segunda-feira, 10 de abril de 2017

Compartilhe

Com a poeira da free agency já baixa e o Draft no horizonte, ficam cada vez mais claros os caminhos que as 32 franquias tomarão na grande noite do Draft, o recrutamento anual universitário.

Com o objetivo de entreter, os mocks drafts são simulações das escolhas das equipes  na noite do Draft. Abaixo segue o meu segundo e último mock do ano, com minhas opiniões sobre o que cada time deveria fazer com sua escolha. Sinta-se livre para comentar sobre as escolhas aqui no site, pelo Twitter ou Facebook.

  1. logo brownsCleveland Browns – DE Myles Garrett (Texas A&M)

Todos os eventos pré-Draft foram e vieram e uma coisa ficou clara: Garrett é o melhor prospecto entre todas as posições. Somada à necessidade do Browns em rejuvenescer sua defesa e apoiá-la em um novo pilar, a aposta é totalmente válida e Garrett reúne os atributos físicos e técnicos para ser a âncora da nova face da unidade defensiva de Cleveland.

 

  1. logo 49ersSan Francisco 49ers – S Jamal Adams (LSU)

O 49ers fez um bom trabalho na free agency contratando jogadores que se adaptem ao esquema ofensivo do novo HC Kyle Shanahan, mas com a saída de Antoine Bethea, o S que liderou a equipe em tackles nas duas últimas temporadas, é necessário sangue novo na secundária. Após o ótimo pro-day, que inclui o tempo de 4.33 segundos no pique de 40 jardas, Adams se solidifica como uma escolha top-5 e, se tal escolha se concretizar, será o S recrutado com a escolha mais alta da história da NFL.

 

  1. logo bearsChicago Bears – CB Marshon Lattimore (Ohio State)

A grande necessidade do Bears é encontrar um CB sólido para atuar ao lado de Kyle Fuller. Mesmo que os olhos da franquia brilhem para outro atleta nesta altura do Draft, Lattimore é o protótipo de jogador para isolar o recebedor adversário e reduzir seu desempenho dentro de uma partida, algo que os coordenadores defensivos prezam e muito ultimamente.

  1. logo jaguarsJacksonville Jaguars – RB Leonard Fournette (LSU)

Com o QB Blake Bortles entrando em sua temporada decisiva para provar que de fato é o QB da franquia que o Jaguars precisa, o time seleciona então uma peça para simbolizar o verdadeiro desafogo do ataque aéreo. Fournette extirpou qualquer dúvida sobre seu peso no pro day de LSU e se solificou como um dos senão o melhor prospecto ofensivo da classe.

 

  1. logo titansTennessee Titans (via Los Angeles Rams) – S Malik Hooker (Ohio State)

Johathan Cyprien não é exatamente um grande reforço na posição, então o Titans pode se dar ao luxo de usar uma de suas duas escolhas na primeira rodada para selecionar o talentoso Hooker, um dos melhores prospectos de todo o Draft. A comparação com o lendário Ed Reed mostra o quanto Hooker pode entregar para esta defesa, que estatisticamente surpreendeu e foi uma das melhores de toda a temporada.

  1. logo jetsNew York Jets – QB Mitchell Trubisky (North Carolina)

A assinatura de Josh McCown dá ao Jets pelo menos um titular no futuro próximo e uma espécie de mentor enquanto Trubisky, que tem apenas 12 jogos na carreira universitária pelo Taar Hells, se adapte ao playbook da equipe. Na necessidade por RB, WR e miolo da linha ofensiva, não há nesta altura um jogador que vale a pena, então a franquia se vira para aquele que pode ser a o novo QB da equipe no futuro próximo.

 

  1. SD Los Angeles Chargers – DE Solomon Thomas (Stanford)

A mudança de cidade trouxe consigo um novo esquema defensivo e com ele a necessidade de um jogador extra na linha defensiva. Thomas trás consigo uma grande versatilidade e juntamente com Joey Bosa e Melvin Ingram pode ser a base do esquema defensivo para a franquia tentar alçar voos maiores, já que o QB de longa data Philip Rivers já está na parte final de sua carreira.

  1. logo panthersCarolina Panthers – RB Dalvin Cook (Florida State)

Johnathan Stewart fará 30 anos durante a próxima temporada e é a idade crítica para RBs. Nada melhor que substituí-lo naturalmente com o melhor prospecto disponível no board e com isso garantir um jogo corrido dominante para a equipe na próxima década.

  1. logo bengalsCincinnati Bengals – DT Johnathan Allen (Alabama)

O Bengals é adepto da filosofia do melhor jogador disponível e é exatamente o que Allen representa nesta altura do Draft. Michael Johnson provou não ser o mesmo desde que voltou após uma estadia curta no Bucs e Pat Sims nada mais é que uma solução temporária na linha defensiva. A combinação de Allen com Geno Atkins pressionando pelo meio da linha deve causar calafrios para qualquer QB ou RB adversário.

