal, a sua saída de campo impactou até em alguns adversários.

Christian McCaffrey, escolha de 1ª rodada do Panthers, disse que quando esteve pela primeira vez no centro de treinamento do Panthers, encontrou Kuechly e Thomas Davis treinando, vale destacar que estamos na offseason. O novo RB do Panthers foi escolhido porque além de ser ótimo jogador, segundo membros da comissão técnica da equipe, tem o “DNA de Kuechly”, e isso se refere ao amor pelo jogo e a ética de trabalho. Quando um jogador consegue mexer com emoções de varias pessoas, incluindo adversários, e seu nome vira uma referencia, uma forma de se comportar, isto diz muito sobre quem é esta pessoa.

Muitas vezes é bem difícil explicar o motivo pelo qual alguém é amado ou admirado, no caso de Luke, não. O jogador demonstra em campo uma energia contagiante, além disto, sua técnica, vontade e disciplina são admiráveis. Não por acaso um grande rival de divisão, o QB Drew Brees do Saints, disse certa vez que Kuechly e Thomas Davis são uma das melhores duplas de LB de todos os tempos. Torço muito para que Luke consiga se manter saudável, e principalmente longe das concussões que o atrapalharam nas últimas duas temporadas. Além da capacidade dentro de campo, deste DNA de paixão e dedicação ao esporte, o LB do Panthers é um grande ser humano.

Jessica Hayes hoje tem 23 anos, quando criança foi diagnosticada com paralisia cerebral, autismo e hidrocefalia. Infelizmente a vida da jovem possui muitas dificuldades devido a todos estes problemas. Jessica é uma torcedora do Panthers e uma grande fã de Kuechly. Ela dizia que o grande sonho de sua vida era conhecer o LB do Panthers. Em seu aniversário de 21 anos, a jovem foi informada por seus pais que fariam uma festa, apenas isto, sem mais nenhum detalhe. Luke ficou sabendo do sonho de Hayes, e tomou uma atitude que deixa qualquer um emocionado. O jogador comprou um buquê de flores, pegou seu carro e dirigiu até a casa de Jéssica. Chegando a casa da jovem, kuechly se comportou como em um verdadeiro encontro, foi o príncipe da menina naquele dia. Entregou as flores e a levou até a sua festa de aniversário, tirou fotos com todos e tornou aquele dia, o mais feliz da vida de Hayes.

Atitudes como estas demonstram a diferença entre os bons e os ótimos, e não falo aqui sobre futebol americano ou esporte em geral, falo sobre caráter. Perguntado por um repórter sobre este caso, Luke respondeu: “É uma via dupla, eu pude fazer a noite dela mais divertida e ela fez a minha vida muito mais feliz.” Luke Kuechly é um ótimo LB, talvez o melhor de toda a NFL, mas o mais impressionante é o que ele consegue fazer sem sequer estar em campo. Apenas os grandes da história conseguem isto, impactar além de sua profissão, servir como inspiração, conquistar o respeito de rivais, esta é a definição de ídolo, este é Luke Kueckly.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.