sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Compartilhe

Mais uma semana, mais uma mesa redonda. Dessa vez trazendo a opinião da nossa equipe sobre temas pertinentes à semana de finais de conferência dos playoffs da NFL.

Além disso, uma visão sobre as aposentadorias precoces recentes na liga. Acompanhem!

Leia Mais: Ep #199 – Finais de Conferência da NFL

Leia Mais: Chiefs, Titans, 49ers e Packers: As características dos finalistas de conferência da NFL

Participam essa semana:

Lucas Teixeira (Redator)

Sulliwan Gonçalves (Redator)

Resultado de imagem para luke kuechly 1200x800

O linebacker Luke Kuechly anunciou esta semana sua aposentadoria da NFL,  seguindo um grupo de estrelas que se aposentaram antes dos 30 anos que conta com Rob Gronkowski, Calvin Johnson, Kam Chancellor, Patrick Willis, Andrew Luck, entre outros. Alguns destes se aposentaram por lesão, outros por não conseguirem mais atuar com a velocidade e força que o jogo requisita, como foi dito por Luke. Sendo assim, com todas as questões que tornam o jogo, entende que será mais comum a aposentadoria de grandes jogadores cada vez mais jovens? Como vê esse cenário futuro?

Lucas Teixeira (Redator): Eu acho que isso será uma tendência, sim. Os jogadores parecem cada vez mais conscientes sobre os danos a médio e longo prazo que o esporte causa em seus corpos, e estão buscando uma qualidade de vida melhor. Cabe a Liga buscar mudanças que minimizem esses impactos.

Sulliwan Gonçalves (Redator): Acho que a tendência é que se repita. Jogadores recebem uma carga elevadíssima já no futebol americano universitário e chegam na NFL pra jogar num nível absurdamente mais físico e rápido. Só o avanço dos equipamentos de segurança e da medicina podem evitar que a tendência das aposentadorias precoces de estrelas cresça nos próximos anos.

Resultado de imagem para jimmy garoppolo sad 1200x800

No último sábado, o San Francisco 49ers dominou o campo e derrotou o Vikings por 27-10. No entanto, ao fim do segundo quarto, Jimmy Garoppolo, quarterback da equipe californiana, lançou uma interceptação que deixou Kirk Cousins em área de anotar ao menos um field goal com seu ataque. Após a interceptação até o final do jogo, Garoppolo lançou apenas seis passes. A proteção que o treinador Kyle Shanahan deu para Jimmy aconteceu pelo domínio que o jogo terrestre teve ao decorrer da partida. Desse modo, como imagina que o quarterback irá enfrentar a forte linha defensiva do Green Bay Packers, que pode força-lo a cometer erros durante o jogo?

Lucas Teixeira: Acho que o modo de agir do ataque do 49ers será parecido com o do último jogo. Estabelecer o jogo corrido e deixar a defesa honesta, como uma forma de proteger Garoppolo. Usar mais rotas curtas e rápidas, especialmente envolvendo George Kittle, também é uma boa opção.

Sulliwan Gonçalves: Acho que o pass rush do Green Bay Packers pode sim forçar Garoppolo a erros na final de conferência, mas acho que Kyle Shanahan vai se apoiar nas fraquezas da defesa adversária. Apesar de ter uma linha muito boa, o segundo nível da defesa do Packers vai mal em passes médios e George Kittle, a grande arma do ataque de Shanahan pode fazer a diferença, além de toda força do jogo terrestre.

Resultado de imagem para titans chiefs 1200x800

O Tennessee Titans é o grande azarão dos playoffs de 2019/2020. Depois de eliminar o New England Patriots de Tom Brady, a equipe da cidade da música derrotou o Baltimore Ravens do MVP, Lamar Jackson, ambos na casa do adversário. Agora, os comandados de Ryan Tannehill viajarão até Kansas City para encarar o Chiefs, que também está embalado após a segunda maior virada da história da pós temporada, ao reverter um déficit de 24 pontos contra o Houston Texans. Assim, o azarão poderá surpreender novamente ou será mais um show de Mahomes e companhia? Como será esse confronto?

Lucas Teixeira: Poder, sempre pode. Mas acho que o conto de fadas do Titans acaba aqui. Não dá para negar que houve uma certa casualidade nas vitórias deles: a inépcia do ataque do Patriots e os vários – e incaracterísticos – turnovers do Ravens. Óbvio que Tennessee tem todos os méritos em aproveitar essas oportunidades, mas não vejo o Chiefs dando os mesmos moles. Acho que Kansas City consegue abrir uma vantagem cedo, e assim vai “tirar” o jogo das mãos de Derrick Henry.

Sulliwan Gonçalves: Claro que pode. Tennessee é o time mais quente do momento na NFL e Mike Vrabel vem fazendo um ótimo trabalho ajustando o plano de jogo. Com Derrick Henry e Ryan Tannehill jogando bem e com a defesa, que parou o MVP da liga jogando em alto nível, o Titans tem totais condições de ir ao Super Bowl.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.