sexta-feira, 25 de outubro de 2019

Compartilhe

Mais uma semana, mais uma mesa redonda. Dessa vez trazendo a opinião da nossa equipe e de assinante sobre temas pertinentes à sétima semana da NFL.

Além disso, uma visão sobre a as recentes trocas antes do fim da janela de negociação desta temporada. Acompanhem!

Leia Mais: Um olhar sobre as premiações de calouros na metade da temporada

Leia Mais: Sean Payton é o melhor técnico da NFL em 2019

Participam essa semana:

Tiago Girão (Redator)

Pedro Beltrão (Redator)

Resultado de imagem para dwayne haskins 1200x800

Um início nada animador para o Washington Redskins em 2019: apenas uma vitórias nas primeiras 7 semanas, sendo essa para um time em situação pior ainda. Para piorar a situação, a equipe ainda demitiu recentemente o treinador Jay Gruden. Como água no deserto podemos destacar a linha defensiva, quando saudável, e o recebedor calouro Terry McLaurin. Dessa maneira, para aproveitar uma temporada na qual não se busca grandes feitos, vale a pena colocar o QB Dwayne Haskins para jogar e criar mais química com Mclaurin, ex companheiro de Ohio State?

Tiago Girão (Redator): Com certeza, sim. Principalmente agora que o Jay Gruden, que segundo informações não queria o calouro, foi demitido. Haskins não tem a pressão de precisar vencer jogos, então tem que estar em campo para ir ganhando experiência na prática. 

Pedro Beltrão (Redator): A química entre Haskins e McLaurin já existe. Os dois tiveram sucesso em Ohio State jogando lado a lado e evoluíram juntos. Mas no atual momento da franquia de Washington, tornar Dwayne Haskins titular na posição de QB é um erro. Colocar o calouro no fogo cruzado não ajuda em nada na evolução do atleta na NFL. Vários jogadores que foram submetidos a situações parecidas acabaram sendo queimados. E a primeira amostra que vimos do jovem foi simplesmente desastrosa. Três interceptações, apenas nove passes completados e uma chuva de precipitações. É importante pilar o jogador com calma para quando ele estiver pronto, poder brilhar com a camisa do Redskins. E Haskins tem talento para isso.

Resultado de imagem para Patrick mahomes injury 1200x800

Depois de sofrer uma lesão no joelho que lhe custou o fim de jogo na quinta feira da semana 7, Patrick Mahomes fez exames e teve o melhor resultado esperado. Era aguardado que ele ficasse apenas três semanas fora, devido a gravidade da lesão. Contudo, fontes mostram que o atual MVP já está treinando e o técnico principal Andy Reid ainda não descartou sua titularidade no próximo domingo diante do Green Bay Packers. Como avalia essa possível decisão de Andy Reid?

Tiago Girão: Todos gostariam de assistir o confronto entre Mahomes e Rodgers, provavelmente os mais legais de se ver jogar na NFL atual, mas preferimos mais ainda ver o atual MVP saudável para o restante da temporada. Não vale a pena arriscar perder seu principal jogador apressando seu retorno e duvido que o Andy Reid faria isso. Acredito que seja apenas um blefe do treinador.

Pedro Beltrão: Mahomes é praticamente um super-herói. Só esse notícia da participação no treino já mostra a vontade e força para voltar o mais rápido possível para ajudar a equipe. Isso motiva a torcida em Kansas City. Motiva também a comissão técnica. E Andy Reid sabe a importância de acumular vitórias para escapar de Foxborough na pós-temporada. Mas para ter alguma chance de Super Bowl, o Chiefs precisa de Mahomes inteiro. E Reid sabe disso. Assim, não vejo motivos para o treinador arriscar uma lesão maior do seu principal jogador. De erro nesta temporada já basta a chamada de QB senak que lesionou Mahomes. Mais um vacilo desse nível pode custar caro.

Resultado de imagem para emmanuel sanders 49ers 1200 x 800

Os últimos times invictos nesta temporadas se movimentaram e trouxeram novas armas para seus QBs. O New England Patriots trocou uma escolha de segunda rodada com o Atlanta Falcons por Mohamed Sanu, enquanto o 49ers enviou uma escolha de terceira e quarta rodada pelo ainda prolífico Emmanuel Sanders. Ambos chegam para suprir carências por lesão nas equipes, sendo Josh Gordon pela equipe da AFC, além de Trent Taylor e o calouro Jalen Hurd para o time da NFC. Qual será o impacto dos recebedores nas franquias e o quanto elevam o patamar de seus times?

Tiago Girão: Patriots e 49ers pagaram caro para encorpar o grupo de recebedores, mas ambos estão confiando que podem chegar ao Super Bowl, então dá para entender o preço pago. O atual campeão tem sofrido este ano para dar alvos para o Brady. O calouro N’Keal Harry se lesionou, assim como Josh Gordon. Além do problema do Antonio Brown. Sanu é um WR muito confiável e vai ajudar bastante o Patriots. Já o 49ers, mesmo com duas escolhas altas no setor nos últimos dois Drafts, parece não ter sido o suficiente para engrenar o jogo aéreo, principalmente naqueles que alinham abertos.  Dante Pettis ainda não vingou e Deebo Samuel tem sofrido com lesão. Marquise Goodwin que teve uma boa temporada ano passado, não está repetindo o desempenho este ano. Com a adição do veterano ex-Broncos este problema deve ser resolvido, além de facilitar a vida do George Kittle, dividindo a atenção dos defensores.

Pedro Beltrão: As equipes seguem invictas, desempenhando um nível elevado de produção, mas os ataques ainda dão sinais de oscilação. Duas defesas simplesmente estão destruindo o sistema ofensivo dos adversários e carregando o piano em determinados momentos. Nem mesmo os grandes mestres de ataque Josh McDaniels e Kyle Shanahan estão dando conta. Tendo em vista este fator e as lesões citadas, fica claro que a solução é buscar a reposição no mercado. Os especialistas das duas franquias sabem que ainda há muito a ser disputado, sequência de vitórias pode ser passageira e mais jogadores estão propícios a lesão. Mohamed Sanu e Emmanuel Sanders são dois veteranos que ainda têm gás no tanque e podem contribuir. A negociação do Patriots com o Falcons acabou ficando um pouco cara para a o time da Nova Inglaterra, mas acredito que o WR é capaz de dar o retorno necessário.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.