terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Compartilhe

A rodada do último domingo muito provavelmente foi a melhor de todos os tempos para as finais de conferência: ambos os jogos foram decididos na prorrogação, atuações épicas, turnovers decisivos, o Field Goal da vitória mais longo da história dos playoffs, entre outras coisas. Todos os ingredientes para uma noite perfeita de futebol americano estavam lá. No entanto, um dos principais assuntos no pós-rodada não era nada agradável: arbitragem. As zebras conseguiram desagradar a gregos e troianos, com erros para todos os gostos, e acabam inevitavelmente arranhando um pouco a imagem da Liga justamente quando todos estão prestando atenção nela.

O “ápice” dessa situação foi o erro grotesco cometido no final do 4º período do jogo entre Rams e Saints. Já dentro do two-minute warning, com o jogo empatado, Drew Brees lançou para a direita, na direção do wide receiver Tommylee Lewis, que, ao virar seu corpo para receber a bola, levou uma senhora pancada do cornerback Nickell Robey-Coleman, que ainda atingiu com seu capacete o capacete de Lewis. Claríssima interferência de passe. Além do contato de capacete com capacete. A falta daria a primeira descida automática para o Saints, que poderia levar o cronômetro até o final para chutar um Field Goal que lhe daria a vitória. Ao invés disso, sobrou tempo para que o Rams tivesse um último drive para também chutar um Field Goal e levar a partida para a prorrogação.

Leia Mais: o melhor e o pior das finais de conferência

Leia Também: conheça os sliders que deixam uma partida de Madden mais próxima da realidade

Depois do jogo, o próprio Robey-Coleman admitiu que cometeu a falta no intuito de salvar o touchdown. Al Riveron, chefe de arbitragem da NFL, ligou para o técnico Sean Payton, admitindo o erro dos seus subordinados, algo bastante incomum. E, se este foi o erro mais constrangedor do dia, não foi o único. As zebras deixaram passar um face-mask claríssimo em Jared Goff em uma situação de touchdown, e horas mais tarde um roughing the passer inexplicável em Tom Brady manteve viva a campanha da virada do Patriots no quarto período. Isso para ficarmos apenas nos lances bem claros, porque também tivemos vários outros um pouco mais discutíveis.

O que fica deste domingo é que a NFL definitivamente precisa se mexer. Erros são frequentes ao longo de todas as semanas, mas falhas tão evidentes, em lances capitais, que potencialmente interferem na definição de quem vai ao Super Bowl, exigem uma resposta firme por parte da Liga. Segundo o renomado jornalista Peter King, Riveron tem seu cargo ameaçado, e os juízes que deixaram passar a falta em Lewis também podem ser demitidos.

No entanto, mais do que demitir pessoas, a NFL precisa mesmo é rever seus métodos. A principal crítica está na questão dos replays: as faltas não são, por enquanto, jogadas passíveis de revisão. Uma vez que há uma falha dentro de campo, não há mais tablet na sideline ou monitor na sede da Liga que resolva. Com toda a tecnologia disponível, além das possibilidades de desafios e as revisões automáticas que já existem, é difícil justificar que o jogo não possa parar mais duas ou três vezes por partida para fazer mais justiça com o que acontece em campo.

Mas, mais preocupante ainda, voltando à falta de Robey-Coleman em Lewis, é que não deveria ser necessário nenhum replay para a flanela amarela voar ali, de tão claro que foi esse lance. E isso leva a uma conclusão tão óbvia quanto péssima: os árbitros são muito mal preparados. Não cabe falar em nenhuma teoria da conspiração, é ruindade mesmo. Vale lembrar que os árbitros, em pleno 2019, são pessoas que têm outras profissões como seu ganha pão e dedicam-se apenas parcialmente ao ofício no futebol americano. É uma situação inconcebível. Não há uma estimativa concreta do quanto custaria para a NFL para profissionalizar de vez sua arbitragem, mas certamente sairia por muito menos do que os bilhões que eles lucram todo ano. E não é apenas o dinheiro, mas a lisura do esporte que está em jogo.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.