  1. logo billsBuffalo Bills – TE OJ Howard (Alabama)

O Bills resolveu acreditar na evolução do QB Tyrod Taylor ao renovar o contrato do jogador, então, precisa cercar o time com recebedores talentosos. Howard simplesmente representa uma vantagem muito buscada pelos times: é um TE muito alto para ser marcado por um CB e muito rápido para um LB. Essa versatilidade deve ser muito bem aproveitada em Buffalo.

 

  1. logo saintsNew Orleans Saints – DE Derek Barnett (Tennessee)

O ataque ficará bem enquanto Drew Brees for o QB titular, então a defesa precisa ser urgentemente fortalecida para que o QB de 38 anos busque seu segundo título. Barnett pode significar uma ameaça dupla com o DE Cameron Jordan atacando pelas extremidades da linha ofensiva.

 

  1. logo brownsCleveland Browns (via Philadelphia Eagles) – S Jabrill Peppers (Michigan)

A reconstrução defensiva continua a todo vapor com Peppers, que representa uma melhora imediata sobre qualquer jogador da secundária que não se chame Joe Haden. Mesmo que tenha dito que prefira atuar como S na NFL, naturalmente haverá momentos que alinhará perto dos LBs, já que este jogador híbrido é cada vez mais solicitado na montagem de um esquema defensivo.

 

  1. logo cardinalsArizona Cardinals – CB Marlon Humphrey (Alabama)

Há tempos que o time não tem um CB sólido para atuar ao lado de Patrick Peterson na secundária. Isto mudaria rapidamente com Humphrey, um jogador cuja regularidade enquanto jogador do Crimsom Tide fará Bruce Arians e toda a comissão técnica vibrarem.

 

  1. logo eaglesPhiladelphia Eagles (via Minnesota Vikings) – CB Tre’Davious White (LSU)

Apesar de poder escolher o RB do futuro nesta altura, o time aproveitará a vasta classe de CBs talentosos e garantirá o futuro da unidade nos anos que seguirão. White foi titular por quatro temporadas da tradicional universidade de LSU e reúne todos os atributos para ser o titular logo na primeira semana da temporada regular.

 

  1. logo coltsIndianapolis Colts – LB Haason Reddick (Temple)

Nada é mais gritante que a necessidade de um pass rush sólido no Colts: dos 33 sacks da equipe em 2016, 11 foram do OLB Erik Walden (que não teve seu contrato renovado). Com a aposentadoria do lendário Robert Mathis, o time precisa de uma nova cara na pressão ao QB adversário.

 

  1. logo ravensBaltimore Ravens – WR Mike Williams (Clemsom)

Sem Steve Smith Sr, aposentado, o Ravens precisa de um jogador com mãos confiáveis e que represente um bom complemento ao WR Mike Wallace. Williams é um atleta dominante que pode ser o alvo principal do QB Joe Flacco já em sua temporada de calouro.

 

  1. logo redskinsWashington Redskins – DT Malik McDowell (Michigan State)

Após ver literamente todos os jogadores titulares da linha defensiva saírem durante a última intertemporada, o Redskins não pode se dar ao luxo de pensar em outra posição a não ser esta na primeira rodada do Draft. McDowell pode representar uma nova fase na defesa da franquia da capital.

 

  1. logo titansTennessee Titans – WR Corey Davis (Western Michigan)

Após selecionar o melhor prospecto de defesa disponível, é a vez do ataque receber atenção especial do Titans. Davis é o recebedor principal que Mariota nunca teve em suas duas temporadas no comando da franquia, e a adição de um jogador com estas características pode simbolizar o salto do QB para se colocar entre os melhores da NFL.

 

  1. logo buccaneersTampa Bay Buccaneers – DE Taco Charlton (Michigan)

O Bucs sofre com a falta de talento na linha defensiva com a exceção do ótimo DT Gerald McCoy. Charlton representa uma melhora sobre qualquer outro jogador, e inclusive pode atuar em qualquer uma das posições de linha na defesa 4-3 que o Buccanners atua.

 

  1. logo broncosDenver Broncos – OT Ryan Ranczyk (Wisconsim)

Seja qual for o QB titular do Broncos em 2016, ele precisará ser mais bem protegido do que a linha ofensiva do Broncos vem fazendo nas últimas temporadas.

 

  1. logo lionsDetroit Lions – ILB Reuben Foster (Alabama)

A saída do LB DeAndre Levy pode marcar o fim de uma era na defesa do Detroit Lions. Segundo o HC Jim Caldwell, a unidade precisa de sangue novo na posição e isto pode rapidamente acontecer caso a equipe selecione Foster, um LB que derruba qualquer coisa que se mova em sua frente.

 

  1. logo dolphinsMiami Dolphins – OLB Takkarist McKinley (UCLA)

McKinley representa a necessidade crônica da equipe em um LB versátil, que seja capaz de surpreender e criar pressão de todos os lados da linha ofensiva, sem falar que o talento apresentado já representa uma melhora imediata sobre os OLBs que seriam titulares caso a temporada começasse hoje.

