sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

Compartilhe

Mais uma semana, mais uma mesa redonda. Dessa vez trazendo a opinião da nossa equipe e de assinante sobre temas pertinentes à décima sexta semana da NFL.

Além disso, uma visão sobre os prêmios dos jogadores neste fim de temporada. Acompanhem!

Leia Mais: Dicas de Fantasy Football – Semana 16

Leia Mais: NFL na TV – Transmissões da Semana 16

Participam essa semana:

Lucas Teixeira (Redator)

Sulliwan Gonçalves (Redator)

Diego Simões (Apoiador do site)

Resultado de imagem para jimmy garoppolo 1200x800

Vários atletas deram a volta por cima após problemas em 2018, seja com lesões, atuações ruins ou assuntos de outros gêneros. Esse prêmio é dado para aquele que neste ano desempenhou papel suficiente para mostrar o seu real valor na liga. Sendo assim, qual seria seu voto para o comeback player do the year?

Lucas Teixeira (Redator): Meu voto no CPOY vai para Travis Frederick. Ele enfrentou uma doença rara em 2018, cujo retorno é mais incerto do que seria uma lesão mais comum. E ele não apenas venceu a doença, como está jogando em altíssimo nível, sendo fundamental na linha ofensiva do Cowboys.

Sulliwan Gonçalves (Redator): O meu voto é um pouco diferente dos demais. Ao contrário da maioria, que vota em jogadores que perderam a temporada anterior por problemas físicos ou suspensão e há vários exemplos desses nesta temporada, como Jimmy Garoppolo, Cooper Kupp e Travis Frederick, mas eu votaria em Ryan Tannehill. Tannehill se machucou em 2017 e perdeu o ano todo, não conseguiu jogar a temporada de 2018 inteira e foi trocado de Miami para ser reserva, mas acabou jogando tão bem que virou o titular. Nas últimas semanas, Tannehill jogou como esperavam que ele jogasse em Miami quando o draftaram, e esse deve ser o ano da virada na carreira dele, por isso o meu voto.

Diego Simões (Apoiador do site): Pra Comeback Player Of The Year eu colocaria Jimmy Garoppolo. Depois de perder quase toda a temporada passada, voltou fazendo uma grande diferença pra equipe, mesmo que tenha começado meio apagado, agora tem aparecido bem.

Resultado de imagem para john harbaugh 1200x800

O prêmio de melhor treinador geralmente é dado ao que teve a melhor evolução na campanha do seu time de um ano para o outro, ou seja, o técnico de um time que fora 0-16 em uma temporada e, na atual, terminará com 12-4, por exemplo. Contudo, este ano, além desses casos, também há os que foram aos playoffs ano passado mas melhoraram ainda mais seus time, como é o caso de John Harbaugh, ou, ainda, o de Sean Payton que ficou invicto com seu QB reserva por vários jogos. Levando isso em consideração, qual sua aposta para este prêmio?

Lucas Teixeira: Meu técnico do ano é Kyle Shanahan. Seu processo de reconstrução completa do elenco do 49ers finalmente rendeu frutos, e o time sobreviveu a inúmeras lesões, tanto no ataque quanto na defesa, para garantir a vaga nos playoffs com antecipação. E ele ainda mostra ser o mago ofensivo que sempre foi, extraindo o melhor de Jimmy Garoppolo e transformando George Kittle no melhor TE da NFL.

Sulliwan Gonçalves: A minha aposta é em Kyle Shanahan, que deve terminar a temporada com mais vitórias do que a franquia teve em 2016, 2017 e 2018 somados. Meu voto seria em Sean McDermott, do Buffalo Bills. Vem fazendo um trabalho formidável com a defesa e pode vencer a divisão se vencer o Patriots na semana 16. Não é um técnico muito falado, mas tem feito um belo trabalho.

Diego Simões: Pra treinador do ano eu iria de Harbaugh, que mesmo muito criticado pela eliminação de Baltimore nos playoffs da temporada passada, manteve a postura e levou os Ravens pra seed 1 da AFC, quando todos achavam que precisaria de mais tempo pra lapidar Lamar Jackson e remontar a defesa.

Resultado de imagem para josh jacobs 1200x800

Por fim, mas não menos importante, as premiações de calouros estão completamente em aberto. Grandes atletas surgindo dos dois lados da bola abrem margem para boas interpretações sobre os possíveis vencedores, tendo nomes completamente badalados com um nível de jogo alto, como Nick Bosa, além de jogadores menos falados, mas que estão atuando em nível altíssimo da mesma forma, tal como Terry McLaurin. Assim sendo, quem sairá com os prêmios de calouro ofensivo e defensivo do ano?

Lucas Teixeira: O calouro ofensivo é Josh Jacobs, que instantaneamente se tornou peça central do ataque do Raiders, e o prêmio defensivo vai para Nick Bosa, que até certo momento merecia consideração até para o prêmio de melhor jogador defensivo no geral. Seu ritmo caiu um pouco nas últimas semanas, mas ele ainda sobra entre os novatos.

Sulliwan Gonçalves: Para calouro defensivo é quase que uma unanimidade que o prêmio vai para Nick Bosa e este seria meu voto também. Para calouro ofensivo, a disputa é um pouco mais acirrada, com as boas temporadas de nomes como Josh Jacobs e Kyler Murray. Murray me surpreendeu e vem provando que pode ser uma estrela do novo estilo de QBs da NFL, mas meu voto seria em Jacobs. O time do Raiders, principalmente a linha ofensiva vem surpreendendo no ano e Jacobs aproveitou a produção de seus companheiros para fazer ótima temporada e se garantir como favorito ao prêmio de calouro ofensivo do ano.

Diego Simões: Pra calouro ofensivo Josh Jacobs. É notório o impacto imediato que ele teve nós Raiders, além dos números que conseguiu. Briga com Kyker Murray, mas esse está tendo uma reta final meio apagada. Calouro defensivo, Josh Allen, que só não tem chamado tanto atenção pelos Jaguars não estarem bem na temporada, mas tem colocados números semelhantes aos do Bosa, numa defesa menos badalada que a de SF.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.