sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Compartilhe

Mais uma semana, mais uma mesa redonda. Dessa vez trazendo a opinião da nossa equipe e de assinante sobre temas pertinentes à décima quarta semana da NFL.

Além disso, uma visão sobre o emocionante – ou não – final de temporada regular na NFC Leste. Acompanhem!

Leia Mais: Chiefs renasce após período turbulento na temporada

Leia Mais: Rastreando Draftados – Drew Lock empolga em seu início e renova expectativas para o futuro do Broncos

Participam essa semana:

Carlos Massari (Redator)

Marcos Garcia (Redator)

Resultado de imagem para los angeles rams 1200x800

O dinamismo do ataque do Los Angeles Rams no último Sunday Night Football contra o Seattle Seahawks nos remete aos grandes últimos anos ofensivos da equipe sob o comando de Sean McVay. Todd Gurley, Tyler Higbee e Robert Woods pela segunda vez consecutiva tiveram mais de 100 jardas de scrimmage, sendo essa a primeira marca desde 2000. Além disso, Aaron Donald lidera a liga em pressões ao QB, mostrando que continua como jogador defensivo mais dominante da liga. Sendo assim, considerando a expressiva vitória sobre o então primeiro colocado da divisão, podemos dizer que o Rams se encontrou e volta para a briga por uma vaga nos playoffs neste fim de temporada?

Carlos Massari (Redator): De fato, o Los Angeles Rams parece ter se encontrado na temporada. A defesa vem em uma fase especial e, desde a chegada de Jalen Ramsey, talvez seja a melhor da NFL. Com todo o dinamismo ofensivo que estávamos acostumados a ver em 2018 e que agora parece ter voltado após um início muito decepcionante, a equipe é uma das mais quentes da liga. Apenas um jogo atrás do Minnesota Vikings na briga pelo wildcard, não há dúvidas que a briga por playoffs é real. Porém, infelizmente o time pode ter acordado tarde demais: Não só tem que correr atrás nessa briga, como tem tabela mais difícil que dos rivais. A NFC é muito mais difícil que a AFC e não permite vacilos.

Marcos Garcia (Redator): A irregularidade vem sendo a marca da temporada do Los Angeles Rams, mas a equipe vem melhorando significativamente nas últimas semanas, no momento mais decisivo do ano. Assim sendo, eu acredito em LA brigando até a última semana por uma vaga na repescagem. O que pode complicar o time é o calendário, que nas próximas duas rodadas reserva duelos contra o desesperado Dallas Cowboys e o embalado 49ers, ambos fora de casa. O primeiro duelo, mesmo como visitante, é bastante viável para o time da Califórnia, que vem se mostrando um time mais encaixado que Dallas nesse momento da temporada. Tudo vai depender da forma como a defesa vai pressionar Dak Prescott e o ataque irá aproveitar os defeitos da secundária rival. Caso consiga surpreender o Niners fora de casa, o time tem boas condições de ganhar do Cardinals na semana 17 e aí também vai precisar de um tropeço dos Vikings. A situação ainda é difícil pro Rams, mas eles estão começando a sua parte. 

Resultado de imagem para green bay packers 1200x800

O Green Bay Packers mesmo não fazendo um jogo tão bonito saiu com a vitória sobre o Washington Redskins e manteve seu posto como rei do norte. Contudo, apesar de ter uma campanha consideravelmente boa, a equipe não vem mostrando um jogo do nível que os outros times do topo da conferência nacional apresentam, contando, inclusive, com uma derrota acachapante para o San Francisco 49ers, na que foi a pior partida da carreira de Aaron Rodgers. Dessa maneira, qual o motivo dessas situações mais discretas da equipe em sua opinião? Além disso, imagina esse time indo longe nos playoffs?

Carlos Massari: Sobre as performances recentes, é difícil explicar. O Packers alterna bons momentos com outros bastante complicados. Por mais que o talento esteja no time, muitas vezes parece não estar realmente em campo. Alguns setores não são tão bons, como o corpo de wide receivers, e também não ajudam o time a sair de situações adversas. Quando falamos em playoffs, o fator casa é muito importante – ainda mais em um ambiente tão hostil como é o Lambeau Field. O Packers ainda briga pelo bye na primeira rodada e pode até mesmo ter a vantagem de jogar em seus domínios até o final, apesar dessa possibilidade ser mais remota. Eu acredito que a equipe avança nos playoffs até onde puder jogar em casa. Neste momento, não a vejo vencendo 49ers em San Francisco ou Saints em New Orleans.

Marcos Garcia: Nesse momento da temporada, principalmente quando enfrenta equipes com ataques mais dinâmicos, o Green Bay Packers vem sendo uma equipe que não consegue dominar seus rivais defensivamente, cedendo muitas jardas aos adversários até mesmo em duelos em que sai vitoriosa de campo. O elenco também não conta com a profundidade de opções de outras equipes da NFC, o que vem causando dificuldades para a equipe e gerando atuações irregulares a cada semana. Mesmo com esses problemas, Aaron Rodgers vem conseguindo liderar o time com solidez, lançando apenas 2 interceptações em toda a temporada. Caso o time continue consiga manter em janeiro mesmo nível apresentado na temporada regular jogando fora de casa, o Packers tem condições de surpreender nos playoffs, mas ainda está abaixo de Saints e Niners na briga pelo título por limitações no seu elenco.

Resultado de imagem para cowboys eagles 1200x800

A NFC leste se destoa das outras divisões da conferência nacional. Enquanto a norte, oeste e sul têm seu líderes de divisão com 10 vitórias ou mais, o Dallas Cowboys segue na ponta com um record de 6-7, com o Philadelphia Eagles, também 6-7, na sua cola. Sendo assim, de onde vem os desempenhos ruins dos times dessa divisão? Ainda, um dos dois times mencionados irá para os playoffs, mas em sua concepção, conseguirá ir longe ou as limitações serão o grande empecilho?

Carlos Massari: Cowboys e Eagles vêm demonstrando muitos problemas na temporada. No caso do time de Dallas, a comissão técnica é muito fraca e a defesa vem performando abaixo do esperado, ainda mais depois da ótima impressão que deixou em 2018. Para a equipe da Philadelphia, vejo o excesso de lesões, principalmente na secundária e no corpo de wide receivers, como os principais problemas. Eu acho que é possível uma vitória nos playoffs – já vimos o fator casa entrar em ação, por exemplo, quando o Seattle Seahawks venceu sua divisão com campanha de 7-9 e depois surpreendeu um fortíssimo Saints em janeiro. Mas não acredito em nada além de um triunfo na fase de wildcard para qualquer um deles.

Marcos Garcia: Embora contem com a mesma campanha, Cowboys e Eagles possuem problemas diferentes nesse momento da temporada. Dallas possui um elenco menos defasado por lesões que o rival, mas também conta com um técnico menos criativo e que claramente não está na mesma sintonia que o resto da equipe. O ataque, que sofre com drops e a irregularidade das suas principais estrelas, já não consegue mais botar medo nos rivais e a defesa não vem fazendo o suficiente para manter o time em condições de vencer as partidas. Nesse momento, Dallas parece uma equipe sem forças para brigar por algo a mais. Já o Eagles, que sofreu derrotas inesperadas nesta temporada, conseguiu um triunfo importantíssimo contra o Giants na última semana e parece uma equipe mais confiável nesse momento para garantir a vaga nos playoffs, até pela facilidade da sua tabela. Ainda assim, por conta dos diversos problemas de lesão e da irregularidade do time, não consigo ver o Eagles indo além da rodada de Wildcard nos playoffs.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.