sexta-feira, 4 de outubro de 2019

Compartilhe

Mais uma semana, mais uma mesa redonda. Dessa vez trazendo a opinião da nossa equipe e de assinante sobre temas pertinentes à quarta semana da NFL.

Além disso, uma visão sobre a AFC Sul e seus rumos nesta temporada. Acompanhem!

Leia Mais: Visão Aérea: Detroit Lions x Kansas City Chiefs

Leia Mais: Saints não sente falta de Brees e segue entre melhores da liga

Participam essa semana:

Lucas Teixeira (Redator)

Diego Alex (Redator)

Sulliwan Gonçalves (Redator)

Resultado de imagem para teddy bridgewater 1200x800

Mesmo sem Drew Brees, o New Orleans Saints segue como líder da NFC Sul, ainda que a tendência antes do primeiro jogo sem o camisa 9 fosse um time mais apático, não foi isso que ocorreu. Grandes atuações, sobretudo da defesa, fizeram o time continuar muito dominante contra fortes adversários da conferência nacional. Sendo assim, há algum time na divisão que pode tirar esse título do Saints, levando em conta que Brees voltará em breve?

Lucas Teixeira (Redator): Eu vejo o Panthers com condições de brigar pela divisão. Situação parecida com o do Saints: defesa jogando em bom nível, e o QB reserva segurando bem as pontas enquanto o titular está fora. Se Cam Newton voltar saudável, a briga pela divisão será boa.

Diego Alex (Redator): O Saints, de fato, está melhor do que se esperava após a lesão de Brees. No entanto, falando em relação título da divisão, ainda é muito cedo para cravar que a equipe esteja com este título assegurado. Em uma divisão bem equilibrada, temos o Panthers, também sem o seu QB titular temporariamente, e o Bucs surpreendendo neste início de campanha. Exatamente por conta das lesões dos QBs, vejo esta divisão completamente aberta.

Sulliwan Gonçalves (Redator): Acredito que não. Os times da divisão (Panthers, Bucs e Falcons) vem sofrendo com lesões e não têm elenco para competir com o Saints, mesmo sem Drew Brees. Se Bridgewater continuar fazendo o trabalho de game manager e acertando os passes que lhe determinam, Brees tem tudo para voltar ainda líder da divisão. Buccaneers e Panthers podem incomodar em confrontos diretos, mas não a ponto de preocupar a liderança da equipe de New Orleans.

Resultado de imagem para Matt Patricia 1200x800

Semana passada trouxe o questionamento de quem poderia parar Patriots e Chiefs. Na semana 4 ambos tiveram atuações que quase culminaram em derrotas para Bills e Lions, respectivamente. Falando especificamente da equipe de Michigan, nota-se grande melhora nas atuações a comparar o ano anterior sob o comando de Matt Patricia. Ao observarmos a conferência e divisão, há como essa franquia já sonhar com vôos mais altos?

Lucas Teixeira: É difícil. Por mais que o Lions realmente aparente ser um time bem coeso, o ataque não tem o mesmo potencial que o do Packers, e a defesa não é tão boa quanto as de Bears e Vikings. É um time que pode ganhar de qualquer um, mas eu ainda não os vejo fazendo isso com frequência para ser considerado um time de playoff.

Diego Alex: O Lions vem fazendo bons jogos e tendo problemas para definir alguns confrontos no final. Em relação ao nível de desempenho, ele é consideravelmente superior ao da última temporada. No entanto, pensando em vôos mais altos, eu não enxergo o Lions, já em 2019, retornando aos playoffs na sempre dificílima NFC.

Sulliwan Gonçalves: Coloquei no Guia da Rodada de semana passada que o jogo entre Chiefs e Lions seria um dos melhores da semana e que o time de Detroit tinha grande chance de vencer. O Chiefs deu sorte de não perder para o Detroit Lions. Matt Patricia jogou bem contra Mahomes e o ataque de Andy Reid no primeiro tempo e executou um plano de jogo digno de New England Patriots. Considero o Lions a surpresa da temporada até aqui e se jogar bem nos confrontos divisionais, pode até pensar em vencer a divisão, com Patricia fazendo os ajustes necessários e o jogo corrido deixando Stafford menos pressionado.

Resultado de imagem para Deshaun Watson 1200x800

Toda a AFC Sul está 2-2. Nenhum dos 4 times apresentou consistência, tendo tido grandes vitórias e derrotas para esquecer em mesma escala. Mesmo com o Texans surgindo como grande favorito antes do início da temporada, pode-se falar que a divisão está em aberto?

Lucas Teixeira: Com certeza está em aberto. O Texans é o time mais talentoso, mas provavelmente é o pior treinado de todos eles. Bill O’Brien vai custar ao Texans alguns jogos que deixarão a divisão equilibrada até o final

Diego Alex: Completamente. Assim como a NFC Sul, a divisão Sul da Conferência Americana está completamente aberta. O Texans é uma equipe que vem me decepcionando por conta de todo talento, dos dois lados da bola, que o time dispõe. Os reforços para a OL, até o momento, ainda deixam muito a desejar. Estamos diante de uma divisão em que, tanto a primeira como a última colocação, pode ser preenchido por qualquer um dos 4 times ao final da temporada sem que isto seja nenhum absurdo.

Sulliwan Gonçalves: Totalmente em aberto. Houston tem o melhor time da divisão, mas vem sofrendo mais uma vez em proteger Watson. Esse “favoritismo” de Houston pode cair por terra caso perca para um dos outros times em confrontos diretos. Gosto das defesas de Jacksonville e Tennessee, mas não consigo apostar em Mariota. O fenômeno Gardner Minshew é pode levar o ataque na empolgação e acho que é quem ameaça mais o time do Texas. Colts ainda consta na briga, mas está um pouco abaixo na minha visão. Pode surpreender se ganhar moral, porque tem o melhor técnico da divisão.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui

Compartilhe

Comments are closed.