sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Compartilhe

Mais uma semana, mais uma mesa redonda. Dessa vez trazendo a opinião da nossa equipe e de assinante sobre temas pertinentes à sexta semana da NFL.

Além disso, uma visão sobre a caminhada rumo ao prêmio de MVP desta temporada. Acompanhem!

Leia Mais: Como no pôker, Rams arrisca tudo ou nada em Ramsey para salvar temporada

Leia Mais: Visão Aérea: New York Jets x Dallas Cowboys

Participam essa semana:

Marcos Garcia (Redator)

João Gabriel Gelli (Redator)

Ricardo Aguiar (Apoiador do site)

Resultado de imagem para russell wilson 1200 x800

Depois da derrota de Kansas City para o Texans com boa atuação de Deshaun Watson, muitos começaram a olhar com outros olhos para o QB da equipe de Houston. Além dele, Cristian McCaffrey e Russell Wilson seguem com um grande futebol semana após semana. Tendo isso em mente, como imagina a briga pelo MVP nesse momento?

Marcos Garcia (Redator): Os três nomes  certamente estão dentro da briga pelo título de MVP nesta temporada. O trio é responsável por liderar os seus times em campanhas positivas e acima do esperado, o que geralmente acaba passando por uma atuação individual tecnicamente acima da média. Watson e Wilson, mesmo sendo quarterbacks, são fundamentais para o jogo corrido das duas equipes e anotam touchdonwns com as pernas em quase todas as partidas, o que representa um fator diferente e superior aos outros nomes da posição. Eles também vêm mostrando uma incrível capacidade de não produzirem erros individuais que possam acabar em pontos dos adversários, combinados com um nível de liderança reconhecido pelos companheiros. Em relação à McCaffrey, ele também desempenha diversas funções no ataque do Panthers e é um dos principais responsáveis pela campanha positiva da equipe. No momento, eles são os jogadores mais valiosos para as suas equipes na NFL e favoritos para o prêmio por estarem se mantendo regulares.

João Gabriel Gelli (Redator): Para mim, não deveriam existir dúvidas de que Russell Wilson seria o MVP nesse momento. Ele carrega um ataque do Seahawks que funciona basicamente pela sua capacidade de converter jogadas de nível de dificuldade muito elevado. Constantemente ele é colocado em situações desfavoráveis e entrega resultados mágicos. Além disso, quase não cometeu erros na temporada até aqui. McCaffrey tem muitos méritos por carregar um ataque sem seu QB titular e ser a grande peça ofensiva na reação do Panthers até aqui. Já Watson entrou de vez na briga com as últimas atuações, mas tem muitos erros a mais que Wilson.

Ricardo Aguiar (Apoiador do site): Com relação a briga pelo MVP no meu ponto de vista a briga vai restringir a CMC e Russell Wilson,  com certo favoritismo ao QB de Seattle, pois tem um time mais coeso e mais armas para manter o rendimento. Não acho que CMC irá perder rendimento, mas ele não pode bater o escanteio e ir para áreas cabecear todo o jogo. Já o Watson acho ele fenomenal, mas também inconsistência é uma marca, do mesmo jeito que lança para 5 TDs pode lançar 3 Interceptações. Mas repito acho ele um top 3 QB da NFL hj. Com a lesão do Mahomes a briga se restringe as os 3 acima listados, mesmo entendendo que sera em particular por CMC e Wilson.

Resultado de imagem para dallas cowboys 1200 x 800

Após iniciar 3-0, o Dallas Cowboys sofreu 3 derrotas impactantes que certamente afetaram a moral do time. A recente derrota para o Jets talvez tenha sido a pior delas, tendo em vista que a equipe de Nova York estava entre as piores equipes da liga. Levando em consideração as difíceis batalhas de divisão contra o Eagles, tendo, inclusive, um jogo por vir, qual o caminho para o Cowboys dar a volta por cima e chegar aos playoffs?