 

  1. logo giantsNew York Giants – OT Garrett Boles (Utah)

O próprio GM já admitiu que Ereck Flowers pode perder a titularidade caso não comece a atuar como um jogador escolhido na primeira rodada do Draft, então nada melhor que selecionar Boles para competir pela titularidade na posição e quem sabe substituir o veterano à curto prazo.

 

  1. logo raidersOakland Raiders – OLB Charles Harris (Missouri)

As saídas de Malcolm Smith e Perry Riley deixaram um verdadeiro buraco na posição de LB da equipe. O Raiders precisa desesperadamente de um LB para atuar no coração da defesa e outro que pressione pelas extremidades. Como não há nenhum grande prospecto nesta altura na primeira opção, Harris chega para ser o jogador que criará maior pressão pelo lado de fora da defesa.

 

  1. logo texansHouston Texans – QB Patrick Mahomes III – Texas Tech

O Texans conseguiu se livrar do exorbitante contrato do QB Brock Osweiler, mas ainda precisa encontrar o QB da franquia, algo que não conseguem desde sua fundação em 2002. Mahomes se destaca pelo seu extraordinário braço, que poderá satisfazer o HC Bill O’Brien na tentativa de encontrar um jogador capaz de criar jogadas explosivas para grandes ganhos de jardas.

 

  1. logo seahawksSeattle Seahawks – OT/OG Cam Robinson (Alabama)

O Seahawks foi o 27° time que mais cedeu sacks e o que mais cedeu pressões durante a última temporada. A adição do veterano Luke Joeckel é um começo para reconstruir a linha ofensiva, mas o GM John Schneider não tem outra opção a não ser gastar mais uma escolha de primeira rodada em um atleta de linha. Seja como Guard ou Tackle, Robinson pode ocupar qualquer lacuna no setor em seu primeiro dia.

 

  1. logo chiefsKansas City Chiefs – QB Deshaun Watson (Clemson)

Eu sei, eu sei, um QB? Sim, um QB! Alex Smith tem contrato até o final da temporada de 2018 e contará mais de U$37 milhões contra o teto salarial até lá. Dispensá-lo após o final da próxima temporada teria um impacto de apenas U$3.7 milhões no teto e mesmo que não o faça, o Chiefs precisa também pensar na vida sem o QB. Com um elenco bastante competitivo, o time pode ser dar o luxo de escolher seu próximo QB da franquia e colocá-lo no banco para aprender.

 

  1. logo cowboysDallas Cowboys – CB Quincy Wilson (Florida)

A adição do veterano CB Nolan Carroll não é nada mais que uma solução temporária na secundária de Dallas. Após perder diversos jogadores no setor, a equipe precisa investir pesado em reforços, afinal, ao que parece, a janela de título para a franquia do Texas parece ter acabado de abrir com o QB Dak Prescott e o RB Ezekiel Elliott.

 

  1. logo packersGreen Bay Packers – OLB Tim Williams (Alabama)

O Packers precisa repor a saída de Julius Peppers (7.5 sacks na última temporada) e lidar com um Clay Matthews que há algumas temporadas convive com problemas de lesão. Mesmo que Matthews volte à forma que o credenciou à disputar o prêmio de jogador defensivo no passado, o meio da defesa da equipe agradeceria a adição de Williams, um jogador que provou ser capaz de pressionar o QB em diversas situações.

 

  1. logo steelersPittsburgh Steelers – TE David Njoku (Miami)

Com a aposentadoria de Heath Miller há dois anos, o time perdeu uma peça crucial no ataque. Jesse James recebeu a chance de substituí-lo na última temporada mas teve apenas 39 recepções e 4 TDs. Após usar sua escolha de primeira rodada em jogadores defensivos há vários anos, é a vez do ataque receber um carinho especial no Draft.

 

  1. logo falconsAtlanta Falcons – OG Forrest Lamp (Western Kentucky)

O Falcons precisa repor a aposentadoria de Chris Chester, LG que estava na equipe há quase dez anos. Lamp parece ser a escolha certa para assumir a posição no miolo da linha ofensiva na equipe que defenderá o título da NFC conquistado na última temporada.

  1. logo saintsNew Orleans Saints (via New England Patriots) – CB Gareon Conley (Ohio State)

A falta de depth na posição custou ao Saints na última temporada: com lesões dos CBs Delvin Breaux, PJ Williams e Damian Swann, o time precisou recorrer a dois jogadores que sequer foram recrutados para serem os titulares, e o resultado foi uma média de 273 jardas aéreas por jogo, a pior de toda a NFL. Mesmo que a adição de Christian McCaffrey faça sentido aqui, a falta de talento na secundária é gritante para não usar uma escolha de primeira rodada no setor.

Acompanhe nosso conteúdo mais de perto e fique por dentro de tudo o que rola na NFL e NCAA: Siga nosso Twitter e curta nossa página no Facebook. Para ganhar DEZENAS de benefícios e se tornar um apoiador do site e do nosso trabalho, clique aqui.

Compartilhe

Comments are closed.