sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

Compartilhe

Um dos objetivos da NFL nos recentes anos tem sido expandir o alcance global da liga, seja com jogos fora do país ou com eventos como o que trouxe o troféu Vince Lombardi ao Brasil neste ano. Em 2017 foi criado o International Player Pathway Program, programa que tem o objetivo de identificar jogadores estrangeiros que tem o talento necessário para jogar no nível exigido pela NFL. Em seu ano de estreia, 4 jogadores foram selecionados para passar o ano no practice squad, cada um em um time de uma mesma divisão, sendo esta escolhida randomicamente. Estes times recebem uma vaga a mais em seus squads e os jogadores do programa não podem ser nem ativados e nem dispensados durante a temporada. Ou seja, é um ano inteiro de aprendizado na maior liga do mundo. Alguns nomes que já deram as caras na liga tiveram passagem ou foram elegíveis para o programa, como Moritz Böhringer (alemão com passagem por Vikings e Bengals), Jordan Mailata (australiano selecionado pelo Eagles neste draft) e Efe Obada (nigeriano naturalizado inglês que joga como DE no Panthers).

A NFL anunciou nesta semana que em 2019 7 atletas de 5 países diferentes irão competir por um lugar no programa. Eles começarão a treinar no próximo mês e em Março se apresentarão para olheiros das franquias. Neste momento duas coisas poderão acontecer: eles poderão ter contratos assinados como agentes livres com os clubes; ou então poderão ser selecionado para posições no practice squad através do programa. A divisão que receberá estes jogadores ainda será decidida, com os times recebendo uma 11ª vaga em seus squads para estes atletas.

Leia Mais: Os 6 principais motivos para o fracasso do Green Bay Packers em 2018

Leia Também: Cenários da briga pelos playoffs na NFC

Nesta edição, estarão presentes jogadores da Austrália, Alemanha e Reino Unido, além de contar pela primeira vez com um jogador do México e um de terras Tupiniquins! Durval Queiroz Neto (o Duzão) se juntará a David Bada (Alemanha), Moubarak Djeri (Alemanha), Valentine Holmes (Austrália), Jakob Johnson (Alemanha), Maximo Sanchez (México) e Christian Wade (Reino Unido) para buscar esta oportunidade na NFL, seja como agente livre ou através do International Player Pathway Program. Até a seleção, os jogadores serão treinados na Flórida junto de veteranos e prospectos para o draft sob a supervisão da IMG Academy.

Abaixo você pode ler um resumo do histórico do nosso Duzão, assim como da concorrência:

Durval “Duzão” Neto

(Defensive Tackle, Brasil, 25 anos)

A carreira de Duzão iniciou no Tangará Taurus (atual Tangará FA), em Tangará da Serra (MT). Após isso, teve passagem pelo Cuiabá Arsenal (onde foi campeão estadual) e também pelo Galo FA. Representou também a seleção mato-grossense sub-19 e jogou pela seleção brasileira em partida contra a Argentina em 2017. Na metade de 2018 Durval começou a se dedicar exclusivamente à treinar nos EUA com o propósito de  aprimorar sua técnica e conseguir uma oportunidade na NFL.

David Bada

(Defensive End, Alemanha, 23 anos)

Se desenvolveu como pass rusher enquanto jogava pelo Ingolstadt Dukes. Atualmente atua na maior divisão da Liga de Futebol Americano Alemã pelo Schwabisch Hall Unicorns.

Moubarak Djeri

(Defensive Tackle, Alemanha, 22 anos)

Nascido no Togo, foi morar na Alemanha em 2007. Jogou na liga alemã pelo Cologne Crocodiles. Já tem experiência na NFL: em 2017 participou de OTAs pelo Arizona Cardinals, porém foi cortado antes do training camp.

Valentine Holmes

(Running Back / Wide Receiver / Kick Returner, Austrália, 23 anos)

Jogador com experiência na liga profissional de rugby australiana, jogando nas posições de winger e fullback. Em 2017 ele representou a Austrália na Copa do Mundo de Rugby, marcando 5 tries nas quartas de final e setando um recorde de 6 tries na semifinal.

Jakob Johnson

(Fullback, Alemanha, 24 anos)

Jogou na liga alemã pelo Stuttgart Scorpions antes de se mudar para Jacksonville. Lá teve uma temporada jogando no high school antes de ir para Universidade de Tennessee, onde ficou 4 anos e atuou como tight end.

Maximo Sanchez

(Linebacker, México, 25 anos)

Jogou em diversas ligas menores no México e representou a seleção do país contra o time sub-19 dos Estados Unidos. Atualmente atua pelo Tech Monterrey, um dos melhores programas universitários mexicanos.

Christian wade

(Running Back / Kick Returner, Inglaterra, 27 anos)

Mais velho do grupo, tem experiência longa no rugby, representando as seleções Inglesas sub-16, sub-18 e sub-20. Foi convocado para o plantel do British and Irish Lions (Leões Britânicos e Irlandeses), equipe que representa as ilhas britânicas em amistosos de rugby pelo mundo.


Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.