Marcos GarciaO Cowboys vem sofrendo com lesões e a defesa caiu de produção nos últimos jogos. O elenco vem mostrando alguns buracos na hora da substituição de atletas, o que ocasiona uma queda natural de produção, mas que vem afetando Dallas mais do que o normal. Ainda assim, com o elenco completo em ação, eu consigo ver o Cowboys sendo uma das equipes mais competitivas na NFC e voltando a atuar em um bom nível, mesmo com o técnico Jason Garett no comando, que não inspira confiança. Também é importante lembrar que o Eagles também vem se mostrando muito irregular ao longo da temporada e a briga entre as duas equipes deve se manter assim até a semana 16. No momento, eu acredito que seja uma questão de irregularidade natural, impulsionada pelos desfalques.

João Gabriel Gelli: O ataque não parece ser o grande problema para o Cowboys nesse momento. Dak Prescott tem jogado em nível alto e colocado o time em condições adequadas no geral. A lesão recente de Tyron Smith teve efeito ruim para a OL, mas não parece séria. Acredito que quem precisa subir de patamar é a defesa. A secundária teve falhas corrigíveis e o pass rush tem deixado a desejar. Dallas tem um time bem talentoso, com um QB jogando acima da média e um jogo corrido que ainda não engrenou, mas tem esse potencial. Do outro lado, Demarcus Lawrence ainda pode produzir mais e os CBs têm capacidade para um desempenho melhor. Dessa forma, não me preocupo muito com o Cowboys e acho que é um candidato forte a estar na briga pelos playoffs, apesar da sequência negativa.

Ricardo Aguiar: A fórmula para Dallas é simples, não deixar o Dack lançar muito, ele é muito impreciso. A fórmula para o sucesso é Zake Elliott, tem que colocar a bola na mão dele pelo menos 30 vezes por jogo. Além de aproveitar o potencial do Zake é tb explorar a excelente OL para abrir espaços. Resumindo coloca o Zake para correr.

Resultado de imagem para los angeles rams ramsey 1200 x 800

O Rams se movimentou de maneira interessante na última semana após uma derrota vexatória em casa para o 49ers. Abriu mão do CB Marcus Peters para trazer o colega de posição, Jalen Ramsey, e o G Austin Corbett. Como avalia o espaço de evolução da equipe dentro da divisão com a chegada dos novos reforços?

Marcos GarciaO Rams claramente não vinha conseguindo manter o mesmo nível de jogo apresentado em 2018 e algumas mudanças eram necessárias dentro de uma NFC muito equilibrada. Sem levar em conta o preço pago pelo jogador, a chegada de Jalen Ramsey é uma ótima notícia para a secundária. É provável que os ataques rivais devam mudar o estio de jogo ao enfrentar LA a partir de agora, levando em conta o talento e a capacidade de marcação individual do CB. As outras movimentações representam apostas e também ajudam a dar profundidade ao elenco, o que é bastante necessário dentro da NFL. Mesmo passando por um momento ruim, eu imagino que LA deva voltar a vencer já nas próximas semanas e melhorar o seu nível de jogo, mas os desfalques na defesa ainda preocupam. É um ótimo momento para Sean McVay mostrar do que é capaz com um elenco mais enxuto. Acredito no trabalho dele.

João Gabriel Gelli: O Rams passou de uma das melhores linhas ofensivas da liga no ano passado para uma das piores até agora em 2019. Com a lesão de Joseph Noteboom, o time foi atrás de Corbett, que era bem cotado no Draft de 2018, mas não teve espaço no Browns. Não vejo essa aquisição trazendo um grande impacto para a unidade, mas acho que a OL como um todo tem chances de reverter a situação. Já a aquisição de Ramsey deve ajudar demais a secundária. Ele se trata de um dos melhores CBs da NFL, capaz de marcar qualquer WR no mano a mano, uma faceta que Peters não trazia. A defesa deve apresentar algum ganho de consistência, mas vale lembrar que Aqib Talib, titular como CB no outro lado do campo, foi para a IR e está fora da temporada.

Ricardo Aguiar: Já com relação aos Rams, não vejo grande mudança na Divisão, mesmo pq 49ers e Seattle estão voando. O Ramsey vai consertar a peneira que é aquela secundária, mas a conta é fácil, ou ganha agora ou desmancha o time ano que vem. No caso da OL qualquer reforço é bem vindo, mesmo não sendo fã do Austin. Que deus proteja o Goff.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui

Compartilhe

Comments are closed.